Montfort Associação Cultural

10 de janeiro de 2010

Download PDF

Não é possível uma união entre católicos e protestantes

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Paulo Fachim
  • Localizaçao: Curitiba – PR – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Profissão: Advogado
  • Religião: Protestante

Caríssimos Irmãos:

Gostaria de parabenizá-los pelo excelente sítio na “web” que difunde a fé Cristã Católica. Sou cristão batista e já fui cristão católico praticante. A minha mãe (que mora comigo) é católica praticante e não existe qualquer conflito entre nós.

A minha fé em Nosso Senhor Jesus Cristo foi gestada e amadurecida num lar católico e guardo ótimas recordações da minha prática católica. Eu respeito profundamente os ensinamentos do Catecismo que recebi e jamais procurarei ofender a Igreja Católica, em especial buscando garimpar supostos elementos bíblicos para tentar colocar em cheque a fé católica. Reputo lamentável tal discussão que persiste.

O meu saudoso avô materno, um grande católico praticante e com pouquíssima instrução (aquele que me ensinou a ler a Bíblia a partir dos sete anos de idade, o que desmistifica o pseudo argumento de vários cristãos protestantes no sentido de que o cristão católico não é incitado a ler a Bíblia), em meados da década de 1970 vaticinou: “vocês verão a Santa Madre Igreja Católica diminuir bastante mas ela não acabará, muito pelo contrário.”

Sou uma das testemunhas da correção do seu pensamento. Essa “selva” protestante que assistimos atualmente está fortalecendo a Igreja Católica.

Poderiam me permitir uma humilde pergunta bastante ampla? É possível a cristandade, com seus diversos ramos, atingir uma espécie de unidade na fé? Em caso afirmativo, como poderíamos (especialmente no campo doutrinário) trabalhar para conseguirmos estarmos unidos em Cristo Jesus?

Eu tenho um sonho e luto por ele: que todos os cristãos (católicos, ortodoxos e protestantes) estejam juntos na mesma fé, respeitando as peculiaridades de cada segmento, porque, acima de qualquer argumento, à destra de Deus está Nosso Senhor Jesus Cristo.

Um ósculo santo a todos vocês.

Paulo Fachim

Muito prezado Dr. Paulo, salve Maria.
 
Muito lhe agradeço suas palavras de elogio ao site Montfort, palavras que têm, provindas de um protestante, tanto mais valor para nós. Percebe-se em sua carta os restos de formação católica que o senhor recebeu em sua infância, e que persistem em sua alma.
 
Desejar que os hereges se unam à Igreja Católica na única fe é muito bom.
 
Mas essa união só é possível na única verdade de Cristo. Na única fé que é a da Igreja Católica Apostólica Romana, fora da qual não há salvação.
 
Não é possível a união dos católicos aos protestantes, que afirmam o livre exame da Bíblia, pois há uma só verdade objetiva. Não é possível unir os católicos com quem nega o que está no Evangelho: que Cristo fundou a Igreja sobre Pedro, e só a ele deu as chaves do Reino dos Céus. Como não é possível união com quem rejeita Nossa Senhora, Mãe de Deus e nossa, Virgem e Mãe, ou com quem afirme que a salvação não exige praticar a lei de Deus, ou que negue a presença real de Jesus na Hóstia consagrada.
 
Citei apenas alguns pontos que são obrigatórios de serem aceitos para alguém se unir à única Igreja de Cristo.
 
A caridade ordena-me a me colocar à sua disposição para conversarmos sobre tudo isso. Com muito prazer iria eu a Curitiba só para conversar com o senhor. Marque uma data e irei. E fico rezando pelo senhor, para que nos unamos realmente na única Igreja de Jesus Cristo, a Igreja Católica Apostólica Romana.
 
E aguardo sua resposta  a esta minha carta, rezando e esperando…
 
Esperando no Coração de Jesus, in Corde Jesu, semper,
 
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Porque voces são tão trouxas?

Cartas: Ótimo argumento contra os "Irmãos de Jesus" - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: “O orgulho da Espanha humilhado pelo Almirante Vernon” - Marcelo Andrade

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais