Montfort Associação Cultural

5 de janeiro de 2010

Download PDF

Levando pedrada…

No dia 09 de dezembro do ano passado, tive uma conversa extremamente consoladora com um amigo.

(Vocês devem estar pensando: nossa, ele tem problemas, como ele se recorda exatamente do dia em que conversou com não sei quem? Explico: esse amigo me disse, entre diversas outras coisas, que precisaríamos divulgar melhor o Legado nos blogs e site católicos, que era preciso fazer um banner, etc. E, no mesmo dia, me chegou um e-mail do Marcos de Curitiba/PR, notificando-me que ele havia colocado uma propaganda do Legado no site São Pio V. Publiquei um post sobre isso no mesmo dia. Por isso, após breve consulta dos arquivos do blog, descobri a data da conversa).

Enfim, no dia 09 de dezembro do ano passado, tive uma conversa muito consoladora com um amigo.

Ele, evidentemente, quis saber como estava indo o Legado. Respondi que as coisas estavam caminhando, que a ajuda efetiva estava surgindo a passos mais lentos que eu esperava, mas que eu já tinha sido abençoado diversas vezes por entusiastas do projeto e que eu estava otimista (como estou!)…

Daí, ele me perguntou se o povo da terra dele estava doando para o Legado. E novamente respondi: as coisas estão caminhando…

Mas ele, experiente, acrescentou: se está caminhando quer dizer que não estão ajudando de fato.

Sorri. Ele tinha acertado em cheio.

Mas acrescentei: as pessoas não entenderam ainda que não precisam doar muito, mas apenas uma pequena quantia. Que pouco, ainda que pouco, é melhor que nada. E que muitos poucos somados viram muito. E que elas precisam doar, ainda que pouco, porque there is no free lunch. Até o Olavo se perguntou uma vez o que sustentava a “brincadeira” da Montfort. Acho que ele nunca ouviu falar de sacrifico e abnegação… :-)

Ele: é verdade…

Eu: diversas pessoas me escrevem dando uma série de sugestões. Guilherme, faça isso, faça aquilo. Guilherme, grave isso, grave aquilo. Publique tal coisa. Obtenha-me tal apostila do Prof. Guilherme, você que está aí com o Prof., xeroque-me tal livro e me envie pelo correio. Deposito o valor do Xerox e correio na sua conta. Guilherme, scanneie os livros raros que o Prof. tenha e publique. Guilherme, Guilherme, Guilherme… Mas ajuda efetiva que é bom, nada.

Ele: é, eu sei como é. Isso se chama levar pedrada.  

 Eu: embora não saiba formular, acho que entendo o que você quer dizer.

Ele: “levar pedrada” (prestem atenção na definição magistral, esse conceito é tão importante quanto o de “fritar”, que aprendi no mês passado e explicarei em outra oportunidade), levar pedrada… Você leva uma pedrada quando uma pessoa tem uma ideia fantástica, mas não tem tempo nem grana para executá-la e ela pensa que você não tem, no mundo, outra coisa melhor para fazer que executar essa ideia que essa própria pessoa não executa. Isso é levar pedrada!

Eu: nossa, perfeito. Você definiu bem a coisa, principalmente no trecho “e ela pensa que você não tem, no mundo, outra coisa melhor para fazer que executar essa ideia que essa própria pessoa não executa”. De qualquer forma, creio que o Legado vai começar a girar mais rápido em breve.

Ele: é, assim que surgir o terceiro e o quarto vídeo… Creio que o grande público ainda não captou o vulto do projeto…

Eu: Sim, isso é verdade. Mas não tem jeito. Comunicar ideias complexas leva tempo, e o Legado é uma ideia complexa. Trata-se de um todo com muitos aspectos. As entrevistas na Rádio Italiana vão ajudar bastante nesse sentido.

Ele: não diz respeito à execução do projeto em si, mas foque no blog. É preciso conscientizar as pessoas sobre o Legado e convencê-las a doar. Elas querem ver a Montfort…

Eu: sim, concordo…

E a conversa continuou. Mas o resto não interessa para o blog por enquanto.

Desejei compartilhar parte desse diálogo com vocês, porque tomamos duas pedradas nos últimos dias.

Pacientemente, as respondi.

(A., por favor, desculpe-me por não ter seguido seus conselhos).  

Confiram:

Pedrada 1

Prezados,

Salve Maria!!!

Sugiro que gravem as aulas semanais que são dadas nos curso da Monfort, principalmente a de latim e de História da Igreja. Gravem e publiquem a aula, sem a necessidade de edição, assim como ela o é na sede da Monfort. Assim teríamos contato com a riqueza da Monfort mais frequentemente.

Uma outra sugestão, seria a exibição das aulas por videoconferência, com ou sem matrícula/inscrição antecipada (vocês decidem). Isso evitaria o transtorno de enviar ao You Tube cada aula.

Mais ou menos nos moldes do que a Permanência faz (apesar de eu nunca ter participado):

http://www.permanencia.org.br/downloads/

Um Santo e Feliz Natal à todos

X

Resposta à Pedrada 1:

Olá X, salve Maria.

Gravar as aulas de semana seria muito bom, mas não temos quem faça isso. 

Alguns já se voluntariaram para a tarefa, mas não houve constância.

Precisaríamos ter alguém para cuidar disso.

As videoconferências exigem uma infraestrutura de que não dispomos. E também não há quem cuide tecnicamente disso aqui.

Pode ter certeza de que já pensamos em tudo o que você sugere.

Precisamos de doações para financiarmos uma equipe que cuide dessas tarefas aqui na Montfort. Esse é um dos objetivos do Legado. Trata-se do objetivo 3, que visa reformular o site Montfort e sua gestão.

Você pode nos ajudar a gravar essas aulas, fazendo-nos uma pequena contribuição via PagSeguro.

O endereço para doação é este aqui: http://blog.legadomontfort.com.br/?page_id=8

Indique o Legado para seus amigos e os convide para doar também.

Ab,

Guilherme

 

Pedrada 2:

Prezados do Legado Montfort 

Sou um leitor e admirador do site Montfort e do trabalho feito em defesa da doutrina e fé Católica, tão atacada pelos inimigos da Igreja de Cristo. Com certeza a Associação ajudou muito a fortalecer a minha fé e entender o que a Igreja está passando atualmente. 

Gosto muito do projeto Legado e das aulas publicadas, mas gostaria de fazer uma sugestão.

Suponho que vocês gravem os vídeos (mesmo agora, fora do estúdio) com uma câmera FullHD (1920 x 1080 – widescreen 16:9) ou HD (1280 x 720 – widescreen 16:9). As aulas que vocês disponibilizaram no YouTube estão em resolução baixa e proporção 4:3 (inclusive a que foi gravada no estúdio). Recomendo que vocês façam o upload das novas aulas na resolução original, em alta definição e widescreen, para aproveitar em 100% os recursos gastos com a produção. Vale lembrar que o YouTube mantém a opção de assistir em resolução menor (útil para quem tem conexão mais lenta). Vejam mais aqui http://www.google.com/support/youtube/bin/answer.py?hl=br&answer=132460

Quanto ao conteúdo das aulas, só tenho a agradecer à Associação Montfort.

Pax,

Y

 

Resposta à Pedrada 2:

Olá Y, salve Maria!

Agradecemos a sugestão. Mas precisamos de doações para adquirir equipamentos como esses (e contratar profissionais competentes para operá-los).

Como anunciei no blog, vamos montar um estúdio próprio. Ainda estamos cotando o preço total desse estúdio.

Você pode colaborar conosco nos fazendo uma pequena doação via PagSeguro.

Veja nossa páginas de doações aqui no blog: http://blog.legadomontfort.com.br/?page_id=8

Indique o Legado para seus amigos e peça a eles que doem também.

Com milhares de pequenas doações, conseguiremos financiar facilmente o Legado.

Ab,

Guilherme

Ps: já conhecia a página que você nos indica. Os vídeos não foram gravados em formato HD. Por isso, tivemos de colocá-los em MPEG-4.

TAGS

Publicações relacionadas

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais