Montfort Associação Cultural

6 de janeiro de 2005

Download PDF

Fórmula da consagração

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Abelardo
  • Localizaçao: Olinda – PE – Brasil

CAPÍTULO VII 1Quanto ao batismo, faça assim: depois de ditas todas essas coisas, batize em água corrente, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

2Se você não tiver água corrente, batize em outra água. Se não puder batizar com água fria, faça com água quente.

3Na falta de uma ou outra, derrame água três vezes sobre a cabeça, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

4Antes de batizar, tanto aquele que batiza como o batizando, bem como aqueles que puderem, devem observar o jejum. Você deve ordenar ao batizando um jejum de um ou dois dias.

PELO QUE VEJO NA DIDAQUE O BATISMO POR ASPERSAO SO DEVERIA SER FEITO NO CASO DE IMPOSSIBILIDADE DOS DOIS OUTROS.

CAPÍTULO IX 1Celebre a Eucaristia assim: 2Diga primeiro sobre o cálice: “Nós te agradecemos, Pai nosso, por causa da santa vinha do teu servo Davi, que nos revelaste através do teu servo Jesus. A ti, glória para sempre”.

3Depois diga sobre o pão partido: “Nós te agradecemos, Pai nosso, por causa da vida e do conhecimento que nos revelaste através do teu servo Jesus. A ti, glória para sempre.

4Da mesma forma como este pão partido havia sido semeado sobre as colinas e depois foi recolhido para se tornar um, assim também seja reunida a tua Igreja desde os confins da terra no teu Reino, porque teu é o poder e a glória, por Jesus Cristo, para sempRE.

POR ESTA FORMULA NAO E USADA NA MISSA::

Muito prezado Dr. Abelardo, salve Maria.

O senhor é o mais assíduo freqüentador do site Montfort, o que me dá uma alegria particular em responder suas questões.

A fórmula usada na Consagração pela Igreja é retirada diretamente das palavras de Jesus, nos Evangelhos e em São Paulo.

Essas fórmulas foram definidas por decisão infalível da Igreja e já não podem ser mudadas.

O texto apresentado é uma das fórmulas primitivas que a Igreja não adotou por sua pouca precisão, e por não repetirem exatamente o que disse Nosso Senhor na Última Ceia, ao instituir a Eucaristia.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Artigos Montfort: Que civilização queremos? - Padre Elílio Matos

Cartas: Palmadas x Provérbios - Lucia Zucchi

Cartas: Dom Fernando Rifan defende o pluralismo cultural e religioso! - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais