Montfort Associação Cultural

24 de janeiro de 2005

Download PDF

Fé e razão

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: anonimo
  • Localizaçao: – Brasil

Por gentileza, explique algo sobre: a fé não pode ser produzida pela mente humana.

A Fé é a virtude pela qual aceitamos tudo o que Deus nos revelou e que a Igreja nos ensina.

Nós recebemos a Fé como dom e virtude já no Batismo.

Durante nossa vida, podemos aumentar a nossa Fé, por meio de atos de submissão da inteligência ao que Deus revelou, e que a Igreja ensina, compreendendo que Deus, sumamente Bom e Verdade infinita, nem pode se enganar, e nem pode nos enganar.

A Fé nos dá uma certeza firmíssima da verdade revelada.

A Fé não é contra a razão. Pelo contrário, ela sempre auxilia a razão a ver melhor a realidade. A Fé é como uma luz que nos ajuda a ver, quando a noite cai. A noite caiu sobre os olhos dos homens, quando Adão pecou. Desde então, a razão é “miope”, e precisa dos “óculos” da Fé para ver melhor a realidade, porque esta é harmônica ao mundo sobrenatural, que a razão, de si, não pode alcançar.

Hoje em dia, os homens se debatem nas trevas da ignorância e da infidelidade, e caem em dois erros opostos:

1) o Racionalismo cientificista;

2) O Irracionalismo gnóstico.

O racionalismo pretende que a razão humana é capaz de compreender tudo. Ora, isto é um absurdo. Vejo que minha razão é limitada, e que há muitos problemas que sou incapaz de compreender. (Ah!… a Química Orgânica! Que sofrimento!)

Com o devido respeito, também o(a) senhor(a), como todo indivíduo, constata que sua capacidade de entender é limitada.

A razão humana é limitada. Por isso, como diz um autor insuspeito, Karl Popper, em “A Sociedade Aberta e seus inimigos“, “o racionalismo é uma fé irracional na Razão”.

Foi o racionalismo cientificista que construiu o nosso mundo insuportável, e que produziu o século XX, com todos os seus crimes e horrores.

Caindo então no extremo oposto, alguns afirmam que a razão é má em si mesma, que ela engana o homem. O que é falso. A razão é boa, pois nos foi dada por Deus. Mau é o racionalismo, isto é, a adoração da Razão.

O Irracionalismo tornou-se moda após a queda do Muro de Berlim, isto é, da queda do sistema racionalista mais extremado e totalitário produzido pela razão humana desvairada, em auto adoração. Jogou-se Marx na lata do lixo. Passou-se a crer em duendes, Tarot, Astrologia, e a ler os delírios irracionalistas de Paulo Coelho. Clinton o lê. O que dá a medida de valor dos dois.

O irracionalismo gnóstico está na moda, como substituto do racionalismo, seu irmão xipófago e dialético.

Só a Fé equilibra a razão humana. Só a Fé Católica – a única Fé verdadeira – pode salvar o mundo, quer do racionalismo cientificista e utópico, quer do irracionalismo romântico que delira, com o desejo de retorno ao paraíso, por meios oníricos.

Fujamos destes dois erros pestíferos: do Racionalismo e do Irracionalismo.

E roguemos a Deus Nosso Senhor, como rogava o cego de Jericó: “Domine, ut videam, Domine”! (Senhor, que eu veja, Senhor!)

Espero ter ajudado em algo. Se necessitar de alguma elucidação maior, escreva-me de novo.

Recomendo-lhe que reze a Nossa Senhora, pedindo que Ela lhe obtenha de Cristo, seu Filho, a graça da Fé.

Ut videas!

In Corde Jesu, semper,

Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: O nosso cérebro está programado para acreditar em Deus? - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: Mas que gente ignorante… - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: Algumas coisas mais sobre Galileu - Emerson Chenta

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais