Montfort Associação Cultural

22 de outubro de 2004

Download PDF

João Batista e Jesus

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Kleyton Tenório França
  • Idade: 20
  • Localizaçao: Bom Conselho – PE – Brasil
  • Escolaridade: 2.o grau incompleto
  • Profissão: Estudante
  • Religião: Católica

Queridos irmãos e professores deste maravilhoso site,

Já é esta a segunda vez que visito este site, a primeira vez procurei saber sobre algumas profecias do apocalipse, mas ao sair da parte de perguntas achei logo a resposta. Agora venho pela a segunda vez perguntar à respeito de uma indagação que João Batista manda seus discípulos fazerem a Jesus, se era ele realmente o messias ou se eles deveriam esperar outro. A passagem do evangelho não me recordo no momento até porque estou sem Bíblia; mas vocês com certeza o sabem e ficarei grato se responderem o porquê daquela pergunta de João, já que ele mesmo disse: “Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”.
Certo de que mais cedo ou mais tarde serei atendido,
Agradeço.

Kleyton , Bom Conselho-PE, 22 de Julho de 2004

Muito prezado Kleyton,
salve Maria!
 
   Fico contente em encontrar em você um novo amigo do site Montfort. Reze por nós.
   São João Batista gozava de uma fama imensa entre os judeus, e muitos deles julgavam que ele era o Messias prometido. Ora, a missão dada por Deus a São João Batista era a de preparar o povo judeu para receber o Messias verdadeiro, Jesus Cristo. Por isso, São João, várias vezes apontou a seus discípulos que deviam honrar e seguir mais a Jesus do que a ele mesmo. Daí, São João Batista anunciar que viria outro bem mais poderoso que ele e do qual ele não seria digno de amarrar as sandálias, e que batizaria não na água, mas no Espírito Santo (cfr. Mc I, 7-8). E dizer: “Convém que Ele cresça e que eu diminua” (Jo. III, 30). Ou ainda: “Eis o Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo” (Jo I, 29).
   Ou mandando que seus discípulos perguntasssem ao próprio Jesus, e em nome de João, se Ele era o Messias esperado. Ao que Nosso Senhor diz aos discípulos de João Batista que contem a João que os cegos viam, os doentes eram curados e que o Evangelho era anunciado aos humildes, etc. (Mt XI, 5), o que era o sinal de seu poder divino.
    Portanto, ele não mandou fazer a pergunta porque duvidava, mas para orientar aos seus discípulos.
   Esperando tê-lo atendido, e aguardando que de novo você me escreva como a um seu amigo, me subscrevo cordialmente.
 
In Corde Jesu,
Orlando Fedeli.

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais