Montfort Associação Cultural

19 de maio de 2005

Download PDF

Dr. Plinio – in memorian

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Rodrigo Jorge da Silva Arantes
  • Idade: 29
  • Localizaçao: Belo horizonte – MG – Brasil

Sr. Orlando,
Uma pessoa que se diz católico e fundador de uma associação com este fim, a Monfort, como pode não respeitar a memória dos mortos? Ensina-nos a Santa Igreja e também as normas da boa educação que “dos mortos, só se deve falar bem!” Ou pelo menos, lembrar os fatos edificantes de sua vida, desejando-lhes o descanso eterno! Não lhe pesa a consciência, ou o senhor não tem o mínimo senso de ética para falar do saudoso Prof. Plinio Corrêa de Oliveira e de sua digna mãe? Se a TFP lhe fez tanto mal como o senhor diz, por que não prefere esquecê-la ao invés de tratar dela exaustivamente, dando-lhe cadeira cativa nesse site? Lendo os tópicos e matérias de seu site, vejo que o que o senhor supostamente ensina como doutrina sua, é a mesma defendida por Dr. Plinio. Então, qual a razão do ódio que nutre por ele? Plinio Corrêa de Oliveira recebeu durante a sua vida inúmeras aprovações da Santa Igreja. Seus livros diversas vezes receberam menções de louvor, como a carta que recebeu do papa Pio XII, subscrita pelo então Monsenhor Montini, futuro papa Paulo VI. O sr. já recebeu alguma carta de louvor do Papa? Dr. Plinio em 87 anos de vida não fez outra coisa senão defender os nobres ideais da Santa Igreja Católica e da Civilização Cristã no Brasil e no mundo. Sua insinuação de que ele e a TFP tinham alguma relação com a Maçonaria é totalmente infundada, fantasiosa e decepcionante. Desculpe-me, mas chega a ser infantil para um professor. Lembra os antigos que para amedrontarem as crianças, diziam que existia bicho papão! Eu também fui da TFP, de 1990 a 1999, quando migrei para a então Associação Cultural de Nossa Senhora de Fátima. A excelente revista “Dr. Plinio” não desapareceu, como o sr. ingenuamente crê, sou assinante dela e acabo de receber a sua edição de abril. Tive a honra e o prazer de conheceri pessoalmente Dr. Plinio e também o Sr. João Clá, a quem o sr. também ataca gratuita e infundamente. Não há e nunca houve ladainha ao Sr. João. O mesmo nunca permitiu qualquer manifestação de veneração a sua pessoa, como a que merecem os santos. Seja imparcial e por favor, publique em seu site essa minha mensagem. Atenciosamente,
Rodrigo Jorge

Muito prezado Jorge,
Salve Maria!
 
    Devemos até rezar por aqueles que nos fizeram mal. Mas, se o que eles fizeram continua enganando incautos, devemos denunciar esse mal.
    Por acaso Dr. Plínio falava bem dos mortos que em suas vidas haviam agido contra a Fé?
    Dr Plínio não tem cadeira cativa no site Montfort. Tomara que ele não tenha cadeira cativa noutro lugar, mas que goze da liberdade dos filhos de Deus.
    Se agora falo dele, é por que você me perguntou. E o ódio que você me atribui a mim não existe, garanto-lhe.
    “Monsieur, je n´ai point des sentiments si bas!”
    Graças a Deus nunca tive aprovação de Monsenhor Montini, e nem quisera tê-la.
    E já que você conhece tão bem a vida de Dr. Plínio, você poderia me informar como ele conseguiu ser nomeado professor de História no Colégio Universitário da Faculdade de Direito de São Francisco, na cadeira fundada por Júlio Frank? Quem o nomeou?
    Por que o nomearam, se ele nunca estudara História?
    Você me acusa de ter a mesma doutrina de Dr. Plínio.
    Essa acusação vai me forçar a lhe provar o contrário…
    E caso eu prove o contrário, você me acusaria então de dar a Plínio Corrêa de Oliveira cadeira cativa no site Montfort?
    Você é que o está de novo introduzindo neste site.
    Você não é o primeiro que me desafia dizendo que ensino o que aprendi com PCO.
    Olhe, que lhe provarei que não…
    Quanto à publicação de sua carta, com muito gosto a publico.
 
In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli
 
PS 1. Fico contente em que você informe que a Revista Dr. Plínio continua a ser editada. Será que eu poderia recebê-la?…

PS 2: Fidelium animae per misericordiam Dei requiescant in pace. Amen. OF

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: TFP e Montfort - Orlando Fedeli

Cartas: Sacerdotes Arautos - Orlando Fedeli

Cartas: Cultos e sucessões na seita TFP - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais