Montfort Associação Cultural

10 de junho de 2010

Download PDF

Muito Obrigado, Professor Orlando!

  • Consulente: Gustavo de Oliveira Martins
  • Localizaçao: Maceió – AL – Brasil
  • Religião: Católica

Caros amigos, Salve Maria!

Foi com muito pesar que recebi, no dia de ontem, a notícia sobre o falecimento do professor Orlando Fedeli, incansável combatente em defesa da Fé. Tive o prazer de conhecê-lo, assistir às suas aulas e aprender um pouco do muito que ele sabia. Comecei tarde, é verdade, pois só tomei conhecimento do site em meados de 2007. Porém, de lá pra cá sempre me divertia com suas cartas que eram inteligentemente divertidas. Homem que transformou sua alma em uma espada num mundo onde se preferem flores para fingir que nada acontece. Orlando, ao contrário, procurou não fazer somente dele uma espada mas deu a oportunidade de transformar muitas pessoas mais no mesmo instrumento, prontas para combaterem o erro, sem tolerância. Nosso Senhor nos disse: “Sede perfeitos como vosso Pai do céu é perfeito” (Mt. V, 48). Claro que Nosso Senhor sabia que não podemos ser como Deus mas sabia que deveríamos amar o que é do céu e viver uma vida digna para sermos merecedores do céu. Isso o professor fez bem! Viveu uma vida combatendo aos que deturpavam os ensinamentos de Nosso Senhor, sempre rogando a proteção de Maria Santíssima. Professor Orlando pegou sua cruz e buscou seguir a Cristo. Professor Orlando não teve medo da cruz…professor Orlando foi açoitado, odiado, pois o mundo odeia aos que amam a Cristo e a Igreja…mas nunca baixou a guarda, nunca colocou sua espada para descansar. Professor Orlando foi traído…quantas vezes? Não sei dizer…não digo apenas as traições pessoais que possam ter ocorrido mas todos aqueles que traem a Santa Igreja, traem os seus fiéis seguidores, traem os que amam a Nosso Senhor Jesus Cristo. Professor Orlando sempre empunhou a sua espada, ciente de que a vida de um Católico se baseia em servir a Deus e a estar preparado para fazer de sua vida a história da Igreja, sendo perseguido, injuriado, difamado, odiado…afinal receber elogios do mundo não é bom…professor Orlando não cessou de combater o bom combate até que chegou o dia da cruz…o momento exato da partida pode ter sido um momento doloroso, como que para pagar o resto da dívida que o professor possuísse com Deus…isso só Ele sabe. Professor Orlando não foi Deus, não foi Jesus Cristo, muito longe disso, mas soube imitá-lo amando o que deve ser amado e odiando o que deve ser desprezado. Aceitou viver defendendo Deus Pai Todo Poderoso, mesmo sabendo dos sofrimentos que adviriam dessa escolha. Professor Orlando nos deixou uma lição de como não se deve temer os inimigos. Professor Orlando empunhou sua espada até o momento em que a Graça Divina resolveu embainhá-la, para que este grande general pudesse descansar. Que seus muitos “filhos” espalhados pelo mundo não esqueçam disso e que honrem tudo o que aprenderam e, acima disso, honrem a Deus. Isso o Professor soube fazer. Que Deus tenha misericórdia de sua alma e que Maria Santíssima interceda por ele junto a Nosso Senhor.

Refúgium peccatórum, ora pro nobis!

 

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Parabéns pelo "Espaço do Leitor" - Orlando Fedeli

Cartas: Quem me dera! - Orlando Fedeli

Cartas: Biosegurança - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais