Montfort Associação Cultural

3 de setembro de 2009

Download PDF

Padre Dr. Joãozinho, além de herege, seria “analfabeto”?

Por Orlando Fedeli, Montfort.org.br

Confesso que a resposta de Padre Joãozinho a meu último artigo, Padre Joãozinho não é um ignorante invencível, contra as heresias dele, me surpreendeu. Deixou-me perplexo. Doloridamente perplexo.

Escrevi contra ele um artigo claríssimo, mostrando que quem está em ignorância invencível, mas obedece a toda a lei natural, tem batismo de desejo, e pertence à alma da Igreja, podendo se salvar.
 
Mostrei que ele não está nesse caso, pois apesar de ele ter uma grande ignorância doutrinária, essa ignorância é – evidentemente — vencível, pois lhe bastaria ler um Catecismo, para começar a vencê-la.
 
Concluí que ele, então, era herege mesmo.
 
Padre Joãozinho, pela primeira vez, reproduz um artigo meu contra ele, em seu blog, precedendo-o da seguinte nota:
 
Orlando Fedeli reconhece minha ortodoxia
padrejoaozinho on setembro 3rd, 2009
 
“Demorou, mas a inteligência e o espírito de estudo do Sr. Orlando Fedeli falou mais forte que sua pressa pseudo-apologética e que suas frequentes crises de preconceito. Agora nosso debate começa a focar os argumentos e não os apelidos e a desqualificação da pessoa. Fico feliz que tenhamos chegado a este nível. A Igreja agradece. Em respeito a este senhor (que é um sincero estudioso do Magistério e da Tradição) reproduzo INTEGRALMENTE sua postagem recente sobre o nosso debate. Lembro que ele ainda não respondeu às minhas perguntas senão parcialmente. Sei que ele prepara uma resposta mais completa que espero para que possamos continuar nosso diálogo. Melhor que este diálogo fosse público e pessoal. Que tal? Estou à sua disposição e convido-o para uma visita à FACULDADE DEHONIANA, onde há 10 anos exerço a função de DIRETOR GERAL”.
 
 Não é surpreendente essa resposta?
 
 Mais ainda, ela é espantosa!
 
 Que concluir dela, senão que, ou que esse Padre não sabe ler, o que literalmente é absurdo – daí as aspas que coloquei na palavra analfabeto – ou que estaria eu debatendo com um cínico.
 
 Por caridade, tê-lo-ei como “analfabeto”, incapaz de entender um texto?
 
 Claro que ele sabe ler.
     
 Então, não me restaria senão a conclusão de estar em face de um cinismo consciente?
 
Dói-me tirar essa conclusão.
 
Penso, porém, que tê-lo apenas por “analfabeto” seria uma auto ilusão, para manifestar uma falsa caridade.
 
A caridade verdadeira, então, só me ordena rogar a Deus que tenha pena desse Padre sem Fé, e inimigo da Fé.
 
A ele dou, pois, o atestado de que o tenho, sim, por herege. 
 
Quanto ao debate pessoal e público, já o temos na internet. E por escrito.
 
E estou bem contente com ele.
 
Ou quereria ele a assistência de uma claque para aplaudi-lo, e para vaiar-me?
     
Não o convido para um debate pessoal, ao vivo, na Montfort, pois considero que seria pouco honesto fazer assim, colocando o Padre diante de um público apenas meu.
 
Como então considerar correto o convite malicioso dele?
 
Saiba ele que estou guardando todos os textos desse debate para serem julgados por um juiz que não vaia e nem aplaude. Um juiz que só aprova a Verdade e só condena o erro.
 
Infalivelmente.
 
Deus julgue.
 
São Paulo, 3 de setembro de 2009

         Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: Tirania: a verdadeira face da Igualdade - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: Glória a Dom Lefebvre e a Dom Mayer, heróis da fé - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: Padre Joãozinho, além de herege, é contraditório - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais