Montfort Associação Cultural

19 de janeiro de 2006

Download PDF

Os Protocolos dos Sábios do Sião

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Danilo Fernandes Lima da Silva
  • Idade: 18
  • Localizaçao: Ribeirão Preto – SP – Brasil
  • Escolaridade: Superior incompleto
  • Profissão: Estudante
  • Religião: Católica

Salve Maria !
Irmãos, queria começar essa os parabenizando pelo excelente trabalho, que a tantos conduz à verdadeira Fé.

Esse mês tive acesso a uma obra chamada “Os Protocolos dos Sábios do Sião”. Uma pessoa me emprestou esse livro dizendo tê-lo copiado escondido de um maçom. Eu estou lendo-o : ele narra formas de se acabar com o cristianismo. Não tenho mais referências sobre essa assustadora obra, e para não cair no erro de menosprezá-la ou dar a ela um valor que não é devido, gostaria de saber se vocês têm alguma informação sobre suas origens e intenções, já que, mesmo não tendo encontrado praticamente nada sobre ela na Web, tenho esperança de que vocês, muito mais estudados do que eu, tenham informações importantes a me dar sobre o contexto em que foi escrita.
Espero que possam me ajudar !!
Fiquem com Deus, sobre a poderosa bênção da Virgem Bendita
Danilo

Muito prezado Danilo, salve Maria,

Antes de tudo, permita-me agradecer por suas palavras de elogio ao apostolado feito pela Montfort. Pedimos a você que não deixe de rezar pelo nosso trabalho.

Sobre os Protocolos dos Sábios de Sião, muito se tem escrito. Essa obra surgiu na última década do século XIX de modo muito misterioso e estranho. Ela teria sido uma parte de atas de um congresso de judeus traçando os últimos planos para dominar o mundo. Provocou grandes polêmicas, porque se de um lado ela dava dados muito concretos e reais, de outro parecia ter sido forjada. Até hoje não se chegou a uma conclusão sobre esse problema. No final do século XIX houve uma série de fatos que despertaram a atenção sobre a atuação dos judeus. Alguns desses fatos eram verdadeiros,  o domínio judaico nas finanças e na imprensa. Outros eram caluniosos como por exemplo o caso Dreyfus. 

Os Protocolos, a meu ver, foram parcialmente forjados. Para fundamentar essa opinião chamo a atenção sobre o fato de que nesse livro não se diz uma palavra sobre a infiltração de heresias na Igreja ou infiltração de hereges na cúria romana. Isso exatamente na hora em que a heresia modernista apresentava a maior virulência. 

Posteriormente os protocolos foram utilizados para a propaganda nazista anti-semita, que é um pecado. Ora, esse fruto péssimo do anti-semitismo foi em parte produzido também pela árvore má dos Protocolos. Por isso sempre desaconselho a leitura desse livro enganador.

Vindo a São Paulo, entre em contato conosco para lhe indicarmos os local e horários das missas de S. Pio V, como também para frequentar as reuniões da Montfort, o que nos daria muita alegria.

In Corde Jesu, semper,
Orlando fedeli

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais