Montfort Associação Cultural

13 de fevereiro de 2010

Download PDF

Fomos da TFP mas a vida continua. Continua mesmo?

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Maxwell
  • Localizaçao: Santiago – Chile
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Profissão: Publicitario
  • Religião: Católica

Olá Sr. Fideli, antes de tudo gostaria de pedir a sua compreensao com alguns possiveis erros de acentuacao, o teclado em que escrevo esta para espanhol e portanto nao posso escrever cedilhas e tils..

Eu nao estou escrevendo essa carta para ser publicada para que outros leiam, do tipo que pergunta para que outros vejam minha pergunta… Essa carta é de mim para voce, de homem pra homem. Se voce achar útil para outras pessoas e quiser publicar, nao vejo problema, mas o que eu quero escrever é para voce diretamente.

Nao te conheco e tenho tanta informacao sobre voce quanto voce a meu respeito… Ja ouvi falar sobre voce, mas na maioria das vezes por um apelido infame, sequer pelo nome e cavalheiros devem tratar a todos pelo nome.

Eu fui da TFP, durante muito menos tempo do que o Sr. e saí por motivos muito menos sérios que os seus, no entanto, depois de 15 anos, ainda é forte meu sentimento quanto a marca que me deixou o condicionamento mental que vivi nos poucos anos que estive. Eu entrei com 16 anos e saí com 20.. hoje tenho 33.. e a pesar de que sao 4:00 am. estou aqui (com minha namorada dormindo enquanto eu leio seu site, lendo cartas que falam sobre a TFP.. na verdade eu fico querendo achar o que eu quero ler.. como algo que explique porque razao a TFP ou outras associacoes fazem o que fazem.

A pergunta que eu me faco nao é se a TFP ou outra associacao faz cultos a pessoas normais e sim PORQUE FAZEM? O Plinio tinha motivos, afinal, era sua mae, mas porque Joao Cla fazia isso a Lucilia? para contar pontos com Plinio? e depois usar a mesma mentalidade para si proprio? MAS PRA QUE?

Entenda minha linha de raciocinio..

Fazer isso é um pecado grave, pior do que fazer sexo com uma prostituta… porque no sexo com a prostituta voce termina e foram duas pessoas que desviaram dos caminhos morais.. MAS ESSE PECADO A QUE ME REFIRO, aniquila a vida de mutias pessoas em prol de um ideal inexistente utilizando-se indevidamente da palavra de Deus. (infringindo mandamentos da lei de Deus que vem antes do famoso Nao pecar contra a castidade).

ORA… se o individuo comete tal pecado, é porque o temor a Deus já nao existe a muito tempo, nesse caso, de que vale tanto poder se ao final a pessoa fica resumida a uma vida de “luxo” mas dentro de um mundo patético e cansativo? Pra que Plinio e Joao querem tal poder? pra terem uma comida melhor que os outros? para terem uma decoracao medieval no quarto? Onde ficam os outros prazeres? Nao sei se estou explicando direito, mas o que quero saber é o seguinte.. Se o Joao nao teme a Deus, nao seria mais interessante pra ele ter um emprego e “curtir a vida”?

Claro que eu entendo que chega um ponto na vida que a pessoa nao consegue sair da TFP porque nao tem mais o que fazer da vida… ele literalmente deu a vida para a associacao a um ponto que nao tem mais volta. Acredito que muitos calaboradores nao saem porque nao tem pra onde ir. Será que por isso, o Joao viu como unica forma de desfrute carnal a opacao de ter para si uma ordem religiosa? É muito mais facil de entender o que fez o Plinio, afinal ele ACREDITAVA no que falava.. mas voce e eu sabemos que o Joao nao acredita. Por essa razao eu nao tenho tanto ressentimento quanto ao Plinio, afinal… um homem quando acredita num ideal, seja ele qual for, tem o direito a lutar por ele, e juntarse a alguem entusiasmao é algo compreensível. Mas qual é o interesse do Joao?

Eu acredito que o Joao, voce e eu padecemos do mesmo mal. O mal de ter se entregue demais a uma viagem sem volta (no meu caso, dei mais sorte porque fiquei pouco tempo e minha vida continuou) no caso de voces é mais sério.. eu noto pela sua obra que voce é 90% TFP e te falo isso porque eu sei o que é deitar no travesseiro e pensar “PORQUE JOGUEI TANTO TEMPO FORA?” A gente tenta achar motivos pra acreditar que em parte valeu a pena, que deus vai nos recompensar. Mas é duro lembrar que Deus nao recompensa a gente do jeito que a gente quer. E QUEM GARANTE QUE PRA DEUS ISSO É ALGO TAO IMPORTANTE ASSIM A PONTO DE DAR UMA RECOMPENSA. A China tem 1.600.000 de habitantes numa civilizacao muito mais antiga que a nossa (a civilizacao de colonizacao europeia nem sequer é a maior do planeta) e nós estamos aqui acreditando que o único meio de salvacao é o catolicismo. (Eu sou católico, acredito em Jesus Cristo e por isso me questiono, porque acredito que me questionando, se chego a uma conclusao, ela vai me dar muito mais fundamentos para achar que estou no caminho certo.)

Nos tres padecemos do mesmo mal. Voce, Joao e eu. (eu gostaria até que ele recebesse essa carta), Ele vive viciado no que passou dentro da TFP, seu instinto de conservacao fez com que ele aderisse a Sempre Viva para poder sociabilizar no seu meio, crescer na carreira..
Eu acho que voce deve ter uma vida dificil quando para e olha pra tras e lembra que só tinha essa vida e ela lhe foi tirada. É como se tivesse sido desfigurado por um acidente. (a dor passa, mas a marca fica)
Eu vivo o mesmo, mas em uma escala bem menor e isso já me tras muitos transtornos, tanto para me relacionar quanto para viver em geral, imagino como para voce deve ter sido dificil e ainda é.

Eu gostaria de fazer uma lavagem cerebral hoje, já que voltar no tempo é impossível.

Eu era um rapaz bom, religioso, puro e perdi a pureza justamente entrando para a TFP e fui expulso (gracas a Deus) porque um membro, talvez vendo que eu questinava demais, armou uma armadilha para dizer que eu me relacionei com uma mulher (a qual ele me deixou voluntariamente dois dias a sos com ela).. de fato minha primeira relacao com uma mulher só fui ter depois que saí da TFP (e claro nao era com a tal pessoa, a qual até me caiu bem). Eu fui maltratado e discriminado em público, e saí a contra gosto, tentando me defender, explicando daquilo havia ocorrido (mal sabia que era o maior presente que estava recebendo).

Ainda hoje eu tento me livrar das manias adquiridas, do jeito rigoroso de ser com as pessoas, da maneira intransigente de discutir. Eu sinto muito prazer quando falo pra alguem a frase (voce tem razao, quando faco isso me sinto uma pessoa normal).

Imagino o que deve ter sido a sua vida, seus pensamentos.. afinal.. 30 anos é uma vida completa. Eles sugaram voce por completo e largaram a carga radioativa depois, carga que segue contaminando (pelo amor de deus nao estou querendo te ofender, so estou falando o que penso) as pessoas com o que voce ainda tras do espirito tefepista… Porque é impossível que vc ainda nao traga consigo o ranso dos mals habitos.

Porque a gente nao pode simplesmente fazer parte do rebanho de Deus? NAO, A GENTE TEM QUE INSISTIR EM SERMOS PROTAGONISTAS.. papel que naos nos foi concedidos mas que aprendemos na tfp que deviamos buscar. TEMOS QUE SER SOLDADOS.

Puxa vida, é tao lindo ver uma familia catolica de bons costumes simplesmente vivendo (isso nao é mediocridade, fora isso cada um tem consigo as proprias conquistas, a propria luta pessoa, eu estou me referindo quanto a comportamento externo). Qual é o problema de sermos modernos? um medieval é um moderno em relacao a outros tempos (e de costumes tambem questionaveis)

Eu acho que a santidade esta dentro da cabeca da gente, porque por mais “bons” que sejamos aos olhos dos outros (e ex. tefepistas sabem ser bons aos olhso dos outros), dentro das nossas cabecas a gente sabe muito bem o que faz.

Eu espero que sua luta pessoal tenha sido menos dificil do que eu imagino que deva ter sido, sei que voce pensa na tfp todos os dias (e nao me diga que nao).

Hoje eu tento raciocinar e tenho minhas proprias conclusoes… Nao gosto de tourada, nao gosto de missa carismatica, nao gosto de fanatismo religioso (sobretudo católico), nao gosto de obra do Plinio, mas tenho pena de quem ficou lá perdido naquela nave espacial sem contato com a terra. naquele submaniro preso ao fundo do oceano.. gente que saiu de suas vidas e nao pode regressar. Sei que voce tem uma obra hoje (ouvia muito falar de voce quando estava na TFP, como um mal exemplo é claro), um dia encontrei um “apostata” da tfp num onibus, ele era amigo meu, e falava agora sobre suas teorias IGUALZINHO, NO MESMO TOM, COM AS MESMAS CARACTERISTICAS que falava quando estava na TFP, foi muito triste porque aquele era um rapaz bom… imagina, se fazer parte da tfp é perda de tempo, quem dirá ficar falando mal da TFP.. é perda de tempo ao quadrado. Se eu nao tivesse mais o que fazer, talvez eu montasse uma associacao de ajuda a ex. tefepistas, com auxilio de moradia e psicologico.

Eu nao posso dizer que vivi nada de bom na tfp, porque catolico eu já era antes de entrar, alí dentro eu só aprendi a ser o oposto do que Jesus Cristo ensinou. Isso porque eu era um privilegiado, imagino as pessoas que era Eremitas Servidores… AQUILO SIM ERA SÉRIO, UM CRIME GRAVE, fazer uma pessoa entregar a vida a servior outros (como eu e voce) só porque era negro ou de menor capacidade intelectual é que é um absurdo. Nós tinhamos aulas, reunioes, praticavamos esporte enquanto eles só nos serviam. PORQUE ISSO? eles sequer recebiam salários. Se eu e voce temos motivos a reclamar, se o Joao Cla tem seus motivos (porque todo mundo tem um motivo para fazer o que faz), o que temos pra dizer dessas pessoas? gente que sequer se da conta do mal que lhe foi feito.

Hoje, o plinio esta no cemiterio da consolacao, enquanto um monte de gente esta nas sedes da TFP tentando encontrar sentido pra vida, enquanto o Joao e seu grupo estao tocando o barco tentando dar um novo significado pra suas vidas pessoais com o que restou de suas vidas (esses sao menos trsites que a TFP que tá moribunda, pelo menos estao mais vivos) enquanto isso esta aí voce com uma TFP light e estou aqui eu como muitos ainda traumatizados pela experiencia de um dia ter sido abordado para conhecer um lugar pra fazer Karate e tomar um bom lanche (isso pra um adolecente é quase um assédio sexual) para depois aos poucos ir sentindo remorso de coisas que a gente nem fazia com tanta maldade no coracao, até chegar ao ponto de pensar mal de transeuntes que estao batalhando por suas familias como sempre o rebanho de deus teve que fazer, cada um na sua luta pessoal. E nós aqui.

O Plinio claro foi um homem muito persuasivo em suas idéias e montou um império chamado TFP, e nós fomos seus instrumentos. Peoes num tabuleiro de chadrez. tabuleiro esse que estava jogado no canto da sala do mundo enquanto pensavamos que a grandeza da história passaria por nossos olhos sendo que o único que passou foi o tempo. Ainda bem que pra mim o trauma foi menor do que para outros, mas ainda assim marcou. Se eu pudesse voltar atras, com 100% de conviccao nao faria parte da FTP, com certeza eu seria um ser humano melhor. Tenho pena (sem ser perjorativo) de voce, porque 30 anos é demais.

Eu nao sei se voce me permite, mas de boa fé gostaria de te dar um conselho. Faca um retiro desespiritual, isso mesmo desespiritual, tente ficar um mes sem pensar em dogmas, professias ou batalhas espirituais, desfrutando apenas de prazeres simples como jogar uma partida de bilhar, tomar um banho de pscina (ou mar) e assistir um documentario sobre animais na TV. Isso vai te fazer bem e com certeza sua maneira de entender a Deus vai mudar. Porque para um ser (Deus) que criou coisas como a terra, com os continentes, a antartica, a amazonia, a sibéria, a lua, Jupter e cada canto que alí existe, imaginar que esse ser (Deus) esta preocupado se a gente toma uma cerveja ou duas é pensar que somos o centro do universo, é quase acharmso que somos semi deuses.. Fazemos parte de seus planos como um todo, nao como individuos (para isso temos livre arbitrio).

Anda a pescar, comer um pao com mortadela na beira de um lago, matando mosquitos com tapas, e esquece um pouco isso tudo.. se algum dia voce quiser, vem aqui pra casa (no chile) e a gente sai pra acampar num lugar onde voce vai S E N T I R que deus é MUUUUUUUUUUUITO mais do que esses assuntos técnicos (do tipo que perde um ano discutindo se o braco da Cruz de cristo era maior pro lado esquerdo do que pro direito) Era uma cruz e ponto, enquanto Jesus morria, o Oriente inteiro vivia o Budismo e as américas ainda iam viver 1500 anos de história entre florestas e animais exóticos.
Estar na cordilheira dos Andes te faz pensar que a vida vai muito alem de falar a vida inteira sobre o mesmo tema.
Quando eu morrer, se estiver com Deus, a primeira coisa que vou perguntar é porque Saturno tem anéis e o que ele achava dos meus trabalhos publicitarios, porque essa é minha vida, foi a limonada que fiz com o limao que ele me deu, E NEM VOU FALAR DE TFP COM ELE, de coracao, sem faltar com o respeito, mas prefiro pensar que vou poder perguntar se Ele ajudava ou nao, quando rezavamos para que o Brasil fizesse gol na copa e garanto que ele vai adorar conversar comigo. Eu acredito muito em Deus, mas nao achando que ele seja um ser assistencialista que fica num balcao recebendo pedidos. Aqui nessa vida, é cada um por si.. e nós dois, fomos usados, cabe a nós agora viver, porque a vida TEM que continuar. Espero que o Plinio esteja em bom lugar, junto a sua mae que ele tanto gostava.. ele saiu do jogo… o Joao, eu espero que tenha a sociedade desmembrada para que nao atrapalhe a vida de mais gente, voce eu espero que consiga se livrar dos traumas tefepitas e eu espero fazer uma boa pescaria nesse fim de semana.

Abraco forte..

Max.

Muito prezado Maxwel,
Salve Maria.

     Achei sua carta muito interessante e útil para muitos, pois ela me permitiria explicar o problema bem interessante que você coloca: por que foi feita a TFP por Plínio? Por que o João Scognamiglio Clá Dias faz uma cópia burlesca da burla que foi a TFP?

 

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli

 

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: “Associação Cultural N. S. de Fátima” Campanha Vinde Nossa - Orlando Fedeli

Cartas: Sacerdotes Arautos - Orlando Fedeli

Cartas: Alma de animais, Vaticano II, TFP e Montfort - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais