Montfort Associação Cultural

27 de janeiro de 2005

Download PDF

Existência do demônio

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Anderson
  • Idade: 19
  • Localizaçao: Montes Claros – MG – Brasil
  • Escolaridade: 2.o grau em andamento
  • Religião: Católica

Gostaria de saber se o demônio existe ou não e o que a igreja pensa sobre isso?
Pois sou um dos coordenadores diocesano da Evangelização 2000 de minha cidade e a evangelização 2000 além de evangelizar de casa em casa promove vários cursos e um deles é o (Fé e Doutrina) no qual aborda vários ensinos como escatolôgia,eclesiolôgia,cânon bíblico e muitos outros.
E teve aqui na diocese uma conferência de parapsicolôgia com Pe. Juarez dicípulo de Pe. Quevedo e o Bispo nos indicou a fazer só que um dos assuntos que ele falou ele disse que o demônio não existe e no qual nós debatemos e falamos que existe com tais argumentos corretos que PauloIV falou em escatedra que não só existe como é uma pessoa e também o concilio de Latrão fala que existe e a pessoa que não acreditar seja anatéma mas ele falou que Paulo IV falou por causa de uma revelação e que o concilio de Latrão é muito antigo e falou que não estava falando nada se não fosse de acordo com a igreja mais especifico a CNBB e que estava falando em nome da igreja Católica e que ela omite por causa da polé mica que iria dar. E o que vocês me dizem?

Prezado Anderson,
salve Maria !

Você vê, caro Anderson, como esse tal padre Juarez, discípulo do Padre Quevedo, está errado. Para ele o IV Concílio de Latrão já não valeria mais porque é muito antigo… E como pode ele dizer-se cristão se Cristo ensinou há muito mais tempo que o concílio de Latrão? Para esse padre, a verdade mudaria com o tempo. Ora, a verdade não muda jamais. Cristo nos ensinou que passarão os céus e a terra, mas que suas palavras não passariam jamais.

Foi o próprio Cristo que falou na existência de demônios e que os expulasava dos possessos.

Para esse padre, o Evangelho é que estaria errado. Certo seriam ele e o tal Padre Quevedo. É muita arrogância e pretensão.

Aliás, o Papa João Paulo II em suas últimas encíclicas tem condenado o relativismo que afirma que a verdade muda.

Esse Padre Juarez diz que fala em nome da CNBB, quando ele tem a obrigação de ensinar o que Cristo, a Igreja e o Papa tem sempre ensinado: QUE A VERDADE NÃO MUDA, E QUE O DEMÔNIO EXISTE.

In Corde Jesu, semper,

Orlando Fedeli

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Ái dos ricos… em - Orlando Fedeli

Oração e Vida Espiritual: Nono Domingo depois de Pentecostes

Cartas: Um leigo pode fazer orações durante a Santa Missa? - Marcelo Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais