Montfort Associação Cultural

23 de julho de 2007

Download PDF

Liberação da Missa de Sempre – Raiou o sol pelas janelas da Igreja

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: José Rogério Basso
  • Localizaçao: Ipiranga – PR – Brasil
  • Escolaridade: 2.o grau concluído
  • Profissão: Sindicalista
  • Religião: Católica

OLÁ! PROFESSOR FIDELE E TODOS DA MONTFORT! QUE A PAZ DO SENHOR JESUS E O AMOR DE MARIA ESTEJA SEMPRE COM VOCÊS!

Olha Professor! foi com grande alegria que na manhã do dia sete deste mês ao abrir meus e-mails e um amigo meu me disse, olha Rogério graças a Deus a Missa de Sempre está de volta para iluminar e alegrar nossoscoraçoes tão machucados pelas heresias das missas protestantes, recheadas de Rock”n Roll e cultos aos demônios muitas vezes e nunca ao PAI ETERNO. 
Então Caro Professor a razão de minha missiva é para poder compartilhar com vocês deste momento de tão grande alegria o qual até poderá ser comemorado todos os anos como a RESSUREIÇÃO TRIUNFANTE DA MISSA DE SEMPRE! sacrifìcio dirigido única e exclusivamente a DEUS e não aos homens, poderìamos dizer então professor… adeus profanações, adeus padrecos vestidos de goleiro, de pais de santo, ochum e o diabo a quatro… perdoe-me a expressão. 
Mas graças a Deus e Viva o PAPA BENTO XVI, nosso Sumo Sacerdote representante de Cristo aqui na terra. 
Aleluias! Cristo Vive no silêncio do Sacrário no coração dos fiéis, nas mãos do sacerdote, no coração da Igreja. 
Que Deus os abençoe e guarde, sobre a intercessão de Maria Nossa Mãe Santíssima permaneçam sempre na paz.

IN CRDE IESU SEMPER!
JOSÉ ROGÉRIO BASSO

PS. Professor! peço que publique meu comentário, tenho certeza que servirá para reflexão de muitos que insistem em permanecer no erro!

Muito prezado José Rogério,
Salve Maria.

     Claro que vou publicar sua carta tão jubilosa que demonstra a compreensão perfeita da importância da liberação da Missa de sempre por meio do Motu Proprio Summorum Pontificum. Deus o recompense por sua bela carta. 
     Certamente, você tem razão ao dizer que a data de 7 de julho ficará na História da Igreja e do mundo como a data da ressurreição da Missa. 
     Que Deus guarde nosso papa Bento XVI e que o recompense sempre por tão gloriosa medida.
     Escreva-me sempre e receba meu abraço jubiloso.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Oração e Vida Espiritual: Segundo Domingo do Advento: Leituras da Liturgia Tridentina e comentário

Oração e Vida Espiritual: Domingo da Septuagésima

Documentos da Igreja: Instrução Redemptionis Sacramentum

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais