Montfort Associação Cultural

8 de outubro de 2004

Download PDF

Para onde iam os injustos no Antigo Testamento?

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Wagner Moura
  • Localizaçao: – Brasil

 Caro Sr. Orlando Fedeli,

Grato pelos esclarecimentos.

Peço-lhe que me ajude com estes:

1. Os justos iam para o “seio de Abraão”, mas e os injustos? Iam para o inferno mesmo ou para um tal de Seol (Num 16,30-33)?

2. Se no seio de Abraão os justos **não** tinham a visam beatífica de Deus, como puderam o sumo sacerdote Onias e o profeta Jeremias (ambos falecidos; II Macabeus 15,12-15) rezar pelo povo judeu? Afinal, sem a visão beatífica eles não podem saber do que se passa na Terra.

3. Em apocalipse 6,9-11 fala-se da abertura do quinto selo, mostrando os santos intercedendo… Mas se os selos se referem a coisas futuras, então esta passagem não pode ser usada para dizer que os santos já estão a interceder. Por favor esclareça-me.

Wagner Moura

Prezado Wagner, Salve Maria.

Os justos do Antigo Testamento iam para o “seio de Abraão”, isto é, para o limbo, enquanto aguardavam a Redenção de Cristo. Embora ainda não gozassem da visão beatífica, no paraíso eles, sendo bons, tinham união com Deus por terem a sua graça, e Deus podia comunicar-lhes informações do que ocorria na História e que fosse conveniente que eles soubessem. Por isso, podiam rezar pelos homens.

Os maus, pelo contrário, iam ao Sheol, ou morada inferior, infernal, onde permanecerão eternamente.

O que se diz no Apocalípse é que os que morreram por Deus intercedem pelos homens, pouco importa o tempo, presente ou futuro, porque os mortos já não estão no tempo. Ademais, Deus pode lhes mostrar o que vai ocorrer.

Nós mesmos, que estamos no tempo, e vivos na terra, podemos rezar a Deus tanto pelos que estão vivos agora, como pelos mortos, e também pelos que ainda nem nasceram, porque Deus levará em conta nossas preces, no futuro deles.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Crise nos seminários

Cartas: Paraíso, céu, inferno, limbo - Orlando Fedeli

Cartas: Vida de Jesus

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais