Montfort Associação Cultural

14 de junho de 2006

Download PDF

Parabéns à Montfort!

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Pe. Edivaldo Pereira Da Silva
  • Idade: 40
  • Localizaçao: Xambioá – TO – Brasil
  • Religião: Católica

Caríssimo Prof. Orlando Fideli,

Laudetur Jesus Christus!

Sou padre há 11 anos. Percebo cada vez mais que o mundo anda necessitado de coisas boas.

O Site de Vocês é uma fonte refrescante que rejuvenesce e nos torna mais sabios para fazer ressoar no mundo e na comunidade a Boa Nova do Evangelho e Ardor cristalino da verdadeira Doutrina da Igreja Católica Apostolica Romana.

A Igreja toda, mas sobretudo a que está em São Paulo, merecem todo seu amor.

Deus o Abençõe, meu irmão.

Conte com as minhas pobres mais constantes oraçães por você e
por todos os jovens guerreiros da sua equipe.

Atenciosamente, 

Pe. Edivaldo Pereira da Silva

Muito Reverendo e prezado Padre Edivaldo,
Salve Maria. 

     Uma carta de um sacerdote dizendo-nos tais palavras, essa sim, que é uma fonte cristalina para quem está numa guerra. Ela nos tira a sede e nos dá ânimo.
     Deus lhe pague, Padre, por suas orações por nós, e por sua carta. Sei quanta coragem exige dizer-nos isso, e quanto de incompreensão o senhor pode sofrer por esse apoio que nos dá . 
     Que Nosso Senhor Jesus Cristo seja a sua recompensa imensamente grande no céu e, pela graça, já na terra.
     Escreva-nos sempre que puder ou precisar de algo. E vindo a São Paulo as nossas casas estarão sempre abertas para recebê-lo. 
     Bendito seja aquele que vem em nome do Senhor. 
     Sua bênção, Padre.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Sobre a carta Rock n Roll, Idade Média, nazismo e socialismo - Orlando Fedeli

Cartas: Parabéns pelo artigo: "Tartarugas e fetos" - Orlando Fedeli

Cartas: Parabéns à Montfort - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais