Montfort Associação Cultural

12 de outubro de 2012

Download PDF

Novo Bispo de Petrópolis trabalhou pela concessão da Missa Tridentina em Salvador

Lucia Zucchi

 

O Bispo Dom Gregório Paixão O.S.B., nomeado ontem para Petrópolis pelo Papa Bento XVI é um dos responsáveis pela celebração da Missa Tridentina em Salvador, da Bahia, onde foi até agora Bispo Auxiliar.

Seu lema “Preparar os caminhos do Senhor”, referência a São João Batista, terá servido de inspiração para que ele conduzisse o povo ao Senhor, na Arquidiocese da qual era Bispo Auxiliar, pelo “extraordinário” caminho da Missa de sempre, segundo a vontade de Bento XVI.

Segundo Dionísio Lisboa, um dos membros do grupo estável que pediu a celebração da Missa na capital baiana,  que o conhece bem, “ele permitirá tranquilamente a Missa Tridentina em Petrópolis, pois me afirmou sempre que: – Eu mesmo não quero celebrar a Missa Tridentina, Dionisio, mas qualquer sacerdote que queira fazê-lo, vindo até mim, será bem recebido e poderá fazê-lo pois é um direito dos fiéis!” Por isso, “quem for até D. Gregório da Paixão, não vai sair decepcionado! Eu diria que hoje temos a Missa Tridentina em Salvador abaixo de Deus e Nossa Senhora, graças a D. Gregório, que muito fez por nós, D. Murilo Krieger e a Pe. Gilson”.

Entre os beneditinos, esperava-se que Dom Gregório recebesse alguma diocese do Nordeste, ao sair de Salvador, mas a transferência para uma sé episcopal importante como Petrópolis surpreendeu. “O padrinho dele deve ter sido muito forte”, comenta-se… Talvez não tenha sido um padrinho, mas uma madrinha, a interceder diante do Santo Padre: a Missa Tridentina!

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: Montfort: fidelidade à doutrina católica e à Sé Romana - Alberto Zucchi

Cartas: Males da Missa Nova - Orlando Fedeli

Oração e Vida Espiritual: Segunda Feira da Segunda Semana da Quaresma – Liturgia

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais