Montfort Associação Cultural

26 de janeiro de 2005

Download PDF

Parusia

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Maurício
  • Localizaçao: Santos – SP – Brasil

Caro Professor Orlando,

Simples e rápido, já que percebi que boa parte das cartas pecam pela extensão, e tempo nos parece que está rareando por ai, feliz ou infelizmente.

A Parusia ocorre ou não? Cristo volta? E se volta, a Igreja estaria errando o alvo ao não divulgar eficazmente esta mensagem ?

Desde já agradecido e pedindo perdão pela ignorância ou falta de informação adequada, mas juro que um dia eu chego lá….

Prezado Maurício,
salve Maria!

A Igreja é infalível em matéria de Fé, e a volta de Cristo, no fim do mundo, para julgar os vivos e os mortos, é um artigo do Credo.

Muitos erram afirmando que Cristo voltará neste mundo, para fundar um Reino aqui na terra. Isto é um erro grave chamado milenarismo, e que a Igreja condenou no IV Concílio de Latrão. Santo Agostinho foi quem primeiro combateu esse erro milenarista (Reino de mil anos de Cristo na terra), pois Cristo nos disse: “Meu Reino não é deste mundo” (Jo XVIII, 36).

No Evangelho, Cristo preveniu que viriam muitos que anunciariam que Cristo teria voltado, e que Cristo estaria aqui ou acolá. E Cristo ordenou que não se desse crédito a esses, e que Ele viria em glória e Majestade para julgar todos os homens, no Juízo final.

“Então, se alguém vos disser: Eis aqui está o Cristo, ou ei-lo acolá, não deis crédito, porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas, e farão grandes milagres e prodígios (…) Se pois vos disserem Eis que Ele está no deserto, não saiais; ei-LO no lugar mais retirado da casa, não deis crédito. Porque assim como o relâmpago sai do Oriente e se mostra até ao Ocidente, assim será a vinda do Filho do Homem” (Mt., XXIV 23-29).

Portanto, a Parusia de Cristo se dará apenas no fim do mundo, como Cristo narra no restante desse capítulo XXIV de São Mateus.

Portanto, se alguém lhe disser que Cristo está para chegar, não acredite pois “quanto ao dia e àquela hora, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas só o Pai” (Mt XXIV , 37).

Havendo ainda algum ponto que você queira ver mais claro, escreva-me, que se souber, com gosto o atenderei.

In Corde Jesu, semper,

Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Naturezas de Jesus - Orlando Fedeli

Cartas: Padre muda expressão dita na missa - Orlando Fedeli

Oração e Vida Espiritual: Festa de Todos os Santos: Liturgia Tridentina

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais