Montfort Associação Cultural

10 de junho de 2005

Download PDF

Parusia – Segunda vinda de Cristo

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Osvaldo Aparecido Lobato
  • Localizaçao: São Paulo – SP – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Profissão: Advogado
  • Religião: Católica

Caro Professor Orlando

Em primeiro lugar gostaria de agradecer a ajuda que vocês têm nos dado no esclarecimento de duvidas sobre a doutrina da nossa Santa Igreja Católica.
Continuem a caminhada evangelizar é preciso.

A minha ignorãncia me causa desconforto por não entender a afimação do meu Senhor em Mateus XXIV, 37 ao expressar:
“quanto ao dia e àquela hora, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, mas só o Pai”.
Em sendo Jesus verdadeiro Deus, e assim creio e professo, não saberia ele sobre a hora ? Se ele não soubesse não seria Deus?
Estaria eu no caminho certo ao interpretar que naquele momento ainda como Verdadeiro Homem, antes do sacrifício salvífico, não estava Ele ainda plenamente Glorificado pelo Pai com a oniciência de Deus, o que se materializou em sua plenitude com o mistério de sua morte e ressurreição dando origem ai a trindade santa.

Pedindo a meu Senhor e meu Deus que me perdoe e sabendo que a Deus não cabe satisfazer a curiosidade humana. peço humildemente que ilumine a mente dos amigos da monforth para que me apresentem um conforto a respeito do tema.

Obrigado pela atenção que a presente missiva merecer.

Cordiais saudações

Muito prezado Dr. Osvaldo,
Salve Maria!
 
    Muito lhe agradeço suas palavras de elogio ao site Montfort. Rogo que peça a Deus por nós em suas orações.
 
    Em Nosso Senhor Jesus Cristo é preciso distinguir duas naturezas: a divina e a humana, unidas na única Pessoa do filho, Segunda Pessoa da Santíssima Trindade.
 
    Essa unidade de Pessoa em Cristo foi sempre a mesma, sem crescimento nem diminuição. Ele sempre foi Deus e homem, ao mesmo tempo.
 
    Na passagem que o senhor cita, Nosso Senhor salienta que Ele — enquanto homem — não conhecia o dia em que se daria ao fim do mundo, pois que isso foi velado por Deus a todo homem. E isto é que Jesus queria salientar.
 
    Claro que como Deus Ele sabia perfeitamente quando seria o fim do mundo. Mas, o que Ele quis nos dizer é que a natureza humana, de per si, é incapaz de atinar quando seria o fim do mundo.
 
    Um forte abraço amigo, e escreva-me sempre.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Seminarista não acata o Motu Proprio Summorum Pontificum - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: Maria, fonte de nossa confiança - Rafael Acácio

Cartas: Hierarquia da Santa Igreja - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais