Montfort Associação Cultural

20 de janeiro de 2005

Download PDF

Pecados capitais e auto-conhecimento

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Vanderlei
  • Localizaçao: – Brasil

Prezados Senhores

Estou desenvolvendo um estudo, voltado ao auto conhecimento, que tem dentre outras coisas, o aprofundamento sobre os Pecados Capitais e como combatê-los sob a ótica espiritual.
Pesquisando encontrei um trabalho muito profundo e interessante em seu site, que aborda a Preguiça.
Gostaria de obter informações sobre os outros pecados, porém com esta abordagem séria e direcionada para a interiorização, e não apenas a convencional e profana abordagem.
Se possivel, apreciaria e muito, uma ajuda dos Senhores;
Obrigado

Vanderlei

Prezado sr. Vanderlei,
seja louvado Nosso Senhor Jesus Cristo.

A respeito dos vícios capitais, com os quais todos nós nascemos, recomendams que leia a Summa Teológica de São Tomás de Aquino que trata extensa e exaustivamente desse vícios. Também as obras de São Francisco de Salles e de Santo Afonso de Ligório lhe seriam muito úteis.

É muito importante conhecer este assunto para nossa santificação. Porque todo conhecimento é inútil, se não for levado a uma conseqüente ação da vontade. Só amamos o que conhecemos, e só podemos odiar o mal que conhecemos por suas conseqüências péssimas.

Assim, de nada adianta um auto conhecimento que não vise a correção de nossas faltas e emenda de nossos pecados. O auto conhecimento meramente auto contemplativo é efeito péssimo do vício da soberba.

Nesse sentido, há um excelente trabalho de Hugo de São Victor relacionando os vícios capitais com as sete petições do Pai Nosso. (Há um artigo sobre esse tema em nosso site em http://www.montfort.org.br/veritas/painosso.html).

Desejando-lhe um bom Natal e um ano novo cheio da graça de Deus despedimo-nos,
in Corde Jesu, semper, Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Pena de talião - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: A Festa da Exaltação da Santa Cruz

Oração e Vida Espiritual: São Tomé Apóstolo: “Meu Senhor e meu Deus!”

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais