Montfort Associação Cultural

23 de agosto de 2009

Download PDF

Padre Joãozinho: é um absurdo não reconhecermos santidade entre os protestantes

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Octávio Caetano Monteiro
  • Localizaçao: São Paulo – SP – Brasil
  • Escolaridade: Pós-graduação concluída
  • Profissão: Engenheiro
  • Religião: Católica

Prezado Prof. Orlando, Salve Maria!

Recebi de um amigo católico,um texto de título ” EVANGÉLICOS SANTOS E INTELIGENTES” excrito por um sacerdote chamado Pe. Joãozinho da canção nova, que diz que seria absurdo não reconhecermos santidade e inteligência entre os protestantes.

O Padre Joãozinho cita para afirmar a santidade dos protestantes e inteligência, o fato de um tal curso de teologia de Luteranos de ter sido o primeiro curso a ser reconhecido pelo MEC e eles possuírem o único doutorado com nota máxima pela CAPES.

Como exemplo de inteligência deixa uma carta ecumenica de uma protestante .

A Igreja sempre utilizou o Processo de Canonização.,pelos menos até a mudança apenas por uma análise de uma biografia positiva do candidato a santo,
que segue a seguinte ordem:

1) Verificava-se se o candidato à canonização como santo fora cultado sem licença da Igreja;
2) Examinava os escritos e palavras da pessoa que se pretendia canonizar
3) Examinavam os dez últimos anos de vida do candidato a santo
4) Finalmente, eram necessários milagres alcançados através do candidato a ser canonizado. Esses milagres deveriam ter sido realizados após a morte do santo

E é óbvio que os candidatoss a santo deveriam ser católicos.

Agora para o Pe. Joãzinho conforme ele escreveu, para ser santo não é necessário ser católico e muito menos uma análise profunda pela Igreja , basta o reconhecimento do MEC e avaliação da CAPES.

Sabemos que a Igreja excomungou Lutero quase quinhentos anos atrás e chamar um protestante de santo , isso sim é um absurdo. Principalmente vindo de um Padre,
que tem a obrigação de ensinar a verdadeira fé, combater o erros e heresisas para glória de Deus e salvação das almas.

Dom Bosco foi verdadeiramente um sacerdote católico, com sabedoria e santo.

Dom Bosco combateu o protestantismo.

Professor, sendo assim como pode Pe. Joãozinho da canção nova , reconhecer santidade e inteligência entre os protestantes?

Obrigado,

Octávio Monteiro

http://blog.cancaonova.com/padrejoaozinho/2009/08/05/evangelicos-santos-e-inteligentes/

Evangélicos santos e inteligentes
 
O comentário do “missionário” que postei ontem tá dando o que falar. Um deles resumiu o sentimento geral: “ufa… sempre as mesmas questões…” Mas pelo tom de nossos debates poderia parecer que não reconhecemos santidade e inteligência entre os evangélicos. Nada mais absurdo. O primeiro curso de teologia a ser reconhecido pelo MEC, no Brasil, foi o dos Luteranos de São Leopoldo, no RS. Eles têm o único doutorado com nota máxima pela CAPES. Aliás, falando em inteligência, acabo de receber um comentário de uma evangélica que vale a pena destacar. Veja só:
Olá padre, como está?
Já lhe disse certa vez que não pretendo fazer deste espaço um lugar p/ debates, mas tem coisas que são impossíveis de serem ignoradas. Como a opinião do tal “missionário”.
Como o senhor sabe, sou evangélica, mas me incomoda demais essa necessidade que alguns evangélicos tem de atacar os católicos. Felizmente isso não é generalizado, mas opiniões como a desse sujeito, faz com que pareçamos um bando de ignorantes e soberbos!!! Conheço muitos que, assim como eu, aprendem muito com a fé católica. Desenvolvemos e praticamos nossa fé de maneiras diferentes, e que bom, porque não somos feito de “baciada”, mas ainda assim somo filhos do mesmo Deus Altíssimo!
Só mais um desabafo: QUEM ESSE CIDADÃO PENSA QUE É P/ AFIRMAR QUE OS CATÓLICOS VÃO P/ O INFERNO???? Pelo amor de Deus!!Se ele é de fato um missinário, deve saber que só Deus conhece o coração de seus filhos, e somente Ele pode nos julgar!!! E quem foi que disse à ele que os católicos não creem na ressurreição de Jesus Cristo??? Para alguém que quer criticar, ele me parece bem desinformado.
Padre, me desculpe, mas essas coisas me entristecem e me irritam muito, porque penso que devíamos andar todos na mesma direção e no mesmo intuito que é levar a salvação através de Cristo Jesus para o mundo todo, e não perdermos tempo com esses ataques…
Peço desculpa a todos que frequentam esse blog tão abençoado, mas eu precisava falar…
DEUS ABENÇÕE A TODOS!
DEUS O ABENÇÕE SEMPRE PADRE JÃOZINHO!
ABRAÇOS
 

Muito prezado  Octávio, salve Maria.
 
Esse Padre Joãozinho não tem boa doutrina. Ainda agora estamos em polêmica com ele por causa de uma entrevista dele com um tal padre Fábio de Melo, que é um horror, pelas heresias que diz. Padre Joãozinho apoiou as heresias desse padre exibida e escandalosamente galã.
  
Que entre os protestantes possa haver pessoas dotadas de inteligência, é possível.
 
Padre joãozinho deve achar que há muitos hereges inteligentes… É uma questão que se pode explicar, porque ele deve comparar outros com ele mesmo…
 
E que ele admire notas de doutoramento alheio, também é bem compreensível, pois ele revela um tão grande desconhecimento doutrinário, que é normal ele chegar a essa conclusão.
 
Mas que haja santos protestantes não é possível.
       
Diz São Paulo — que não foi avaliado pelas notas da Capes — que “Sem a fé é impossível agradar a Deus”(Heb, XI, 6).
 
Ora, os protestantes não têm Fé verdadeira. Logo, eles não podem agradar a Deus e, portanto,  não podem ser santos. 
 
Padre Joáozinho muito provavelmente desconhece que o IV Concílio de Latrão declarou infalivelmente que fora da Igreja não há salvação:
 
     “De coração cremos e com a boca confessamos uma só Igreja, não de hereges, mas a Santa, Romana, Católica e Apostólica, fora da qual cremos que ninguém se salva”(IV      Concílio de Latrão, Denzinger 423).
     
Desafiamos Padre Joãozinho a subscrever ou a negar publicamente essa declaração infalível do IV Concílio de Latrão.
 
Um forte abraço bem amigo.
 
In Corde Jesu, semper,
     Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Decepção com o site - Orlando Fedeli

Cartas: Protestante ou modernista? - Orlando Fedeli

Cartas: Cardeal Walter Kasper está em contradição? - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais