Montfort Associação Cultural

24 de janeiro de 2005

Download PDF

Juízo particular e Juízo Final

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Tiago
  • Idade: 18
  • Localizaçao: São José dos Campos – SP – Brasil
  • Escolaridade: 2.o grau concluído

A paz…

Meu nome é Tiago, sou monitor e coordenador de crisma em SJC-SP. Estou com uma dúvida a respeito da vimda de Cristo que o CIC deixa no ar. Explico: quando morremos passamos pelo juíso particular, por consequencia vamos ou p/ o inferno ou p/ o purgatório ou p/ o céu. Porém, Jesus virá p/ julgar os vivos e os mortos; mas se somos julgados quando morremos, como Jesus julgará os mortos.

Perguntei ao meu párroco, e ele me disse que na verdade a vinda de Jesus se dá de maneira particular após nossa morte, e que aquele evento que a maioria das pessoas pensam (Jessus descendo dos céus…) é uma simbologia eu confiei porém não perguntei qual era a fonte dessas informações.Enfim, pesso que me esclareçam essa dúvida e me indiquem outras fontes de pesquisas.

Desde já muito obrigado.

Deus os abençoe.

Prezado Tiago, salve Maria.

Seu pároco não lhe deu a resposta correta, infelizmente. É incrível que ele lhe tenha dito isso, que o Catecismo para crianças responde.

Há dois juízos: o particular e o universal.

O Juízo particular de cada um, se dá logo após a morte, quando recebemos nossa sentença eterna. Podemos, então, ser condenados ao inferno ou ser enviados ao céu. Caso tenhamos morrido em pecado venial, nossa alma é enviada ao purgatório, para se purificar, e, depois, vai ao céu, para sempre.

No fim do mundo, todos os homens que estiverem vivos então, morrerão. Depois é que se dará o Juízo universal. No Evangelho Nosso Senhor diz que, no dia do Juízo Final, o mundo atual sofrerá grandes cataclismas e os mortos — (todos os homens estarão já mortos) — ressuscitarão, voltando a ter seu corpo e sua alma unidos. Todos seremos reunidos num local, no vale de Josafat. Os bons serão colocados à direita de Jesus Cristo, e os maus à esquerda . E Cristo fará o Juízo Universal.

Este não será o Juízo de cada alma, — que já foi feito, e não será mudado — e sim o julgamento do que os homens fizeram na História.

Tudo isso você poderá ler no Evangelho de São Mateus Nos capítulos XXIV, onde Cristo fala dos sinais do fim do mundo, e no capitulo XXV, onde ele conta como será o Juízo Final.

Os maus serão ressuscitados com seus corpos, que farão transparecer em seu aspecto, o pecado em que morreram. Os bons terão corpos gloriosos: luminosos, impassíveis, imortais e ágeis, semelhantes ao corpo de Cristo depois de sua Ressurreição gloriosa. Os pecados dos bons, dos quais eles já foram perdoados e purgados no purgatório, aparecerão como cicatrizes gloriosas como os de um soldado vencedor numa batalha.

Após o Juízo Final, os homens serão mandados, ou para o céu, ou para o inferno, eternamente. Não haverá mais o purgatório.

Tudo isso é doutrina católica elementar. Acho incrível que um sacerdote não a soubesse. E este é um sinal claro da decadência dos estudos nos seminários.

Queria preveni-lo ainda que nada disso, como também do que é dito no Gênesis, é simbólico. Os fatos narrados no Gênesis são históricos, aconteceram mesmo como lá são contados. E os fatos que Jesus Cristo diz do juízo final também devem ser entendidos literalmente. Não são símbolos.

in Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: O caso de Recife. Roma falou, mas a causa não terminou.

Oração e Vida Espiritual: Domingo da Quinquagésima

Cartas: Ressurreição dos mortos - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais