Montfort Associação Cultural

6 de janeiro de 2005

Download PDF

O anti Cristo e a imagem da besta

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Anna
  • Localizaçao: – Brasil

Olá! Tenho ouvido muitas coisas sobre este assunto e gostaria de saber qual a posição dos católicos. Existe algum documento ou mensagem emitida pelo Vaticano sobre isso? O que a Igreja Católica sabe e pensa sobre a marca da besta?

Ficaria muito grata em receber uma resposta o mais rápido possível!

Obrigada!

Prezada Anna, salve Maria.

A Igreja Católica não tem pronunciamento oficial sobre o que significa o sinal da besta, que o Apocalipse afirma será usado para marcar a fronte e as mãos dos sequazes do Anticristo.

Entretanto, muitos Padres da Igreja, teólogos, exegetas, e outros especialistas em Sagrada Escritura trataram desse tema lançando alguma luz sobre ele.

Hoje, muitas pessoas julgam que esse sinal — o famoso 666 — será uma marca material posta na mão e na testa dos adoradores do anticristo. Ora, muito mais provável é que este sinal indique que os adoradores do anticristo terão seu pensamento, suas idéias (fronte) e suas obras (mãos). Isto é, os adoradores do anticristo serão conhecidos pelo fato de aceitarem sua doutrina e por praticarem as obras que ele recomendar.

A melhor explicação que já ouvi do número 666 — SEM PRETENDER QUE ESTA EXPLICAÇÃO SEJA A VERDADEIRA E A ÚNICA — é que o número seis simboliza a perfeição nas partes, porque ele é o primeiro número cujos componentes, quando somados ou multiplicados, dão 6 como resultado:

1+2+3 = 6

1 x 2 x 3 = 6.

Por isso, Deus fez o mundo em seis dias, e ao fazer cada parte Ele a declarava boa.

Por outro lado, o número 7 simboliza totalidade, perfeição em si. E o número 1 simboliza Deus. Logo, o número 6 + 1 = 7, isto é, a perfeição nas partes com Deus.

Sendo assim, o número 6 pode ser obtido pela subtração do 7 – 1 = 6. O que significaria que a perfeição total menos Deus seria a falsidade completa.

Logo o número 666 significaria FALSO, FALSO, FALSO. A suprema falsidade, aquele que se põe como Cristo sem o ser: o Anticristo.

Evidentemente estes são apenas símbolos numéricos, com os quais há que usar de prudência, para não cair em numerologia, que é uma coisa péssima.

Esperando tê-la ajudado em algo, me subscrevo

in Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Oração e Vida Espiritual: Sétimo Domingo depois de Pentecostes

Oração e Vida Espiritual: Quarta Feira da Segunda Semana da Quaresma – Liturgia Tridentina

Cartas: Eucaristia na mão ou na boca? - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais