Montfort Associação Cultural

12 de novembro de 2004

Download PDF

Gnose e o escritor Lair Rbeiro

  • Consulente: Maurizio Marchetti
  • Localizaçao: Campinas – SP – Brasil
  • Escolaridade: Pós-graduação concluída
  • Religião: Católica

Campinas, 21 de setembro de 2001

Prezado Professor ORLANDO FEDELI,
Agradeço imensamente sua atenção e as explicações bastante didáticas. Sei que o assunto é complexo, mas minha pergunta solicitava uma resposta didática para que eu pudesse entender a referida polêmica.
Sem conhecer adequadamente a gnose, sempre achei estranha algumas colocações que encontramos diariamente como a afirmação “a solução de tudo está em você mesmo” e coisas do gênero (Lair Ribeiro e outros do gênero). Se entendi adequadamente suas explicações, isso teria uma raiz gnóstica. Irei ler os textos indicados e agradeço a disponibilidade de poder dirigir outras questões ao senhor, eminente pensador e respeitado estudioso do assunto.
Muito obrigado, mesmo.
Maurizio Marchetti

Muito prezado Maurício,
salve Maria.

Com muito prazer atendo a seu pedido de explicação sobre um ponto concreto relativo à Gnose.

Conforme diz São Paulo, “a Fé vem pelo ouvido” (Rom X, 17). Isso significa que Deus ordenou que a revelação nos fosse transmitida através dos Apostolos, sendo apreendida através dos sentidos.

Para a Gnose, a revelação não chega a nós vinda por meio de outros homens e pela Igreja, mas a revelação proviria de um sentimento interior, do qual teríamos uma experiência pessoal. Cada homem e cada coisa teria dentro de si uma partícula ou germe da Divindade. Esse germe — Deus em nós — se revelaria no coração de cada homem, e, portanto, todas as religiões seriam verdadeiras. As diferenças dogmáticas seriam causadas pelo fato de que, ao tentar traduzir em palavras a experiência divina interior, o homem a deformaria. Todos os credos seriam falhos. Só a experiência pessoal da Divindade seria válida.

Era por essa razão que o romântico Novalis dizia que o caminho do homem está em seu interior. É por isso também que a Gnose é essencialmente esotérica, não só no sentido de que ela tem uma doutrina oculta, como também no sentido de que ela afirma haver, oculto no ser humano, algo de divino.

Pela mesma razão as heresias insistem em alcançar uma “experiência com Jesus”.

Não conheço o Lair Ribeiro, mas se ele for um desses gurus modernos do protestantismo, é provável que, como os demais, ele tenha recebido uma doutrinação gnóstica que agora espalha pelo grande público.

Você pode encontrar muitos textos com essa doutrina — como provei — nos livros e artigos do gnóstico Olavo de Carvalho e de René Guénon.

In Corde Jesu, semper,

Orlando Fedeli

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais