Montfort Associação Cultural

24 de janeiro de 2010

Download PDF

Jesus entregou-se ou foi beijado por Judas?

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Sara Rozante
  • Localizaçao: Pederneiras – SP – Brasil
  • Religião: Católica

Em primeiro lugar, quero lhes parabenizar pelo excelente apostolado. Depois que voltei ao seio da Santa Igreja, aprendi muitas coisas aqui (e continuo aprendendo).

Bom, minha dúvida é essa do título. Nos outros evangelhos está que Jesus foi traído (por um beijo) por Judas. Mas em João 18, 5, diz que Ele se entregou (sem mencionar o beijo; muito pelo contrário, somente faz menção que Judas estava com os fariseus).
Fico grata pelo esclarecimento.

Sara Rozante

Muito prezada Sara,
Salve Maria.

     Agradeço-lhe, antes de tudo, por seus elogios ao trabalho da Montfort. Deus a recompense por nos fazer justiça, quando alguns sacerdotes, infelizmente, se mostram furiosos contra a Montfort por que ela desmacara suas heresias. Reze por esses padres e por nós.

     A
ssim como os testemunhos de uma mesmo fato fazem narrações diferentes dele, pois cada um salienta um detalhe que mais o impressionou, assim os Evangelistas descrevem os fatos da vida de Jesus destacando um detalhe particular. Alias, quando dois relatos são absolutamente idêntivcos, são suspeitos de terem sido combinados.

     Jesus ter sido entregue aos judeus, foi o ato da traição de Judas, O modo como ele o entregos aos soldados que desconheciam a Jesus foi beijá-lo, pois está dito também que Judas dissera aos soldados que prendessem aquele que ele ia beijar. E Nosso Senhor até se indignou dizendo:

“Judas, com um beijo entregas o filho do homem?” (São Lucas, XXII,48).

In Corde Jesu, semper,
1
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Anátema do Concílio de Trento - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: Considerações sobre a gnose: Panteismo e Gnose - Orlando Fedeli

Cartas: Tentações de São Paulo - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais