Montfort Associação Cultural

26 de janeiro de 2005

Download PDF

Nossa Senhora, Imagens, Papado

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Antonio Berlucci
  • Idade: 42
  • Localizaçao: Jaú – SP – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Religião: Protestante

Qual texto esta mais fiel ao orginal com relação a Biblia Católica e a Tradução Protestante de João Ferreira de Almeida, relativo a Mateus capitulo 1, versículo 25?

Qual a base apostólica para adoração a Maria na Biblia?

Se Maria não era pecadora, porque em Lucas 1:47 ela disse “o meu espirito se alegrou em Deus, me salvador”?

Porque os Dez Mandamentos da Igreja Católica Romana exclui literalmente o versiculo 4 do Livro de Exodo “Não farás para ti imagem de escultura…” e o versiculo 5 “… nãos as adorarás, nem lhes darás culto..”

Se o Papa é infalível, então porque a Vaticano tem admitido ter incorrido em vários erros ao longo da história da igreja. Ex. Galileu Galilei, Judeus na 2ª Guerra mundial etc.

Prezado Berlucci,
Salve Maria.

Você não imagina quanta paciência me exigem perguntas como a sua. Mas respondo-lhe com prazer, por duas razões:

1) porque ataques como o seu contra a Mãe de Deus me dão a oportunidade e a graça de defender Nossa Senhora;
2) porque corrigir os que erram é obra de misericórdia.

Poderia pedir-lhe um favor?
Leia em nosso site o que já escrevi, com muitas palavras e longas explicações — escrevi para maus entendedores — sobre a proibição do primeiro mandamento e o culto das imagens. Poupar-me-ia tempo.
Em todo caso, lembro-lhe brevemente o que escrevi, porque o suponho um bom entendedor, para quem meia palavra basta.
Lá vai então a meia palavra.

Deus, de fato, no primeiro mandamento, proibiu fazer “imagens”.
Acontece que esse mesmo Deus mandou guardar os dez mandamentos numa arca, a qual ordenou que fosse enfeitada com as imagens de dois anjos (cfr. Ex XXV, 18).

Pegue a sua bíblia e confira esse texto.
Encontrou?
Viu que eu não menti?
Muito bem.

Agora confira mais este texto em sua bíblia: Num XXI,8.
O que você lê nesse versículo?
Lê que Deus mandou fazer a imagem de uma serpente em bronze.
Uai?!
Como é que Deus proibiu fazer imagens e mandou fazer imagens? E fazer uma imagem de serpente, para que, quem a olhasse, fosse curado!

Deus ordenou a idolatria?

E há muitos outros textos em que Deus manda fazer imagens. Procure a citação desses textos no site Montfort, no estudo sobre ídolos, assim como nas respostas que já escrevi para muitos trocaletras bíblicos que se julgam Papas.

Porque, meu caro, repare bem que os protestantes recusam aceitar que Cristo deu infalibilidade a Pedro, mas cada protestante sai de casa com a Bíblia embaixo do braço, acreditando-se infalível.

O protestantismo é a doutrina que, negando a infalibilidade que Cristo deu a Pedro, proclama até um semi-analfabeto que leia a Bíblia, INFALÍVEL.

E quanta gente, hoje, se julga Papa só porque tem uma Bíblia ensebada e mal traduzida, que ele lê mal!
Espero que você não se julgue Papa infalível, porque você — assim como eu — não é Papa nem infalível.

Voltemos a nosso tema.

Teria Deus ordenado a idolatria depois de tê-la condenado?
Como é que Deus proibiu fazer imagens e mandou fazer imagens?
Haveria contradição em Deus?

Se Deus caísse em contradição, Ele não seria Deus.

Portanto, há que explicar como Deus mandou fazer imagens depois de ter proibido fazer imagens.
É que há dois tipos de proibição, meu caro e arguto Berlucci: proibição absoluta e proibição relativa.

Não entendeu?
Eu lhe explico melhor.

Quando um professor proíbe os alunos que comam o lanche em classe, ele fez apenas uma proibição relativa: comer o lanche na classe. É claro que, no recreio, o aluno poderia comer o seu lanchinho.
Se na classe houvesse um aluno protestante, que não sabe a diferença entre proibição relativa e proibição absoluta — por exemplo, se houvesse na classe um aluno chamado Toninho — ele seria capaz de ficar sem comer o lanche e ficar passando fome, “porque o professor proibiu comer o lanche”.
É claro que o Toninho se equivocou. O professor fez uma proibição relativa e não absoluta. Ele proibiu comer o lanche na classe. No recreio, os alunos podiam comer o lanche.

Você conseguiu entender, agora, a diferença entre proibição relativa e proibição absoluta.
Entendeu?

Ah! então graças a Deus, que lhe iluminou um tanto a mente. “E a luz brilhou nas trevas”, como escreveu São João. Espero que a continuação do versículo não caiba a você: “e as trevas não a compreenderam”.

Você compreendeu, não é?

Se Deus proibiu fazer imagens e mandou fazer imagens, não é porque haja contradição em Deus. É porque a proibição foi relativa. Deus proibiu fazer imagens para serem adoradas. Imagem adorada é aquela a quem se atribui qualidade divina, acreditando-se que ela criou o céu a terra.

Você me dirá : “mas os católicos adoram as imagens. Eu vi um beijando a imagem de Nossa Senhora”.

Chiii…

O protestante, além de trocador de letras e de sentido, é um ser profundamente contraditório, porque cego pelo ódio.
Antes de tudo, o protestante, mais do que ser um seguidor de Calvino, Lutero, Ellen White ou Belzebu, é um anticatólico. É o ódio que move o protestante. Todo protestante lê a Escritura com o véu do ódio sobre os olhos. Daí sua completa incompreensão.
Você quer ver que lhe prove sua contradição.?

Se você crê que é proibido fazer imagens, por que tem você sua fotografia em sua carteira de identidade? Por que tem você a foto de sua mãe? Por que, quando está com saudade de sua esposa ou de seus filhos –por estarem longe de você — porque você beija suas fotos?

Idolatria?

Meu caro, os católicos não adoram a Virgem Maria, porque ela é ser puramente humano. Ela não é Deus. Beijamos sua imagem como você beija o retrato de sua mãe. Nada mais.

Houve luz nas suas trevas?
Entendeu?
Que bom!

*******

Você me pergunta: “Se Maria não era pecadora, porque em Lucas 1:47 ela disse “o meu espirito se alegrou em Deus, meu salvador”?
Mas de onde você tirou que ela era pecadora?

Na Bíblia está dito o contrário: “Ave Maria cheia de graça. O Senhor é contigo. Bendita és tu entre as mulheres” (Luc. I, 28)

Recomendo-lhe que, todo dia, –até várias vezes por dia– você leia e repita esses versículos que o anjo disse à Virgem Maria por ordem de Deus.

Ou você se recusa a repetir as palavras do anjo? Ou você recusa esse versículo da Bíblia?
Mas então, na Bíblia, nem tudo vale? Só vale o que você determina?
Mas então você não crê em tudo o que a Bíblia diz.
Seja coerente e escreva a sua Bíblia. Escreva o seu Evangelho: o Evangelho segundo Antonio Bertucci.

Não. Não creio que você se atreva a tanto.

Portanto, espero que diga todo dia o que diz o Evangelho de Cristo: Ave Maria, cheia de graça, o senhor é contigo, bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto de teu ventre, Jesus.

É claro, então, que sendo ela santíssima, por estar cheia do Espírito de Deus, ela deveria ser humilde dizendo: “Minha alma engrandece o Senhor.”

*******

Também já tive ocasião de escrever longamente, no site Montfort, a respeito de todos os casos que você aponta: Galileu, judeus, etc.

Como você é bom entendedor, creio que lhe bastará o que lhe vou dizer agora (se não for suficiente, procure no site as longas respostas e explanações que já fiz sobre esses casos).

O Papa, enquanto representante de Cristo e chefe da Igreja, é infalível quando fala para toda a Igreja, sobre fé e moral, com os poderes que Cristo deu a Pedro e querendo definir uma doutrina, e condenado a oposta.

Como homem, qualquer Papa é passível de cometer pecados e de errar. Deus deu a Pedro e aos Papas a infalibilidade como chefe da Igreja, e não a impecabilidade pessoal.

Compreendeu, meu perspicaz e caro Bertucci?

É claro que a tradução do pretenso pastor — pretenso porque não foi Deus que deu a ele esse título — tem muitos erros. Como, aliás, muitas traduções feitas hoje em dia por padres também contém erros graves. Leia a tradução feita por São Jerônimo, que é a melhor. Mas sobretudo ouça o que a Igreja explica da palavra de Deus. Porque na Bíblia não está escrito: “LEIA A BÍBLIA”.

Esse versículo não existe. O que Deus diz continuamente nas Escrituras é para OUVIR a palavra de Deus. Isto é, ouvir a palavra da boca de alguém. Esse alguém é Pedro, é o Papa, único representante de Cristo na Terra.

Ouça o que O Espírito diz à Igreja pela boca do Papa.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

PS. Você viu como fui paciente? OF

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Todas religiões levam a Deus?

Oração e Vida Espiritual: Venite, adoremus

Cartas: Expansão do número de hereges no Brasil - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais