Montfort Associação Cultural

8 de outubro de 2004

Download PDF

Pagãos e Cristãos

  • Consulente: Joana
  • Localizaçao: Lisboa – Portugal
  • Religião: Católica

Andei a ler os artigos relacionados com a religião wicca e houve um em particular que me deixou muito desgostosa para com a minha religião, o cristianismo… Por amor de Deus, agora filmes como “Harry Potter” e “O Senhor dos Anéis” fazem mal às “crianças”? Deixem-me rir!!! Onde é que este mundo vai parar assim? A Religião Wicca, por aquilo que andei a pesquisar, tem uma coisa muito boa que é o “respeito pelas outras religiões”. eles não ofendem e não dizem tantas baboseiras sobre as outras religiões como eu li dos senhores católicos que respondem às dúvidas sobre a religião wicca! Eu sou cristão católica, gosto da minha religião, não tenciono mudar por nada neste mundo, acredito na Palavra de Deus, mas nem por sombras critico,e ainda por cima dessa forma, as outras religiões, pagãs ou não!!! Considero os senhores que tiram as duvidas muito inconvenientes e preconceituosos. Falaram da homossexualidade como um ENORME pecado… Eu admito que é um assunto muito delicado, mas não pode ser considerado pura e simplesmente um pecado!!! Então e os sentimentos dos humanos, não contam? Cada pessoa nasce como nasce, nasce como Deus quis que nascesse. Se nasce homossexual, bissexual ou heterossexual, isso é com ela e com Deus! Infelizmente a maioria da humanidade é ainda muito racista…

Li uns comentários dos wiccanos, aqui também, sobre as perseguições aos não-cristãos à séculos atrás… E concordo com eles! Como é que podemos falar assim das outras religiões quando nós mesmo fomos tão DESUMANOS!?!?

Acho que as os senhores que esclarecem aqui as dúvidas deveriam ser mais CRISTÃOS nas suas respostas…

Nós acreditamos em Deus, como único para todos… Mas as outras religiões não, e depois? Temos que aprender a viver com isso.. Eles não fazem mal a ninguém, pelo menos, não as pessoas “como deve ser”. Tudo bem que nós e Deus (d”acordo com o que acreditamos) gostaríamos que TODO o mundo acreditasse no que para nós é a realidade, mas se assim não é pronto.. Não é preciso falarem da forma como falam aqui! Eu li uns quantos artigos e senti-me logo, como boa cristã que sou, com a necessidade de intervir com a minha opinião, pois não gostei em nada da postura dos outros crentes… Considero que amanhã, como Domingo que é, devam ir à Missa e confessarem todas as baboseiras que andaram para aqui a dizer, só por outros não terem as vossas crenças.. Com certeza, arrependidos como deveis estar, que Deus vos perdoará…

Eu encontrei este site enquanto pesquisa sobre as outras religiões, nomeadamente a Wicca… Este é um assunto que me interessa, já pesquisei sobre as não-pagãs, digamos assim, e também as achei muito interessantes, e agora dedico-me à pesquisa desta religião pagã. Não é por isso que vou mudar, nem por sombras! eu acredito em Deus e em Jesus Cristo morto e ressuscitado e não tenciono mudar a minha crença, mas respeito e até admiro a crença doutras doutrinas, pagãs ou não. Acho que cada religião tem o seu valor… Essa história do satanismo na religião Wicca? Se calhar interpretaram mal a Bíblia: a religião wicca tem uma doutrina bem interessante e mais! Acho até que tem pontos em comum com o cristianismo, nas coisas como “és livre de fazer o que quiseres, desde que de forma alguma prejudiques alguém (incluindo tu mesmo/a)”. eu admiro esta religião e acho-a “bonita” demais para ser baseada na “adoração a demónios”! Se fossem bem informados saberiam que na religião wicca “não há baixa magia, magia negra ou o “mal”. Não cultuam nenhum diabo, demónio ou qualquer outra entidade maléfica”. E isso tem lógica,levando em consideração as suas crenças..

Quanto ao problema do aborto… Não são só os wiccanos que o defendem..

Conheço muitos CRISTÃOS – praticantes mesmo – que também acham que isso está certo. Eu não concordo com o aborto, mas entendo as razões de quem o defende! Não podemos condenar assim as pessoas.. Acho muito mais condenável as perseguições que nós cristãos fizemos em tempo, matando TANTOS inocentes! O nº d”abortos comparado com isso não é nada, NADA! Com certeza, Deus condenou muito mais isso do que os abortos…

Bem.. eu já escrevi e critiquei muito… Espero que tenham entendido a minha mensagem e que não me venham agora com não sei quantas pedras na mão a dizerem que têm pena por eu pensar assim que provavelmente sou muito nova e inconsciente porque aí então perderiam toda a razão. Eu nem pus a minha idade propositadamente. Vocês guiam-se muito pelas idades… Eu nem peço uma resposta. Peço apenas uma profunda reflexão pelas minhas palavras e, mesmo que não concordam com nada até, espero que ao menos tentem ser mais coerentes com os crentes doutras religiões.. creio que se estivessem na “pele” deles também não gostariam de ver tratada dessa forma a sua doutrina.

Com os meus cumprimentos e desejo de Deus vos ilumine e ajude a crescerem como cristãos que sois,

Joana

Cara Joana, salve Maria.

Alegra-me muito poder responder uma carta vinda do querido Portugal, terra dos meus ancestrais, terra de gente valente, que tomou a Cruz de Cristo numa mão e na outra uma espada, e expulsou o mouro invasor. Terra de uma gente de fibra, que enfrentou o oceano e seus perigos desconhecidos para levar o Evangelho de Nosso Senhor aos confins do mundo, longe de sua terra natal.

A História diz que a bonita bandeira de Portugal, que o bravo D. Afonso Henrique adotou, é a Cruz de Cristo marcada por cinco quinas. Cinco quinas porque ele vencera cinco reis mouros em Ourique e porque cinco eram as chagas de Cristo. Mas Dom Afonso mandou marcar cinco moedas em cada quina, fazendo um total de 30, ao se contar duas vezes as moedas da quina do meio. As trinta moedas da traição de Judas, que o rei mandou colocar para lembrar aos portugueses que sua história deveria ser de fidelidade à cruz ou de traição mesquinha.

Bem, digamos que Portugal não se formou exatamente através do respeito às falsas religiões. Se os nossos ancestrais fossem tolerantes e não tivessem expulsado o mouro infiel das terras lusitanas, você provavelmente estaria usando uma “burka” (lembra, aqueles vestidos que estavam na moda no Afeganistão há pouco tempo atrás?).

Você considera que o “respeito pelas outras religiões” é uma coisa boa. Ora, você deveria concordar, como cristã e católica, que a sua religião é a única verdadeira, e fora da Igreja – salvo hipótese de ignorância invencível – não há salvação. Caso contrário, você estaria em desacordo com o que a própria Igreja sempre ensinou.

O Syllabus, documento oficial da Igreja promulgado por Pio IX condena como erro as seguintes afirmações:

16º No culto de qualquer religião podem os homens achar o caminho da salvação eterna e alcançar a mesma eterna salvação.

17º Pela menos deve-se esperar bem da salvação eterna daqueles todos que não vivem na verdadeira Igreja de Cristo.

21º A Igreja não tem o poder de definir dogmaticamente que a religião da Igreja Católica é a única verdadeira. Sugiro que você, a propósito, confira http://www.montfort.org.br/perguntas/foradaigreja2.html.

Ora, se a salvação da alma imortal só é normalmente possível através da religião católica, respeitar as outras religiões, deixando-as agir livremente, sem apontar seus erros, significa deixar que elas percam mais almas!

Com certeza é muito mais cômodo ficar em casa na frente da TV comendo pipoca e assistindo Senhor dos Anéis ou Harry Potter, ou qualquer outro programa televisivo descerebrado e muitas vezes imoral que as TVs do mundo inteiro têm a petulância de exibir.

Você nos considera muito inconvenientes, porque procuramos seguir o que nos ensina São Paulo, que instruiu aos católicos dizendo prega a palavra, insiste oportuna e inoportunamente (II Timóteo VI,2).

E já emenda, dizendo que somos preconceituosos, porque dizemos que o ato homossexual é um “GRANDE PECADO”. Se seguirmos sua linha de raciocínio, você também acusa Deus de ser preconceituoso, pois Ele exterminou as cidades de Sodoma e de Gomorra justamente por causa desse pecado ENORME, porque é um pecado contra a lei natural que “clama aos céus por vingança”.

Logo em seguida você diz que o homossexualismo é um defeito genético, o que é amplamente desmentido nos meios científicos hoje em dia. O homossexualismo na verdade é um defeito moral, um vício abominável, decorrente da tendência que o homem tem para cometer o mal, tendência que é fruto do pecado original de nossos primeiros pais.

Por favor, você poderia me explicar qual é a relação entre homossexualismo e racismo? Não entendi… Que eu saiba, existem sodomitas em todas as raças, seja entre os brancos, os negros ou os asiáticos, ou mesmo entre os índios.

Você se diz uma pesquisadora de outras religiões, “cristãs e não-cristãs”, mas na verdade parece desconhecer completamente a religião à qual se diz afiliada.

Tanto que você diz, acerca da Wicca:

“Acho até que tem pontos em comum com o cristianismo, nas coisas como “és livre de fazer o que quiseres, desde que de forma alguma prejudiques alguém”.

Se uma pessoa pode fazer o que quer, então por que Deus se deu ao trabalho de nos entregar os dez mandamentos? O que a Wicca defende é o anomismo, a ausência de lei moral, o que fica claro na assertiva acima.

Assim, os cristãos não podem fazer qualquer coisa que lhes vier à cabeça, não podem fazer tudo o que querem, se isso implicar em pecado contra a lei de Deus.

Ademais, esta norma da Wicca é derivada de uma proferida por Aleister Crowley, depois de incorporar uma entidade espiritual (o diabo), que é conhecida como a lei de Telema: “Fazes o que tu queres há de ser toda a lei”.

A propósito, foi Alesteir Crowley que iniciou Gerald Gardner, o pai desta amalucada religião da Wicca, no ocultismo e na bruxaria.

Que os adeptos da wicca adoram demônios, isto é um fato, pois a Bíblia nos diz que “Todos os deuses pagãos são demônios” (Salmos 95,5). Ou o que está escrito na Bíblia e sempre foi ensinado pela Igreja não vale?

E depois de expor seu parco catolicismo, você passa a defender o aborto. Que absurdo! Você diz que “Conheço muitos CRISTÃOS – praticantes mesmo – que também acham que isso está certo. Eu não concordo com o aborto, mas entendo as razões de quem o defende!” e depois revela que os abortos não são nada em comparação com tantos que nós (a Igreja) matamos.

Só para sua informação, no aborto se mata um ser humano, uma criança, à qual é negado o direito inalienável à vida, simplesmente na maioria das vezes porque seus pais não a querem. NÃO MATARÁS!!! Isso te lembra alguma coisa???

Só para ilustrar o que a maior parte das anestesiadas mentes contemporâneas ignoram ou rejeitam, desde 1975 até 1999, 1 BILHÃO de crianças foram assassinadas no útero materno. 1 BILHÃO.

É o sangue de mais de 1 bilhão de inocentes que clamam a Deus por vingança!

Você sempre e sempre diz que Deus deve achar isto pecado e aquilo outro pior do que este, moldado por seu pensamento liberal, e pretendendo saber o que Deus acha. Saiba contudo, que temos uma mestra que nos guia nos caminhos da sabedoria de Deus, que é a Igreja Católica, cujos ensinamentos você parece desconhecer, como muitos outros católicos.

Recentemente, o Reverendíssimo Arcebispo de Denver, Dom Charles Chaput, disse numa carta:

“Estamos em um tempo para a Igreja em nosso país em que alguns católicos – demasiados – estão descobrindo que se têm convertido gradualmente em não-católicos que vão à missa.” (Arcebispo Charles Chaput, Es un asunto de honestidad: para recibir la comunión, necesitamos estar en comunión, Denver 26 de maio de 2004, http://www.archden.org/archbishop/docs/05_26_04_comunion.php).

É triste constatar o desconhecimento da Fé verdadeira de Nosso Senhor, que é a única Luz do mundo.

Sancte Michael Archangele, Defende nos in Praelio
Paulo Sérgio R. Pedrosa

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais