Montfort Associação Cultural

8 de outubro de 2004

Download PDF

Gnose e Neo Platonismo

  • Consulente: Giovanni
  • Localizaçao: Viçosa – MG – Brasil

                    

Caro Senhor Orlando:

Tenho lido alguns textos disponíveis e congratulo-o pela clareza de informação e, especialmente, pelo elevado número de citações que dão suporte à mensagem final do estudo.
Estou pensando em fazer um Mestrado ou Especialização em Teologia. Tenho interesse específico na História da Igreja (em especial, a Primitiva), o neoplatonismo, o gnosticismo cristão (há vínculo histórico e filosófico entre ambos?) e a forma de vida dos essênios (Jesus Cristo era essênio ou adotava costumes daquele povo (ou vice-versa)? Desculpe a ignorância).
Gostaria, se possível, que mo indicasse algumas bibliografia (se possível, nacional).

De qualquer forma, agradeço a oportunidade de conhecer mais sobre o Romantismo alemão e São Tomás de Aquino. Importantes e imprescindíveis.
Espero a disponibilização de mais textos.

Bom Dia
Giovanni

Prezado Giovanni, Salve Maria.

Fico muito contente em ter podido auxiliá-lo com meus trabalhos. E seria bom se pudesse ajudá-lo em seu estudo sobre História da Igreja.
Tenho um livro escrito — não publicado — sobre Gnose.

Você tem razão em ver relações entre Gnosticismo e neo platonismo. Há um livro bem importante, de Simone de Pétrement, sobre Platonismo e Gnose: “Le Dualisme chez Palton, les Gnostiques et les Manichéens”, que seria necessário que você conhecesse.

Quanto ao relacionamento de Cristo com os essênios, não creio que ele tenha existido.
Os essênios tinham alguns traços de Gnose e possuíam doutrinas secretas, enquanto Cristo mandou proclamar bem alto e a todos o que Ele ensinava.

Infelizmente, livros nacionais sobre Gnose são praticamente inexistentes. Se você quiser fazer qualquer estudo sério sobre esses temas, será preciso ler pelo menos francês.

Possuo uma extensa bibliografia sobre Gnose, mas é praticamente toda em inglês, francês, italiano e alemão.

Havendo interesse de sua parte, eu mando os nomes dos principais livros a você, na língua que lhe for mais acessível.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cadernos de Estudo: No país das maravilhas: a Gnose burlesca da TFP e dos Arautos do Evangelho (Parte 8/8) - Orlando Fedeli

Cartas: “Olavo na lona, dissecado” - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: Olavo de Carvalho: católico ou astrólogo? - Eder Silva

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais