Montfort Associação Cultural

7 de março de 2009

Download PDF

Igrejas de Curitiba aprovam missas rezadas em latim

Após a liberação por parte do papa Bento XVI, diversas igrejas de Curitiba têm demonstrado interesse em voltar a rezar missas em latim, chamadas tridentinas (em alusão ao Concílio de Trento).
 
O latim foi a língua oficial das missas durante vários séculos. As celebrações começaram a acontecer na língua própria de cada país a partir das reformas introduzidas pelo Concílio Vaticano II, realizado entre os anos de 1962 e 1965.

Atualmente, a igreja da Ordem, no Largo da Ordem, na região central da capital, vem promovendo missas em latim todos os domingos, às 10h. “Antigamente, para rezar missa em latim, era preciso uma licença especial. Porém, o papa liberou recentemente a realização das missas e muitos padres têm demonstrado interesse no assunto. A missa tridentina é uma tradição e expressa melhor a paixão e morte de Jesus, que trouxe a salvação aos homens. Por isso, Bento XVI resolveu dar liberdade a quem quisesse rezá-la”, diz o reitor da igreja da Ordem, monsenhor Luiz de Gonzaga Gonçalves.

Segundo Gonçalves, as celebrações em latim têm lotado a igreja da Ordem, que tem capacidade para 200 pessoas sentadas. Os fiéis acompanham as celebrações com um livro-texto, no qual o latim é traduzido para o português.

“Nas missas, vemos pessoas de todas as idades, inclusive crianças. Muitas pessoas vêm porque têm curiosidade de saber como é uma missa em latim. Porém, muita gente gosta da celebração e faz com que ela se torne um hábito, frequentando-a sempre”, afirma.

Todos os padres podem realizar missas em latim, desde que saibam o idioma e conheçam o rito da antiga missa. “A maioria dos padres mais antigos sabe rezar em latim. Muitas vezes, eles podem já ter esquecido um pouco o idioma, mas não é difícil relembrá-lo. Já os padres novos têm procurado aprender a língua, que está voltando a ser ensinada nos seminários.” As missas tridentinas contam com a participação de um coral, que também canta em latim. A igreja da Ordem fica na Rua Mateus Leme, número 1. 

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Uso do incenso - José Tadelle

Oração e Vida Espiritual: Liturgia Tridentina para o Domingo 17/11/2013

Artigos Montfort: A reforma da reforma não tardará - André Roncolato

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais