Montfort Associação Cultural

20 de junho de 2005

Download PDF

Evangelhos Apócrifos e Inquisição

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Carlos
  • Localizaçao: – Brasil

Como podemos dizer que a igreja pode ou não dizer se algo os evangelhos apócrifos são falso ou não, pelo que me consta (apesar de católico) esta mesma igreja que diz que os evangelhos apócrifos são falsos é a mesma que excomungou galileu quando ele disse que a terra não era o centro do universo, a mesma que na época da inquisição queimou pessoas dizendo-as bruxas ? Como podemos acreditar neste poder de julgamento ?

Carlos

Prezado Carlos, salve Maria.

O que você nega é a infalibilidade e a indefectibilidade da Igreja.

Cristo prometeu a São Pedro que lhe daria as chaves do Reino dos Céus, e que as portas do inferno não prevaleceriam sobre Pedro e seu sucessores. Isto significa que Cristo prometeu a São Pedro e aos Papas que jamais eles errariam ao ensinar algo sobre Fé e moral, para toda a Igreja, quando usassem o poder dado por Cristo, e definindo uma questão, ensinando algo, ao mesmo tempo em que excomungassem a tese contrária.

Por isso foi a Igreja que, usando o poder dado por Cristo, decidiu que livros eram inspirados por Deus, e quais não o eram. Os livros apócrifos, que se pretendiam inspirados, e não o eram, contém erros gravíssimos contra a fé, o que comprova que a Igreja acertou bem em condená-los.

Quanto ao caso Galileu, você repete os slogans que os inimigos da Igreja inventam sobre ele. Recomendo-lhe que leia o livro de Pietro Redondi sobre o caso Galileu para ter uma idéia do que aconteceu (“Galileu Herético”, P. Redondi, Companhia das Letras).

Alás, não foi Galileu que disse que a terra não é o centro geométrico do Universo.

O que ele defendeu, em matéria astronômica, foi a rotação da terra, e usando um argumento falso: o das marés.

Você veja que muitos hoje afirmam, bem erroneamente, que o universo é infinito. Ora, se ele fosse infinito, não teria um centro, pois só o que é finito pode ter propriamente um centro.

Ademais, a palavra centro tem várias acepções. Por exemplo, pode significar o lugar mais importante, e não o centro físico. Veja: São Paulo é o verdadeiro centro do Brasil, e não está no centro geográfico do nosso país. NovaYork é o maior centro dos USA e está no seu litoral atlântico. A Europa é o centro do mundo e, entretanto, não é o centro geográfico dele.

Por isso, atrevo-me a lhe dizer que a terra, por ser o único astro habitado e habitável, é realmente o centro do Universo. E que chiem de raiva os que sonham com ETs.

Também você erra ao dizer que a Inquisição queimava bruxas.

A Inquisição existiu na Idade Média para combater os hereges, especialmente a heresia cátara que era contra o casamento e a procriação. Talvez você desconheça, mas a Inquisição era feita especialmente para vigiar o que ensinavam os padres.

Casos de bruxas ocorreram, mas depois da Idade Média. E houve mais casos de perseguição a bruxas em países protestantes do que em paises católicos.

Por outro lado, se você ler o livro de Carlo Guinsburg sobre os feiticeiros do norte da Itália — os benandanti — e a Inquisição, verá que a Inquisição não condenou quase nenhum, ou nenhum deles — já não me recordo da leitura desse livro — à morte.

Assim como Cristo, a Igreja, na História, é caluniada. Tome pois cuidado em não gritar para que ela seja crucificada, e para que seja libertada a “igreja de Barrabás”.

In Corde Jesu, semper,

Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Livros sobre Inquisição - Orlando Fedeli

Cartas: Quero Parabenizar a todos do site Monfort

Cartas: Inquisição e pena de morte - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais