Montfort Associação Cultural

4 de janeiro de 2013

Download PDF

Epifania do Senhor: Liturgia

Fonte: Missa Tridentina na Paróquia São Sebastião 

EPIFANIA DE NOSSO SENHOR

1ª Classe – Paramentos Brancos

 


 

Santos do dia: Santos Reis Magos

Epístola extraída do Livro de Isaías 60, 1-6.
Levanta-te, enche-te de luz, Jerusalém, porque chegou a tua luz, e a glória do Senhor nasceu sobre ti. As trevas cobrirão a terra, e a escuridão os povos; sobre ti, porém, nascerá o Senhor, e a sua glória será vista em ti. As nações caminharão à tua luz, e os reis ao resplendor da tua aurora. Levanta os olhos à tua volta, e repara: Todos estes se reuniram para virem até junto de ti; teus filhos virão de longe, e tuas filhas surgirão de todos os lados. Então verás e estarás na abundância; o teu coração espantar-se-á, e ficará fora de si, quando se encaminharem para ti as riquezas do mar, e o poder das nações vier ter contigo. Ver-te-ás inundada de uma multidão de camelos, de dromedários de Madiã e de Efa; todos virão de Sabá, trazendo-te ouro e incenso, e publicando os louvores do Senhor.
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 2, 1-12.

Tendo, pois, nascido Jesus, em Belém de Judá, reinando o rei Herodes, eis que uns Magos chegaram do Oriente a Jerusalém, perguntando: “Onde está o Rei dos judeus, que nasceu? Porque nós vimos a sua estrela no Oriente, e viemos adorá-Lo.” Ouvindo isto o rei Herodes, perturbou-se, e toda (a cidade de) Jerusalém com ele. Convocando, por isso, todos os príncipes dos sacerdotes e os escribas do povo, perguntou-lhes onde devia nascer o Cristo. E eles disseram-lhe: “Em Belém de Judá, porque assim está escrito no profeta: ‘E tu, Belém, terra de Judá, não és a mais pequena de entre as principais (cidades) de Judá, porque de ti sairá o chefe que há de comandar Israel, meu povo.’” Então Herodes, tendo chamado secretamente os Magos, inquiriu deles cuidadosamente, desde há quanto tempo lhes tinha aparecido a estrela; e enviou-os a Belém, dizendo: “Ide e informai-vos cuidadosamente do Menino; e, quando o encontrardes, comunicai-me, a fim de que também eu o vá adorar.” E eles, tendo ouvido as palavras do rei, partiram; mas eis que a estrela, que tinham visto no Oriente, ia diante deles, até que, chegando sobre (o lugar) onde estava o Menino, parou. Ao verem (novamente) a estrela, ficaram possuídos de grandíssima alegria. E, entrando na casa, encontraram o Menino com Maria, sua mãe, e, prostrando-se, O adoraram; e, abrindo os seus tesouros, ofereceram-Lhe presentes: ouro, incenso e mirra. E tendo recebido aviso, em sonho, para não voltarem por Herodes, regressaram por outro caminho ao seu país.

Traduções das leituras extraídas do Missal Quotidiano por Pe. Gaspar Lefebvre OSB (beneditino da Abadia de Santo André) – Bruges, Bélgica: Biblica, 1963.

Comentário ao Evangelho do dia feito por

São João Crisóstomo (c. 345-407), bispo de Antioquia e depois de Constantinopla, doutor da Igreja
Homilias sobre o Evangelho de Mateus, n°7, 5 (do site Per Ipsum, tradução cf. site Evangelho Quotidiano. Acesso em 02/01/2013, às 22:10h).
Sigamos os magos
Levantemo-nos, a exemplo dos magos. Deixemos que o mundo se perturbe; nós, porém, corramos com alegria à morada do Menino. Ainda que os reis ou os povos se esforcem por nos barrar o caminho, não abrandemos o nosso fervor, afastemos todos os males que nos ameaçam. Se não tivessem visto o Menino, os magos não teriam escapado ao perigo que corriam por parte do rei Herodes. Antes de terem tido a felicidade de O contemplar, eram assaltados pelo temor, estavam rodeados de perigos e mergulhados em dificuldades; depois de O terem adorado, a calma e a segurança instalaram-se-lhes no coração. [...]
Deixemos pois, também nós, uma cidade em desordem, um déspota sedento de sangue, todas as riquezas deste mundo, e vamos a Belém, a «casa do pão» espiritual. Se és pastor, vem ao estábulo e aí verás o Menino. Se és rei, de nada te servirão as vestes faustosas e todo o brilho da tua dignidade se não vieres. Se és um homem de ciência como os magos, de nada te servirão os teus conhecimentos se não vieres apresentar os teus respeitos. Se és um estrangeiro, ou um bárbaro, serás admitido na corte deste rei. [...] Basta vires com temor e alegria, os dois sentimentos que habitam um coração verdadeiramente cristão. [...]

Antes de vires adorar este Menino, abandona tudo aquilo que te pesa. Se és rico, deposita o teu ouro a Seus pés, ou seja, dá-o aos pobres. Estes estrangeiros vieram de muito longe para contemplar este recém-nascido; como poderás [...] recusar-te a dar alguns passos para visitar um doente ou um prisioneiro? [...] Os magos ofereceram os seus tesouros a Jesus, e tu não tens sequer um pedaço de pão para Lhe dar? (Mt 25,35ss). Quando viram a estrela, o coração encheu-se-lhes de alegria; e tu vês Cristo nos pobres, a quem tudo falta, e passas de lado, não te sentes emocionado?

Publicações relacionadas

Oração e Vida Espiritual: 23/02/2014: Domingo da Sexagésima

Oração e Vida Espiritual: Domingo da Quinquagésima

Oração e Vida Espiritual: Segundo Domingo após a Páscoa: Domingo do Bom Pastor

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais