Montfort Associação Cultural

8 de outubro de 2004

Download PDF

O apócrifo Evangelho segundo São Tomé

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Paulo
  • Localizaçao: Odivelas – Portugal

Exmos Srs,
Sou português e vivo em Odivelas, perto de Lisboa. Estou a escrever este mensagem, porque acima de tudo sou católico e curioso. Acabei de ver o filme Estigma, é a segunda vez que o vejo, este filme despertou em mim um grande interesse em saber se o que ele relata é verdadeiro ou falso. Como já referi, sou católico, mas não praticante, é muito raro que va a missa, mas tenho fé e acredito em Deus. Como já devem saber este filme fala-nos do evangelho segundo São Tomé, e o que ele refére nesse dito envangelho, foi ao encontro do que eu penso, “O reino de Deus está dentro de ti e à tua volta, não em contruções de madeira e pedra”. No final do filme refre-se tambem que os melhores peritos dizem que esta é a narrativa mais fiel às últimas palavras ditas por Jesus.
Pois o que eu lhes pedia, era se me podiam dar mais informaões sobre este envagelho e se for possivel emviar-me algumas passagens, isso se ele existir realmente e se ja foi traduzido.

Desde lhes agradeço a disponibilidade, fico então à espera de um
resposta.

Como os melhores cumprimentos

Paulo

Prezado Paulo,
Salve Maria.

Normalmente, os filmes são deturpadores da História. Aconselho que jamais dê crédito a um filme.
No caso que me pergunta, o absurdo está em afirmar que o próprio Cristo escreveu um Evangelho.
Nosso Senhor nada escreveu. Foram seus discípulos que escreveram os quatro Evangelhos, e, pela visão de Ezequiel, só podiam ser 4. Um evengelista mostrou que Cristo era homem (São Mateus) outro que era Deus (São João) ; outro que ele era rei (São Marcos) e finalmente, o derradeiro, que Cristo era Sacerdote. (São Lucas).
O apócrifo evangelho de São Tomé, também chamado de “Palavras de Jesus”, já fora acusado de heresia desde o principio, pelos primeiros Padres da Igreja, como São Irineu. Esse falso evangelho apresenta idéias gnósticas e imorais, e jamais poderia ser aceito, não só pela autoridade da Igreja, mas qualquer fiel com um pouco de conhecimento da doutrina e praticante da lei de Deus percebe que ele é falso.

Depois da Segunda Guerra Mundial, foram descobertos numerosos livros gnósticos em Khénoboskion (Nag Hamadi), no Egito. Era uma verdadeira biblioteca gnóstica que incluía o apócrifo Evangelho de Tomé.
o qual não fala da necessidade ou da desnecessidade da existência de uma Igreja, e nem sequer cita a palavra Messias.

Alguns acusam a Igreja de ter ocultado a existência desse livro apócrifo. Pelo contrario, ela denunciou os erros desse livro. Curioso é que, no passado, alguns negavam, a existência de certos apócrifos e dos horrores que neles havia, dizendo que os Padres da Igreja haviam inventado inverdades sobre os textos desses supostos livros revelados. Agora, quando a descoberta da biblioteca gnóstica de Nag Hamadi confirmou o que haviam dito os Padres da Igreja, agora se acusa a Igreja de ter escondido esses livros. Tudo é pretexto para atacar a Igreja, como tudo era pretexto para atacar a Cristo.
Se você quiser ler o texto comentado do falso evangelho de SãoTomé, recomendo-lhe que leia a edição crítica dos Apócrifos do Novo Testamento (“Gli Apocrifi del Nuovo Testamento”, de Mário Erbetta, publicado pelas edições Marietti).
O apócrifo evangelho de São tomé foi utilizado principalmente pela seita gnóstica dos Naassenos, isto é , dos cultuadores da serpente (Naas em hebraico quer dizer serpente).
Nesse Evangelho falso, você poderá encontrar frases escandalosas que mostram a malícia do autor- ou dos autores desse apócrifo — visando desviar os primeiros cristãos dos ensinamentos de Cristo.
Envio-lhe algumas citações desse apócrifo, que coletei para responder a outro consulente, para que você tome conhecimento das loucuras nele escritas, à guisa de exemplo:
“Quando fizerdes de dois uma só coisa, o interrior como o exterior, o externo como o interno, e a parte superior como a inferior; quando reduzirdes o macho e a fêmea a um único indivíduo, de tal modo que o macho não seja mais macho,e a fêmea não seja mais fêmea; quando fizerdes olhos no lugar de olho, mão no lugar de mão, pé em lugar de pé, imagem no lugar de imagem, então entrareis no reino” (Evang de São Tomé, V.22, op cit p. 267 do Vol I/1).
Neste versículo se afirma a necessidade de estabelecer uma igualdade completa entre as coisas , e mesmo entre o homem e a mulher, de tal modo que se restabeleça o homem primeiro, que, segundo a Gnose, era andrógino.
” Há luz dentro do homem de luz , e essa luz ilumina o mundo inteiro. Quando essa luz não brlha , há obscuridade”(Vers. 24).
Este versículo afirma que, no homem, há uma luz que ilumina o mundo inteiro. Que luz é essa ?
Ë a luz do pneume ou espírito divino, uma parcela da Divindade que existiria substancialmente no homem, e que, desenvolvida, o faria divino, identificando substancialmente o homem à Divindade. O que é um absurdo único e uma heresia completa.

Versículo 37: “Jesus disse: ‘Quando vos desvestirdes da vossa vergonha, tomareis vossas roupas e as calcareis aos pés, como fazem as crianças pequenas, e as pisardes, então vós vereis o Filho do Vivente e não tereis medo”. É claríssima, aí, a defesa da idéia de que os homens poderiam voltar ao estado da inocência original de Adão, vivendo nus.

Versículo 50 : “Dizei: Nós saímos da Luz, do lugar onde a Luz veio à existência por si mesma”
Nesta frase está afirmada a origem divina do homem.

Versículo 50: “Esse (Deus) é movimento e quietude”.
Esta tese do apócrifo afirma a contradição dialética em Deus Ao contrário do que Deus disse de Si mesmo: “Eu sou aquele que é”, isto é, o imutável, se afirma que em Deus há oposição de princípios opostos e iguais, isto é, a tese do dualismo metafísico da Gnose, a dialética gnóstica.

Versículo 63: “Os compradores e os comerciantes não entrarão noreino dos céus”
Por estas palavras , Jesus teria condenado todo o comércio, toda propriedade, o que vai contra a lei de Deus que mandou, não só não roubar, mas nem sequer cobiçar os bens alheios como, aliás, prega e faz o MST.

Versículo 77a e 77b: “Jesus disse. “Eu sou a luz que está acima de tudo. Eu sou o tudo, o todo saiu de
mim, e o todo voltará a mim. Rachai uma lenha, eu estou lá . Levantai uma pedra e me achareis”
Nesse versículo, está exposto a unidade de Deus e do mundo, isto é um panteísmo grosseiro.

Versículo 100: “Dai a César o que é de César, a Deus, o que é de Deus, e o que é meu, dai a mim”.
Vê-se aí, nesse versículo, como o autor do apócrifo conhecia bem o texto do evangelho, e como ele o deturpou consciente e ridiculamente.

Versículo105: “Jesus disse: “Quem reconhecer seu pai e sua mãe, será chamado filho de uma prostituta”.
Absurda frase que contraria o quarto mandamento, e que condena o casamento como prostitutição, tese típica da Gnose.

Versículo 114: “Simão Pedro disse: ‘Que Maria vá embora, porque as mulheres não merecem a vida!’ Jesus respondeu: “Eis, que eu farei de tal modo que ela se torne homem. Assim, ela também se tornará espírito vivente, semelhante a vós homens. Toda mulher que se faz homem, entrará no reino dos céus”.
Nessa frase absurda jesus etaria condenado a mulher por ser mulher, e que só a mulher que se tornasse homem pela reencarnação, é que entraria no reino dos céus. Está e a tese gnóstica que condenava a mulher enquanto mulher, dizendo-a fontedo mal por permitir a reprodução. Era exatamente o que diziam os cátaros medievais, o que não impediu que muitas mulheres se tornassem fanáticas cátaras.

Finalmente, um último versículo curiosamente”protestante”:
Versículo 11: “De onde quer que venhais, vos dirigireis a Tiago, o Justo, pelo qual existiram os céus e a terra”.
Jesus então, nesse apócrifo, teria ordenado que os cristãos se dirigissem a Tiago, e não a Pedro. Ora esta preocupação em negar a autoridade de Pedro, já no século II, demonstra que já nesse tempo (mais ou menos no ano 150) o poder supremo do Papa já era universalmente reconhecido pelos fiéis, já que os hereges gnósticos se preocupavam em negá-lo. O que mostra que os protestantes hereges negadores da autoridade do Papa são os herdeiros dos cultuadores da serpente, da Gnose ofita, pelo menos nesse ponto.

Espero que aproveite estes dados.
In Corde Jesu, semper, Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Ninguém obedece ao Papa??? - Orlando Fedeli

Cartas: Consequências da comunhão em pecado mortal - Orlando Fedeli

Cartas: Os animais e seus significados - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais