Montfort Associação Cultural

31 de janeiro de 2005

Download PDF

Métodos anticonceptivos

Autor: Lucia Zucchi

  • Consulente: Elisangela
  • Idade: 17
  • Localizaçao: Paracatu – MG – Brasil
  • Escolaridade: 2.o grau em andamento
  • Profissão: auxiliar administrativo
  • Religião: Católica

Sei que usar ananticoncepcional e outros metodos anticonceptivos é contra as leis da igreja,mas acontece que nos dias de hoje é quase que impossivel se criar mais de dois filhos … e aí como fica, pois nem todas as mulheres conseguem se adaptar corretamente ao metodo contraceptivo natural ou seja,a “tabelinha”.

Prezada Elisangela,
Salve Maria!
 
Impossível criar mais de dois filhos por que?
Se o motivo fosse a falta de dinheiro, este argumento valeria para os pobres (os muito muito pobres, eu diria), mas ele é usado por absolutamente todo mundo, ou seja, um terceiro filho é algo tão caro que ninguém no mundo pode sustentá-lo!
 
Se o motivo é que filhos dão trabalho demais, se deveria aconselhar a quem veio ao mundo para descansar que permaneça solteiro. Aliás, sem marido ou esposa, o trabalho é mesmo muito menor!
 
Se o motivo é a dificuldade de educar filhos no mundo moderno, saiba que um irmãozinho a mais é a coisa mais educativa que se pode dar a uma criança, no lugar de mil presentes e facilidades que  farão dela uma pessoa egoísta e mimada.
 
Todos estes argumentos seriam evidentes para uma família de algumas décadas atrás. O ódio à vida que caracteriza a civilização moderna nos convenceu do contrário!
 
Graças a Deus, que não abandona sua Igreja nas garras do lobo, a condenação dos anticoncepcionais permanece sempre. Deus dará bençãos muito mais do que suficientes para os católicos que estiverem dispostos a se sacrificar para obedecer à sua santa doutrina!
 
Escreva-nos sempre!
 
In Corde Jesu,
 
Lucia Zucchi

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais