Montfort Associação Cultural

9 de maio de 2012

Download PDF

Interpretação de Profecias

Autor: Alberto Zucchi

  • Remetente: Itelio Costa Chale
  • Religião: Católico
  • Localização: Moçambique – África do Sul

Saudações
Eu tenho obtido preciosos conhecimentos no vosso Site. Sou da África Mocambique, sou Católico Batizado Crismado, devoto a Santíssima Virgem, admiro Santa Alexandrina Maria da Costa, e Santa Maria Gorreti.

Com a minha pequena capacidade de compreender tenho tentado entender melhor as profecias de Fátima, Sao Malaquias, e Monge de Padua. Isto tem me criado uma enorme confusão na cabeça.

A minha duvida esta na semelhanças das profecias, se em Fátima a Virgem mostra um Papa que sofre martírio, estas outras profecias (São Malaquias) dizem que 112 ( o próximo Papa) morre martirizado, pelo que compreendi será o ultimo Papa para o julgamento das nações. passo a citar ” Na perseguição final da Santa Igreja reinara o Papa Pedro Romano que alimentara o rebanho de Deus Verdadeiro no meio de muitas tribulacoes etc”

A pergunta que nao me sai da cabeca! Sendo Sao Malaquias considerado Santo da Igreja entao a Igreja reconhece as suas profecias! elas sao dignas.

O que a Montfort acha de tudo isto? Qual sera a Verdade?

Algo que tambem esta proximo disto o sonho de Dom Bosco.

As profecias na sua maioria sao dificeis de perceber, mas tenho tentado, esta tudo a complicar-se.

agradecia a resposta.
Itelio Costa Chale

Prezado Itelio,

Salve Maria!

Permita-me que reponda a sua carta transcrevendo um antiga resposta dada pelo Professor Orlando a um outro consulente de nosso site:

“É sempre arriscado pretender interpretar profecias. Só quando elas se realizam é que se pode perceber o que significava realmente a linguagem simbólica empregada por elas.

Não há dúvida que haverá o assassinato de um Papa por subir a montanha com a cruz, isto é, um Calvário. Ora, um Calvário é sempre um altar, visto que a Missa é a renovação do sacrifício do Calvário. Portanto, o Papa subir um Calvário simboliza que um Papa será morto por causa da Missa.

É bem difícil, embora não impossível, que o Papa atual seja aquele que será morto a tiros e flechas. É evidente que o atentado sofrido pelo Papa João Paulo II não foi a realização da visão do Terceiro Segredo de Fátima, cujo texto o Vaticano não publicou. O Papa não morreu, Ninguém morreu. E a Visão mostra o fuzilamento de um Papa por soldados e, depois, um massacre de Cardeais, Bispos, Padres e povo. Nada disso aconteceu.

Sobre os Papas mortos nos sonhos de Dom Bosco, há que perguntar se a morte deles é material ou espiritual. A saída de Roma, caminhando 200 dias, indica uma saída espiritual e não material. Ninguém leva duzentos dias para sair materialmente de Roma.

A chamada “profecia” de São Malaquias é falsa.

Por ela seria possível conhecer, pelo menos bem aproximadamente, o fim do mundo, coisa que Jesus disse que nenhum homem sabia.

Depois, é sabido que São Malaquias viveu seus últimos anos no mosteiro de São Bernardo, em Claraval. São Bernardo escreveu a biografia desse santo, e não faz nenhuma referência a essa famosa profecia.

Sabe-se ainda que ela tem indicações de nomes de papas muito precisamente até o século XV. O último nome bem indicado é o do Papa Piccolomini (Enéas Silvio Picolomini, Pio II) indicado pela expressão “de parvus homine”, sobre o homem pequeno, que, em italiano se diz Piccolomini… Depois desse Papa, as expressões latinas dessa “profecia” se tornam extremamente vagas e gratuitas. Tudo isso indica que se trata de uma falsa profecia.”

Acrescento apenas que, certamente, Bento XVI não será o último Papa e que está é mais uma prova que as profecias atribuídas a São Malaquias são falsas.

Tenha muita confiança em Nossa Senhora e não deixe de rezar. Lembre-se da promessa de Cristo de que as portas do inferno não venceriam a Igreja e não se preocupe tanto com as profecias. Como escreveu o Professor Orlando elas são muito dífceis de interpretar e tornam-se claras apenas após a sua realização. O fundamental é praticarmos a lei de Deus e acreditarmos em tudo aquilo que ensina a doutrina católica.

Espero ter respondido as suas dúvidas.

Volte a nos escrever quando desejar e não deixe de rezar por nós.

Alberto Zucchi

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais