Montfort Associação Cultural

12 de dezembro de 2010

Download PDF

Me ajude a sair da ignorância religiosa

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Gianne
  • Localizaçao: Manaus – AM – Brasil
  • Religião: Católica

Caro professor Orlando, por vontade de Deus encontrei o site Montfort e com ele pude conhecer um pouco do muito que não conheço da minha Igreja, digo minha porque amo ser católica apesar da minha ignorância em termos de conhecimento.
Fui criada em uma cidade pequena do interior do amazonas, onde minha família toda era católica, e muita unida,freqüentávamos todos os domingos a santa missa, minha mãe era mais envolvida com a Igreja, Nossos vizinhos eram padres capuchinhos inclusive um deles é meu padrinho de batismo, com eles aprendi um pouquinho do catecismo.
As 11 anos saí de casa e a minha rotina mudou completamente, onde eu morava a igreja ficava longe e as pessoas não freqüentavam. A partir desse tempo eu passei a ser uma pessoa que se dizia católica, mas que não freqüentava a igreja, logo não continuei com os ensinamentos e nem com a prática católica, porém nunca desisti do meu Deus que SEMPRE continuei amando e com isso minha felicidade sempre foi completa, sinto que sou uma pessoa abençoada por Ele, pois tudo que tenho e que sou devo a minha fé depositada nEle.
O tempo passou e cedo me casei, meu marido freqüentou pouco a igreja quando era criança, depois de adulto deixou a igreja de lado e assim eu continuava longe da igreja, apesar de ter a vontade viva em meu coração, e em minhas orações pedia: Senhor mostra para mim o caminho certo, ponha em meu coração a vontade de ir para a igreja. Pois bem, depois de 5 anos de casada e longe de casa a 10 anos, voltei ao convívio com minha mãe e a partir daí comecei a freqüentar a igreja novamente. Confesso que depois dessa última convivência na igreja fiquei sem vontade de freqüentar por achar a missa chata, ou melhor achava os padres chatos (eu queria padres iguais os da minha infância), não gostava do sermão (não eram persuasivos, convincentes), aliás eu nem prestava atenção.
Confesso que o motivo de me afastar da igreja, em parte foi por conta dos padres, nesse período nunca um padre me comprimentou, nunca vi uma abordagem deles com alguém da comunidade, parece que eles viviam num mundo só deles, e isso era diferente do mundo que eu fui criada. No meu mundo os padres ensinavam, ajudavam, aconselhavam, clamavam as pessoas a seguirem a Deus, mas isso era feito de coração, não era algo mecânico como eu estava vendo.
Parei de ir na igreja ,novamente,e continuei rezando só com Deus. Minha mãe reclamava e vivia chamando a gente pra igreja, só que nós não sentíamos vontade. A convite, cheguei a ir em algumas igrejas evangélicas, mas cada vez eu achava que a minha era melhor, eu precisava voltar mas não tinha vontade, agora minha família era maior e já tinha duas filhas: uma moça e uma criança, então fomos a renovação carismática, coisa mais recente na igreja do meu bairro, mas pra ser sincera tive a mesma sensação de ir a um culto evangélico, não gostei. Paramos de ir a igreja novamente, meu Deus eu preciso renovar minha fé, preciso freqüentar a minha igreja o que faço, meu marido não mostra interesse, minha filha só gosta da renovação carismática, eu não gosto da forma que o padre faz o sermão…
Recentemente, para ser exata, a dois meses passamos a freqüentar novamente a igreja, agora por iniciativa do meu marido,(isso é um milagre) todos os sábados vamos os quatro a igreja, mas mesmo assim ainda não consigo me concentrar, eu preciso descobrir muita coisa para que minha vontade prevaleça sobre outras coisas, eu preciso conhecer a minha igreja, minha religião, eu quero ser uma católica consciente, eu não quero só ir na igreja, eu quero sentir cada palavra dita durante a missa, por favor me dê uma luz.
Indique-me livros, artigos, enfim algo que possa responder as minhas perguntas e que me ensine a conhecer os propósitos da minha igreja, eu tenho sede de aprender para poder compreender certos comportamentos que abomino. Eu tenho um bom relacionamento com pessoas de outra religião, mas na verdade eu tenho pena delas e por isso gostaria de poder dizer algo a elas como um chamamento de conversão para a minha igreja e essa bagagem eu não tenho, ou seja, me falta o conhecimento, o argumento forte e, é isso que eu estou buscando, além da vontade de freqüentar a igreja, conto com seu apoio.
Me ajude a sair dessa ignorância religiosa.

Data: 3 Dez 2008

Muito prezada Gianne,
Salve Maria.

     Como sua carta resume a tragédia que vive a Igreja neste tempos pós conciliares.
     A Igreja dos padres capuchinhos que você conheceu, onde os sacerdotes se interessavam em fazer a vida dos fiéis mais consciente ensinando-lhes o catecismo, foi substituída pela nova Igreja do Concílio Vaticano II que susbstituiu a Missa como sacrifício de Nosso Senhor Jesus Cristo no calvário do altar pelas “missas-show”. Nessas, normalmente, o padre dá mais importância à sua exibição do que à morte mística de Jeus no altar. Por isso, eles fazem sermões longos, contando trivialidades, usando gíria, ensinado nada. O sermão dura meia hora e mais. A missa 15 minutos. E nada ensinam. Falam de política. Contam casinhos e piadas. Fazem demagogia. 
     E dizem que esse blá blá blá é a pastoralidade. E como maus pastores vivem num mundo à parte. E pior ainda é quando querem viver com as moças e rapazes como se vive no mundo. Em pecado.

     Estude então o catecismo antigo. No site Montfort, você encontrará o Catecismo de São Pio X e o catecismo da Missa que estamos publicando. Procure ler no site artigos e cartas em que respondo às dúvidas das pessoas que me escrevem.
     
E reze o terço. Nossa Senhora pediu que rezássemos o terço todos os dias. Se possível, reze o terço junto com seu marido e filhos. Nossa Senhora lhe ensinará muito.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Hierarquia dos santos no céu - Orlando Fedeli

Cartas: Intolerante defesa da tolerância - Orlando Fedeli

Cartas: Assunção de Nossa Senhora - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais