Montfort Associação Cultural

27 de junho de 2006

Download PDF

Os lobos da Teologia da Libertação fazem o que querem e ninguém reage

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Daniel André
  • Localizaçao: Mesquita – RJ – Brasil
  • Escolaridade: Pós-graduação concluída
  • Profissão: Professor de História
  • Religião: Católica

Caríssimo Professor Orlando Fedeli, 
sempre que lhe escreve me sinto no dever de tecer elogios ao vosso site e a vossa pessoa que com tanto carinho se dedica a defender a integridade de nossa imutável fé. 
Gostaria que me tirasse uma dúvida, pois sei que é um dos poucos sites católicos na internet realmente dignos de confiança. 
O problema é a seguinte: Andei verificando que a introdução e as notas da Bíblia edição pastoral da editora Paulus contém inteiramente notas e explicações forçosamente impregnadas de “teologia da libertação”, e num exemplar de um outro livreto de bolso, “Salmos” da edição pastoral pude verificar as seguintes impiedades contra a fé, que, por favor, gostaria de ser corrigido se eu estiver me enganado. A tradução, introdução e notas são feitas pelo Ivo Storniolo, que me parece um sequaz da teologia da libertação. Citarei alguns trechos e ao fim farei minha pergunta. Gostaria também que o Sr. Com vossa sabedoria comentasse as barbaridades que eles escreveram.

Diz lá na introdução:

“(…)O Salmos supõem o contexto maior de uma fé que nasce da história e constrói a história. Seu ponto de partida é o Deus libertador que ouve o clamor do povo e se torna presente, dando eficácia à sua luta pela liberdade e vida (Ex 3, 7-8). Por isso, os salmos são as orações que manifestam a fé que os pobres e oprimidos têm no Deus aliado. Como esse Deus não aprova a situação dos desfavorecidos, o povo tem a ousadia de reivindicar seus direitos, denunciar a injustiça, resistir aos poderosos e até mesmo questionar o próprio Deus. São orações que nos conscientizam e engajam na luta dentro dos conflitos, sem dar espaço para o pieguismo, o individualismo ou a alienação. (…)

As notas são permeadas de vocabulário muito usado pelos lobos da TL: ordem social injusta, líder político, oprimidos, sistema social injusto, resistência, sistema opressor, partido dos oprimidos, direito dos pobres e oprimidos, conflito social, chegando a evidência máxima na nota do salmo 10 (9B) 12-18: “A reviravolta histórica e social começa quando os pobres tomam consciência de sua própria situação e convocam Deus para dar eficácia à luta deles.”

Perguntas:

1) Essas edições pastorais são vendidas e muitas pessoas que entram para o catecismo acabam comprando essas edições terríveis. Como as autoridades eclesiásticas permitem uma edição desse tipo cheio de heresias?
2) Será que eu poderia mandar uma edição dessas para exame da Sagrada Congregação para Doutrina da Fé?
3) O que devo fazer? Gostaria de denunciar esse abuso e ousadia desses sequazes da Teologia da Libertação.
4) Um amigo meu, que oriento há algum tempo, está fazendo catequese para receber a regeneração do Batismo. Ele me contou que a catequista dele, chamada Dayse defende insistentemente Leonardo Boff, Teologia da Libertação, e nesta terça-feira disse coisas tão bárbaras e ímpias que ele disse que “chorou por dentro”, tais coisas foram: 1) As Escrituras são produto da necessidade humana, de origem humana, e que poderíamos fazer uma nova bíblia aproveitando os avanços científicos, falou até da possibilidade de um novo Evangelho ! 2) Falou que a Bíblia está cheia de erros e preconceitos; 3) falou que São Paulo foi preconceituoso ao falar sobre a submissão da mulher; 4) falou que a Teologia da Libertação é uma das correntes espirituais mais importantes da Igreja; e outras que nem me lembro. O que devemos fazer? Como denunciar? Com quem devo falar? Ninguém vigia os catequistas? O Papa Pio X, na Carta Acerbo Nimis sugere que em todas e cada paróquia erijam-se canonicamente uma associação chamada vulgarmente Congregação da Doutrina Cristã, isso ainda vigora? Se não como proceder?

Conto com vossa ajuda para ajudar a extirpar essas ervas daninhas de minha comunidade.

Afetuosamente,

Que a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco,

Daniel.

Muito prezado  Professor Daniel,
Salve Maria.
 
     Agradeço-lhe as palavras tão bondosas — até em excesso — para com minha pessoa. Na realidade, o que brilha no site Montfort é a doutrina Católica, que apenas repito tão fracamente. Reze por mim para que seja sempre fiel à Igreja e ao que Ela soberanamente ensina, porque quero só repetir corretamente seus ensinamentos infalíveis.
     Padre Ivo Storniolo tem doutrina péssima. Já li e critiquei artiguetes dele num desses lamentáveis folhetos de Missa cheios de heresias que envenenam o povo católico em vez de bem orientá-lo.
     A primeira citação que você me faz, de Pare Ivo Storniolo é claramente seguidora da herética Teologia da Libertação. Repare que nessa citação Padre Ivo Storniolo diz hereticamente que a Fé nasce da história e não da adesão da revelação feita por Deus:

“(…)O Salmos supõem o contexto maior de uma fé que nasce da história e constrói a história”
.

     Isso é um absurdo completamente herético.
     Você me pergunta como as autoridades eclesiásticas permitem que se publiquem textos heréticos desse tipo. A resposta é uma só: porque, desgraçadamente, há muitos Bispos que aderiram à heresia do “catolicismo”-marxista. Há uma verdadeira seita herética comunista infiltrada na Igreja, por causa dos ensinamentos ambíguos do Concílio Vaticano II.
     Felizmente, o Papa Bento XVI está enfrentando esses lobos vermelhos.
     Mande sim esses textos para a Congregação para a Doutrina da Fé, pois creio que, atualmente, você terá boas chances de êxito em sua reclamação e protesto. Denuncie o que disse essa catequista marxista para o bispo local, e, se ele nao fizer nada, escreva ao Núncio Apostólico em Brasília, e ao Vaticano.
     Antes de tudo, porém, aconselhe esse seu amigo a sair dessa catequese onde o preparam sacrilegamente. Que ele procure outra catequese que seja católica e não do Partido Comunista. 
     Em Julho, na segunda quinzena, estarei no Rio de Janeiro durante uns 12 dias. Nesse tempo, poderia dar aulas de preparação para o Batismo para seu amigo.

In Corde Jesu, semper, 
Orlando Fedeli

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais