Montfort Associação Cultural

28 de janeiro de 2005

Download PDF

Interpretação pessoal da Bíblia

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Mário
  • Localizaçao: Maracanaú – CE – Brasil

Vocês pediram uma prova da BÍBLIA,sobre o conselho de interpreta-la por si mesma,encontrei esses versículos: João 2:5 SUA MÃE DISSE AOS SERVENTES: FAZEI TUDO QUANTO ELE VOS DISSER; e Jesus disse em João 5:39 EXAMINAIS AS ESCRITURAS, PORQUE VÓS CUIDAIS EM TER NELAS A VIDA ETERNA, E SÃO ELAS QUE DE MIM TESTIFICAM.

Com essas passagens espero ter lhes convencido de que ninguém precisa de um intérprete para a Bíblia,ela mesma se explica,comparando versículos com versículos sobre o mesmo assunto(ressurreição,morte,vida eterna,a Cidade de Deus,céus e Céu,anjos e demônios,tradições,etc).

Prezado Mário, salve Maria!

O próprio texto que você me cita para me provar que a Bíblia se explica por si mesma, prova o contrário. Pois o que se diz no versículo que você cita é que se deve examinar as Escrituras — e não apenas ler as Escrituras. Examinar não é nunca pessoalmente, pois que na Bíblia está escrito também que “Nenhuma profecia é de interpretação particular” (II Pe. I, 20). E se não é de interpretação particular o exame das escrituras deve ser feito por alguém que não seja um mero particular, mas alguém autorizado oficialmente por Deus.

Foi por isso que Cristo disse a Pedro:

“Bem aventurado és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi nem a carne, nem o sangue que te inspiraram, mas Deus que está no céu. Por isso Eu te digo que tu és pedra, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja. E as portas do inferno não prevalecerão sobre ela, E Eu te darei as chaves do Reino dos Céus, e tudo o que ligares na terra será ligado também nos céus; e tudo o que desatares na terra, será desatado também nos céus” (Mt XVI, 17-20).

É só ao Papa que foi dado o poder de examinar oficialmente e infalivelmente as Escrituras. E seu julgamento todos se devem submeter.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Suco de Uva dos Protestantes - Orlando Fedeli

Cartas: Inquisição protestante - Orlando Fedeli

Cartas: Riqueza dos países protestantes

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais