Montfort Associação Cultural

24 de novembro de 2004

Download PDF

Intercessão dos santos

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Tononi
  • Localizaçao: – Brasil
  • Religião: Católica

Em qual parte da bíblia é mencionado que os mortos intercedem por nós, pois a todo instante nós, católicos, rogamos por santos e parentes falecidos.

Prezado sr. Tononi.
Seja louvado Nosso Senhor Jesus Cristo.

Em primeiro lugar, convém distinguir entre mortos e mortos. Como existe morte física e morte da alma, os que morrem em pecado mortal estão mortos duas vezes, enquanto os que morrem na graça de Deus estão mortos apenas fisicamente.
Por esse motivo é que Nosso Senhor Jesus Cristo diz que Abraão, Isaac e Jacó — mortos há séculos — estavam vivos, quanto à alma: “Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó. Ele não é o Deus dos mortos, mas dos vivos”. (Marc. XII, 26-27).

E se os que morreram na graça de Deus e são santos permanecem seus amigos, então é claro que podem interceder pelos homens, da mesma forma que o faziam quando estavam vivos na terra.
É o que se lê na Escritura a respeito da intercessão dos vivos, quando Deus ordena aos amigos de Jó que recorram à intercessão de Jó para serem atendidos por Ele: “Ide a meu servo Jó, e oferecei um holocausto por vós; e meu servo Jó orará por vós; admitirei propício a sua INTERCESSÃO, para que se vos não impute esta estultícia…” (Jó, XLII, 8).
Então Deus admite a intercessão dos vivos, para que, por suas orações e méritos, outros sejam atendidos.

Como vimos, Abraão, Isaac e Jacó, embora mortos fisicamente, estavam vivos pela graça. Portanto, eram capazes de rogar pelos demais homens.
É o que se lê na Escritura, quando Moisés recorre aos méritos de Abraão, Isaac e Jacó para obter graça para o povo de Israel.
“Lembra-te de Abraão, de Isaac e de Israel, teus servos, a quem por ti mesmo juraste…” (Ex. XXXII, 13).
E no Apocalípse está escrito que os que estavam mortos clamavam a Deus dizendo: Até quando?:
“Aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que tinham sido mortos por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho que tinham dado dele. Clamavam em voz alta, dizendo: Até quando, Senhor, santo e verdadeiro, dilatas Tu o fazer justiça e vingar o nosso sangue dos que habitam sobre a terra?” (Apoc. VI, 9-10).
Logo, os mortos fisicamente, mas vivos pela graça, podem clamar a Deus e interceder pelos homens.

E nós, vivos, também podemos rezar por nossos mortos, como se lê no II livro dos Macabeus, em que Judas Macabeu manda oferecer um sacrifício pelos que tinham morrido numa batalha, por terem cometido pecado não mortal (II Macabeus XII, 41 e seguintes).

Colocando-me à sua disposição e esperando ter elucidado a questão posta, subscrevo-me
in Corde Jesu,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Aos nossos prezados críticos do site - Orlando Fedeli

Cartas: Perispírito - Orlando Fedeli

Cartas: Ex-pentecostal se converte a verdadeira Igreja de Nosso Senhor - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais