Montfort Associação Cultural

17 de janeiro de 2005

Download PDF

Episcopisas

  • Consulente: Ricardo
  • Localizaçao: Belo horizonte – MG – Brasil

Caros Senhores,

Não sou favorável ao sacerdócio feminino, e por isso gostaria de saber qual era exatamente a função das episcopisas no cristianismo primitivo. Não era uma função sacerdotal, suponho.

Aproveito para lembrar que a comunhão sob duas espécies, se for mesmo incentivada pelo novo missal, pode ser uma boa oportunidade para obrigar os fiéis a voltar a comungar na boca (seria o cúmulo receber comunhão sob duas espécies na mão).

Grato,

Ricardo

Muito prezado Ricardo, salve Maria.

Não conheço esse fato sobre o qual você me indaga. Nunca ouvi falar de episcopisa. Isso parece simplesmente inventado.

Você tem razão plena ao dizer que isso, se existiu,– do que duvido — possa ter sido uma função eclesiástica.

Ainda hoje tomei conhecimento do seguinte documento de João Paulo II:

Portanto, para que seja excluída qualquer dúvida em assunto da máxima importância, que pertence à própria constituição divina da Igreja, em virtude do meu ministério de confirmar os irmãos (cfr Lc 22,32), declaro que a Igreja não tem absolutamente a faculdade de conferir a ordenação sacerdotal às mulheres, e que esta sentença deve ser considerada como definitiva por todos os fiéis da Igreja.” (http://www.vatican.va/holy_father/john_paul_ii/apost_letters/documents/hf_jp-ii_apl_22051994_ordinatio-sacerdotalis_po.html)

Nunca houve e nunca poderá haver ordenação de mulheres. Portanto jamais houve episcopisas, isto é mulheres Bispos.

Quanto a comunhão sob duas espécies, você já pensou, quantos abusos poderá causar? E quantas gotas do sangue divino podem ser jogadas ou derramadas no chão? Por outro lado, uma das determinações do papa que estão para sair, conforme já foi publicado, é a de que todo fiel tem direito de receber a comunhão na boca.

Rezemos pelo Papa que está sendo muito atacado por condenar sacrílegos abusos.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais