Montfort Associação Cultural

12 de novembro de 2004

Download PDF

Evangelho apócrifo de São Tomé

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Virgílio
  • Idade: 49
  • Localizaçao: Manaus – AM – Brasil
  • Escolaridade: Superior concluído
  • Religião: Católica

Gostaria de espresssar minha opinião sobre a mane ira autoritária com que as idéias contidas nos versículos do Evangelho considerado Apócrifo pela Igreja, foram interpretadas e rebatidas.

Encontrar Deus em qualquer lugar, mesmo debaixo d e uma pedra seria natural já que se considera que Deus é onipresente. Unir de tal forma a se tornar apenas um é o propósito de toda a humanidade, o homem corresponde à humanidade.

O que aparentemente destoa é o tratamento dispensado à mulher.

Dentro do seu ponto de vista, que parece represe ntar o ponto de vista da igreja, os pontos que foram simplesmente classificados como coisa inconseguente e herege, até com uma certa superioridade e descaso, podem ser interpretados de maneira mais lógica. Não há pontos positivos dessa obra para vocês? Para mim, nestes pontos negativos que foram apresentados, vejo coisas positivas. Não adianta interpretar as coisas de forma a manter a coerência das instituições existentes. A verdade é uma só e é para todos. Gostaria que ao ver criticas a uma idéia ou suposto fato, que esta fosse feita de maneira sequencial, e lógica; isto convencerá mais.

é meu ponto de vista, sem querer ofender, existem mais coisas inexplicáveis do que as explicáveis. Acredito que nosso conhecimento é ainda muito pequeno e ainda estamo s na idade média negra. Muita luz virá e muitos conceitos e dogmas serão derrubados. è o que acredito.

Prezado Virgílio, Salve Maria!

Certamente, Deus está em toda a parte, mas “estar” pode ter muitos sentidos. Deus está até no inferno, por meio de sua justiça. Deus está numa pedra, mas não substancialmente, mas apenas pela ordem atômica própria do mineral, ordem que Deus colocou na pedra. Ele está na pedra pelas leis físicas a que a pedra tem que obedecer. Mas isto não significa que Deus esteja realmente presente na pedra. Deus está presente na alma de um batizado, pela graça santificante, enquanto ele não pecar mortalmente. Ele está presente pessoalmente na Sagrada Hóstia, com seu Corpo, Sangue, Alma e Divindade.

Assim, a frase do Evangelho Apócrifo de São Tomé é de caráter gnóstico, quando faz Deus dizer que levantando-se uma pedra se O encontra.Você me escreve: “Não há pontos positivos dessa obra para vocês? Para mim, nestes pontos negativos que foram apresentados, vejo coisas positivas”.

Meu caro Virgílio, procurar pontos positivos num sorvete envenenado é loucura. Quantos mais pontos positivos tivesse um sorvete envenenado, mais perigoso ele será.

Quando você vai ao dentista, se ele encontra uma só cárie em seus dentes, por acaso você se zanga com ele, dizendo-lhe que ele deveria procurar só os pontos positivos em seus dentes e não o único ponto negativo?

Uma reação desse tipo, sim, é que seria infantil ilógica. E a Idade Média só foi negra para os “morcegos” espirituais. Para os homens de má vontade a luz é treva. Por isso Deus disse: “Ai de vós, que chamais ao mal bem, e ao bem mal; ai de vós que tomais a luz por treva, e a treva por luz; ai de vós, que tendes o amargo por doce, e o doce por amargo ” (Is. V, 20 ).

Não lhe guardando mágoa, e desejando elucidá-lo, (caso o queira, escreva-me) me despeço amistosamente,

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

Replica

Prezado Sr.

Bem se diz que religião não se discute e que cada um tem o Deus que merece. Só queria registrar que se Deus tivesse a sua mesma idéia de que seria perda de tempo procurar coisas boas no meio das ruins ( exemplo do sorvete) ele já teria destruído a humanidadepois o que mais se faz neste mundo é garimpar pessoas de bem no meio de um mar de ignorância. E olhe que muitos são encontrados.

Boa Tarde.

Sem mágoas que fique cada um com seus conceitos e suas referências que julgar corretas. Para mim não é suficiente estar escrito na Bíblia, é preciso ser coerente.

Muito prezado Virgílio, Salve Maria!

Tudo o que Deus fez é bom. Nós é que usamos mal os bens que Deus bondosamente nos deu. E nós abusamos desses bens.

Você sabe que Deus fez os pássaros e os peixes no quinto “dia” da Criação.

E por que fez ele, na mesma época, os pássaros e os peixes?

Porque os pássaros representam os bons, pois que cantam a glória de Deus, e voam nos ares para o céu. E os peixes, jamais cantam, são mudos, e vivem nas profundezas do mar amargo. Por isso, os peixes simbolizam os pecadores, que não cantam louvores a Deus Nosso Senhor, e vivem na amargura do pecado.

Mas Deus criou a todos, pássaros e peixes, santos e pecadores.

Foi por isso, também, que Jesus convocou pescadores como Apóstolos, fazendo deles pescadores de homens pecadores.

O diabo, não, o diabo é chamado de caçador, pois que ele procura captar os “pássaros” — os bons– que voam nos céus, cantando a glória de Deus. Daí estar escrito nos Salmos: “Minha alma , como um pássaro escapou do laço do caçador” (do diabo)(PsCXXIII, 7).

Por isso, o dever de cada católico é o de “pescar” almas nos abismos do mar. O dever de cada católico é o de garimpar pepitas de ouro, isto é, de procurar, no meio da ganga dos pecados as almas dos pecadores feitas à imagem de Deus.

E é o que tenho procurado fazer em toda a minha vida, dando aulas. E mesmo agora, no site Montfort.

Mas para isso, tenho que dizer aos que não conhecem a única verdade, que só a Igreja Católica possui. Por isso não é permitido deixar “cada um com seus conceito”, como você me sugere. A verdade é uma só, e, se a tenho, devo dá-la.

É o que tentei fazer com você.

Quando estiver disposto e pronto a conhecê-la, procure-me, que o ajudarei, com muita alegria no que puder.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Conseqüências da excomunhão - Orlando Fedeli

Cartas: O que se deve ensinar na catequese? - Orlando Fedeli

Cartas: Plebiscito da pena de morte

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais