Montfort Associação Cultural

30 de maio de 2006

Download PDF

Padre Pop e acusador da Igreja na TV

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Letícia De Paula
  • Idade: 27
  • Localizaçao: São José dos Campos – SP – Brasil
  • Escolaridade: 2.o grau concluído
  • Profissão: Administrativo
  • Religião: Católica

Salve Maria
 
    Estava com insônia ontem ( de praxe), e resolvi ligar a TV, estava passando Serginho Groisman, e um dos seus entrevistado era o Padre Juarez – São Paulo.
    Ao ver o Padre com calça jens, camiseta e tênis, pensei, vai falar bobagem, dito e feito.
    Vejam as barbaridades:
    Ele disse que Maria Madalena não era assim uma meretriz ( Padre Juarez usou a palavra mais vulgar para expressar isso), e então, como dizem, a platéia foi ao delírio, com o padre boca suja. Então Serginho, com um ar irônico, perguntou a ele se ele tinha aquele vocabulário no confessionário, ele sem saber onde enfiar a cara, deu risadinhas e desconversou. (Meu rosto nessa hora corou não sei se de vergonha ou de revolta)
    Depois uma moça da platéia perguntou o porque que a Igreja, acha um absurdo Jesus ter se apaixonado por uma mulher, sendo que Igreja preza tanto o amor.
    Ele para poder se enquadrar no programa, todo pop e comediante (inclusive um dos entrevistados faz parte do Casseta e Planeta), logo disse que Jesus não teve tempo para se apaixonar e que a Igreja nunca foi contra a vida amorosa de Jesus.
    Então, toda a platéia inclusive o Serginho, começaram a atacar a Igreja em relação a Igreja ser contra ao uso de preservativo, foi citado o caso de Daniela Mercury ser proíbida de ir a Roma, foi dito que a Igreja é alienada, entre outros insultos, e o padre, que fez duas faculdades (Filosofia-teologia), que tinha 9 anos de sacerdócio, simplesmente se tornou um acusador da Igreja, dizendo:
    “_ Não é que a Igreja seja contra a camisinha, mas Ela como mãe, não permite com as palavras, que os filhos, fique com um aqui e outro ali, mas vamos ser sinceros, quem na hora H, vai se lembrar do que a Igreja proíbe ou não”
    Todos achando o padre muito pop, começaram a rir, e ali já foi colocado outro assunto, sobre os assédios que o padre recebe das mulheres, uma perdida da platéia, disse para ele:
    “_ Padre, acho que eu estou pecando, se achar padre bonito for pecado,não quer me confessar?”
 
    Ele sem postura alguma, deu uma risadinha, como se estivesse abafando, e disse que já havia recebido cantadas de várias mulheres, inclusive de homens…
 
    Essa entrevista foi ao ar, no dia 27/05/2006, é muito triste perceber que existam sacerdotes sem postura nenhuma, doutrina zero e querendo agradar o mundo se adaptando as tendências atuais.
 
    Domingo se comemora o dia dos meios de comunicação, e o Papa fez uma declaração , em uma parte ele disse sobre a responsabilidade de quem está a frente.
 
    “A participação na mídia nasce da sua própria natureza, como bem destinado a todos os povos. Como serviço público, a comunicação social exige um espírito de cooperação e co-responsabilidade, exige um uso dos recursos públicos sábio como nunca e um sério compromisso da parte de quantos desempenham papéis de responsabilidade pública (cf. Ética nas Comunicações Sociais, 20), recorrendo também a normas de regulação e a outras providências ou estruturas designadas para tal finalidade”
 
    Muito complicado, tudo isso, sem contar da advertencia, que o Papa deu aos sacerdotes, em relação a sua postura e vestimentas!
 
    Tudo isso é muito revoltante, e por isso, aqui eu parabenizo vcs pelo trabalho que fazem, pela verdade e temor a Deus e por sua Igreja!
 
Salve Maria

Muito prezada Letícia ,
Salve Maria.

    Muito lhe agradeço as palavras que teve com relação ao site Montfort. Peço-lhe que reze sempre por nós.
    O que você conta a respeito da entrevista desse padre é um escândalo. Já recebera outras informações a respeito de Padre Juarez, que é apresentado como um possível sucessor do também escandaloso Padre Marcelo Rossi.
    Ou será que Padre Juarez quer rivalizar — pelo menos na linguagem desbocada – com o famoso Padre Pinto de má lembrança, lá da Bahia?
    Nosso Senhor disse que a boca fala do que há em abundância no coração… Logo, podemos deduzir o que há no coração desse Padre Juarez pela linguagem que ele emprega para alcançar popularidade.
    Como um homem consagrado a Deus pode usar palavras tão baixas e, depois, ir dizer na Missa, as palavras da consagração?
    E o povo que vê esse padre e o ouve dizer palavras de bordel vai concluir que não deve dizer baixezas?
    Que exemplo péssimo dá esse pobre sacerdote.
    Ele deveria se lembrar que, como sacerdote, ele recebeu o mandato de ensinar o que Nosso Senhor ensinou, e que até um “a” dito sem necessidade, por nós, será julgado. E que São Paulo nos mandou que “certas coisas nem se falem entre vós.”
    Que pensar de um padre que diz, sem se envergonhar, ter recebido “cantadas” de mulheres e até de outros homens?…
    Contaram-me que esse Padre infeliz foi nomeado para fazer apostolado na Catedral de São Paulo…Pobre Catedral. Que fizeram dela!
    Como o Cardeal Hummes nomeia um padre desse nível para exercer o sacerdócio em sua Catedral?
    A confusão é bem grande no clero, a ponto de não se saber mais distinguir o certo do errado, o bem do mal, a virtude do vício.
    Ái de nós!
    Mas também ái de vós, maus clérigos, de quem o povo fiel tem que aturar tantos absurdos!
    Porque Deus tudo vê!

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Quem são vocês?

Cartas: Velha hipocrisia - Orlando Fedeli

Cartas: ´Folias com Cristo´. É este o verdadeiro caminho para a conversão? - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais