Montfort Associação Cultural

24 de dezembro de 2005

Download PDF

Parabéns pela vossa coragem

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Pe. Divino Antônio Lopes Fp
  • Idade: 44
  • Localizaçao: Anápolis – GO – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Religião: Católica

Anápolis, 20 de dezembro de 2005

Ao Ilmo. Prof. Orlando Fedeli

Prezado senhor, que o amor à Sagrada Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja na vossa alma: “O monte Calvário é o monte dos amantes. Todo o amor que não tiver por origem a Paixão do Salvador é frívolo e perigoso” (São Francisco de Sales, Tratado do Amor de Deus, Livro XII, Capítulo XIII).

Escrevo-lhe para parabenizá-lo pelo belíssimo, frutuoso, fiel e profundo trabalho que o senhor está realizando para o bem das almas, orientado-as no caminho seguro; e com certeza será bem recompensado: “Os que ensinam a muitos a justiça hão de ser como as estrelas, por toda a eternidade” (Dn 12,3).

Sou sacerdote (cfr. Anuário Católico do Brasil – 2003, página 113), pertenço graças a Deus, à única Igreja fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo: Igreja Católica Apostólica Romana(Mt 16,18), sou fundador do Instituto Missionário dos Filhos e Filhas da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo e das Dores de Maria Santíssima e do Movimento Missionário Lanceiros de Lanciano; e vivemos na minha Cidade Missionária, justamente por não aceitarmos a Renovação Carismática “Católica”, a Teologia da Libertação e o modernismo em geral.
Trabalhei por oito anos em paróquias na Diocese de Anápolis-Go, e para evitar dar Comunhão para mulheres com roupas escandalosas, Comunhão na mão, suportar a profanação das festas religiosas (vide na carta ao Papa Bento XVI, no Site do meu Instituto: www.filhosdapaixao.org.br), preferi não assumir mais paróquia, e por isso, fui e continuo sendo atacado por leigos liberais e pelo clero modernista: “Aludimos, Veneráveis Irmãos, a muitos membros do LAICATO católico e também, coisa ainda mais para lastimar, a não poucos do CLERO que, fingindo amor à Igreja e sem nenhum sólido conhecimento de filosofia e teologia, mas, embebidos antes das teorias envenenadas dos inimigos da Igreja, blasonam, postergando todo o comedimento, de reformadores da mesma Igreja; e cerrando ousadamente fileiras se atiram sobre tudo o que há de mais santo na obra de Cristo…” (São Pio X, “Pascendi Domini Gregis”, Introdução). Para conservar a minha fé e a minha fidelidade aos ensinamentos da Santa Igreja, preferi distanciar-me de alguns do clero: “…os fautores do erro já não devem ser procurados entre inimigos declarados; mas, o que é muito para sentir e recear, se ocultam no próprio seio da Igreja” (idem), e “O sacerdote deve temer mais os que lhe estão próximos, inclusive os colegas de cargo” (São João Crisóstomo, O Sacerdócio, Livro Terceiro, 14).

Prezado senhor, mesmo estando no meu Seminário, longe de paróquia, não deixei de trabalhar pela salvação das almas, pelo contrário, agora trabalho muito mais e com a consciência tranqüila, por não ser obrigado a agradar milhares de “caóticos e “catortos”: “É porventura o favor dos homens que agora eu busco, ou o favor de Deus? Ou procuro agradar aos homens? Se eu quisesse ainda agradar aos homens, não seria servo de Cristo” (Gl 1,10), e “…em suas pregações procure apenas agradar a Deus” (São João Crisóstomo, O Sacerdócio, Livro Quinto, 7).

Em 2 Tm 2,9 diz: “…a palavra de Deus não está algemada”, por isso, evangelizo com entusiasmo e fervor da seguinte maneira: prego retiro todos os meses para 100 crianças (3º domingo), e para 100 adultos (4º domingo); entregamos diariamente centenas de folhetos sobre (Diga não às modas imorais, Televisão: Hidra Satânica, Revista Pornográfica: Cartilha do demônio, etc.); vendemos diariamente 100 cd’s com pregações sobre: Morte, Juízo, Inferno, Céu, A Existência do Demônio, A Brevidade da Vida, A Paixão de Cristo, As Dores de Maria Santíssima, etc., já gravei 26 cd’s com pregações e meditações, também sobre a Sagrada Escritura, e estou preparando mais 10 cd’s, ainda para este ano (vide os temas no Site citado acima).
Caríssimo senhor, é impossível dizer tudo, e não quero também tomar o vosso precioso tempo. Seria maravilhoso se cada bispo deixasse de viajar tanto e de participar de tantas reuniões infrutíferas, e orientasse através de um site, a exemplo do vosso, os pobres católicos que na maioria das vezes não sabem nem se benzerem.

Parabéns pela vossa coragem, fé, fortaleza e zelo: “O cristão nasceu para a luta, e quanto mais encarniçada se apresenta, tanto mais segura há de ser a vitória com o auxílio de Deus” (Leão XIII, Enc. Sapientiae Christianae, 19).

Percebi, infelizmente, que o senhor é atacado principalmente em vosso site pelos que se dizem católicos. Sinto nojo de ver esse amontoado de pessoas batizadas dentro da Igreja vivendo como pagãos e lutando contra a verdade. Na carta que escrevi ao Papa Bento XVI (vide site), lhe falei sobre esse assunto e pedi-lhe que tomasse uma providência.

Enviarei ao senhor, através de uma irmã do meu Instituto, dez cd’s de presente, especialmente o último sobre a Gruta de Belém. Inauguraremos, após a Missa do Galo, o nosso Estúdio, onde, com a Graça de Deus, pretendo gravar 100 CDs anualmente.
O senhor é o famoso cabeça cheia, mas com uma grande diferença, muito bem preparada. Existem muitos cabeças cheias, até com mitras, porém, mal preparadas.

Pequeno gigante, não tenha medo jamais de fazer o bem e de pregar a verdade, a Santa Igreja necessita de católicos corajosos e fiéis: “Fica firme como a bigorna que é malhada. Convém ao grande atleta ser ferido e vencer” (Início da Epístola a Policarpo, de santo Inácio de Antioquia).

Eu te abençôo e te guardo no Imaculado Coração de Maria Santíssima, Oceano de Paz.

Pe. Divino Antônio Lopes FP.

Muito Reverendo e estimado Padre Divino,
salve Maria!
 
    Que Deus lhe pague suas orações, e suas bondosas palavras visando o bem de minha alma e incentivando minha luta..
    A palavra de apoio de um sacerdote zeloso é um bálsamo para quem é perseguido por amor ao nome de Cristo e por sua justiça.    
    Sua carta me chega na véspera de Natal como uma bênção de Deus. E, ademais, o senhor me presenteia com dez CDs contendo suas pregações. Deus lhe pague, Padre.
    Vejo que o senhor é bem perseguido também por seu zelo pela causa de Deus e de sua Santa Igreja. Que Deus Nosso Senhor lhe conceda forças para bem combater, permanecendo sempre fiel à Fé e à lei de Deus. Colocaremos o seu nome nas orações da Montfort por nossos companheiros de combate.
    Indo a Brasíla, gostaria muito de visitar sua cidade e conhecê-lo pessoalmente. Permaneçamos unidos em nossas orações e em nosso combate.
    Rogo-lhe, Padre, a sua bênção sacerdotal para mim e para a Montfort.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Sobre sua visita à Canção Nova - Orlando Fedeli

Cartas: Este site é graça de Deus! - Orlando Fedeli

Cartas: Agradecimento - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais