Montfort Associação Cultural

12 de novembro de 2004

Download PDF

Neo Catecumenato: onde estão as apostilas?

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Padre Antonio Celso
  • Localizaçao: – Brasil
  • Religião: Católica

Caros Senhores (as)

Chegoy em minhas mãos uma resposta deste site enviada a uma internauta que perguntara no dia 19 de julho de 2000 sobre o Caminho Neocatecumenal. Fiquei escandalizado com a resposta que este site enviou a tal internauta. Vocês usaram um livro de pesquisa do Pe. Enrico Zoffoli e apontou certas heresias do Caminho Neocatecumela que são verdadeiras mentiras contra tal acontecimento do Espírito Santo na Igreja que é o Caminho Neocatecumenal. Vocês certamente estão fora da realida do Caminho Neocatecumenal e não tem nenhum qualificação para responder a internautas sobre tal assunto. Ignoraram discaradamente a carta oficial do Papa Jo~~ao Paulo II reconhecendo oficialmente o Neocatecumanato na Igreja como intinerário de formação CAtólica válida para o nosso mundo. Pergunto: Como o Papa apoiaria algo que vocês afirmaram estar cheio de Heresias? Se me disserem que não são vocês que afirmam tal coisa e sim o livro que pesquisaram eui pergunto como tal site pode ser tão pobre de fontes de pesquisa e ignoram as centenas de sites que existem por todo o mundo que falam do Caminho Neocatecumenal e que traz toda a carta do Papa reconhecendo o Caminho. Acredito que vocês não deve ter comunhão com o Papa, uma vez que, ignoram algo que o Papa aprova na Igreja. Também informo que o Cardeal responsável pela Doutrina e Fé da Igreja Católica Apostólica Romana chamou há anos atraz os fundadores do Caminho Neocatecumenal e depois de sabatinar tis fundadores aprovou com oc selo papal o Caminho Neocatecumenal na Igreja como Doutrna Sã dos Apostolos.O Papa João Paulo II depois de tal sabatiana deu um presente ao Senhor Kiko, fundador do Caminho, com um Breve, que foi uma carta a todos os Bispos do mundo todo solicitando o Caminho neocatecumenal em todas as Dioceses do Mundo. Como tal Papa faria algo assim se fosse uma Heresia na Igreja o CAminho, meus caros?

Acho que vocês estão sendo falsos na idéias que publicam na internet e precisam de mais informaçãos sobre o assunto. Digo que estou ascandalizados com vocês que denigrem a imagem de tal solicitação de Sua Santidade o Papa e passarei à frente nos sites Católicos do Brasil e do mundo que eu possa conhecer tal carta que escrevo à vocês, assim como também as autoridades eclesiástica competentes farei chegar tal indgnação minha.

Espero que haja um retratmento a tal internauta que responderam falsamente sobre o Caminho usando o livro do padre referido acima. Ele não é o papa e o Papa é Pedro e Pedro disse aprovar o CAminho. Sem mais demoras desejo que o Espírito Santo cure est5a maldade que estão enviando pela internet e que Maria, a mãe do Senhor os cubra com seu manto para que tenha discenimento no futuro.

Pe. Celso

Reverendo Padre Antonio Celso,
salve Maria.

Peço-lhe desculpas, inicialmente, pela demora de minha resposta: é que estava há três semanas na “roça”, e sem computador.

Depois que publiquei no site, respondendo a uma consulta, uma carta citando textos do trabalho do Padre Zoffoli sobre o Movimento Neo Catecumenal, reebi várias cartas de membros desse movimento, protestanto contra o que disse o Padre Zoffoli e contra mim, por tê-lo citado.

A todos tenho respondido que estou pronto a rever a minha posição, desde que me forneçam as apostilas de Kiko analisadas pelo Padre Zoffoli.

Ninguém me forneceu ainda as tais apostilas.

Um dos que protestaram, – Jacob Bellido, membro do Neo catecumenato em Barcelona — reconheceu que as apostilas de fato existem, e que poderiam causar escândalo. Por essa razão elas não seriam publicáveis.

Conversei também com várias pessoas pertencentes a esse movimento que me disseram coisas estranhas sobre o Neo Catecumenato. Mas quando se pede a elas documentos, elas desaparecem.

De toda maneira, quero aproveitar da oportunidade para pedir ao senhor, que é sacerdote e que apoia esse movimento – e , por isso mesmo, deve ter as citadas apostilas – que mas forneça, a fim de que eu possa avaliar se o Padre Zoffoli as deturpou. Caso isso fique comprovado, não tenha a menor dúvida, Padre, que reverei minha posição sobre o Movimento Neo Catecumenal.

Aliás, se o senhor tem essa documentação, sugiro que a publique, e processe o Padre Zoffoli em Tribunais da Cúria Romana, em defesa da verdade.

Quanto ao elogio feito pelo Santo Padre ao Movimento Neo Catecumenal, devo dizer que isso não basta para resolver a questão. São Pio X mandou seu Secretário de Estado elogiar e recomendar aos Bispos de França que apoiassem o movimento do Sillon. Mais tarde, porém, ao conhecer melhor o movimento de Marc Sangnier, ele o condenou com energia na Carta Apostólica Notre Charge Apostolique, dizendo que o Sillon o enganara, levando-o até a elogiar esse movimento.

Ora, se isto aconteceu com São Pio X, um Papa e santo canonizado, o fato de João Paulo II elogiar o Neo Catecumenato não é prova irrecusável de que o Movimento está isento dos erros apontados pelo Padre Zoffoli.

É o que tenho dito em minhas cartas a quem me tem consultado sobre o tema.

Permite-me, Padre, com todo o respeito devido a seu caráter sacerdotal, fazer-lhe uma queixa?

Como o senhor pode concluir que, do fato de tomar eu essa posição sobre o neo Catecumenato, eu esteja fora da comunhão com o Papa?

Ainda que as apostilas de Kiko tivessem sido analisadas pelo Papa, um elogio papal a um movimento não é dogma.

Acho estranha sua atitude, e sua ira até, exigindo uma adesão de fé a um simples elogio do Papa a um movimento, qualquer que seja ele.

A atitude tomada pelo senhor, acusando-me de não ter comunhão com o Papa por causa do elogio dele ao Neo catecumenato, é tanto mais estranha quanto mais se vê, hoje, uma tão grande liberdade em afrontar dogmas e verdades de fé sem que nenhum sacerdote praticamente proteste.

Por exemplo, Monsenhor Kasper escreveu um livro negando que Cristo ressuscitou e negando que Cristo fizesse milagres. Apesar disso, ele acaba de ser nomeado cardeal da Santa Igreja.

Foi noticiado recentemente que, em uma cerimônia pública, na presença do papa, esse mesmo Cardeal declarou que aquilo que se julgava verdade no passado de que fora da Igreja não há salvação, estava errado. É possivel, para ele, a salvação fora da Igreja.

Permita-me perguntar-lhe, com o devido respeito: o senhor, tomando conhecimento de fatos como esses, protestará contra o que escreveu e disse o Cardeal Kasper, e já enviará às autoridades competentes seu protesto?

Aqui no Brasil, o famigerado Frei Betto defende as piores coisas, como é do conhecimento de todos. O senhor já protestou contra ele?

Em todo caso, Padre, agradeço-lhe o desejo que manifestou pedindo ao Espírito Santo que ilumine a mim e a meus alunos.

Rogo-lhe de novo, reverendo Padre, que por caridade me forneça o quanto antes as apostilas citadas do Neo catecumenato, para que, constatando o que se dizem ser calúnias do Padre Zoffoli, eu possa documentadamente condená-las.

Rogando-lhe a sua benção sacerdotal, me subscrevo respeitosamente

In Corde Jesu Semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: O que é o Neocatecumenato? - Orlando Fedeli

Cartas: Confissão Neo Catecumenal - Orlando Fedeli

Cartas: Experimentação - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais