Montfort Associação Cultural

18 de fevereiro de 2015

Download PDF

Na Diocese do Cura d’Ars, cinco cibórios roubados ou destruídos em dois dias. Bispo manda retirar Santíssimo Sacramento das igrejas.

Em Ambronay, um cibório foi roubado em 6 de fevereiro. A pequena – e idosa – comunidade católica é vista na porta de sua igreja

Fonte da notícia: Riposte Catholique e Diocese de Belley-Ars

Comentário Montfort

 

Foram cinco ataques a igrejas da diocese de Belley-Ars em menos de uma semana, com roubo de cibórios, com ou sem as hóstias consagradas, destruição de altares e objetos sacros. Nos últimos meses de 2014, outros quatro casos de roubos de hóstias consagradas ou objetos sacros aconteceram na diocese à qual pertenceu São João Maria Vianney, o Santo Cura (ou Pároco) de Ars.  Em alguns deles, há sinais claros de envolvimento em cultos satânicos. Como reação “forte”, o Bispo Dom Pascal Roland manda tirar dos sacrários o Santíssimo Sacramento – por tempo indefinido, mas ao menos durante a Quaresma. O sacrário deverá permanecer aberto e vazio, para mostrar que não há nada a ser roubado e em sinal de luto. Os fiéis poderão pedir ao padre responsável que recoloque o Santíssimo Sacramento por alguns momentos, para sua oração pessoal.

 

O Bispo espera que o choque produzido pelos tabernáculos vazios – comparável àquele que ocorre na Sexta Feira Santa – leve os fiéis a ter em conta e refletir na Presença Real de Nosso Senhor na Hóstia Consagrada. E a procura-Lo para O adorar. Dom Roland pretende também reforçar a segurança das igrejas, substituir os objetos de valor no culto sagrado e aumentar a presença de fiéis…

 

Infelizmente, porém, no Catolicismo agonizante que existe na França, parece mais provável que a medida se eternize e ganhe outras dioceses. Nosso Senhor é insultado, o clero e os católicos não comparecem às igrejas para Lhe fazer uma guarda. A solução proposta é fazer com que Ele se retire!

A igreja de Montluel descobriu que seu cibório e suas hóstias todas foram roubadas em 7 de fevereiro de 2015. Foi a quinta igreja da diocese a sofrer ataques do mesmo tipo em dois dias.

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais