Montfort Associação Cultural

29 de dezembro de 2013

Download PDF

Domingo na Oitava de Natal

Fonte: Missa Tridentina na Paróquia São Sebastião, Campo Grande

Santo do dia: São Tomás de Cantuária (ou Tomás Beckett).

Epístola de São Paulo Apóstolo aos Gálatas 4, 1-7.
Irmãos: Enquanto o herdeiro é criança, em nada difere de um servo, ainda que seja senhor de tudo; mas está debaixo dos tutores e procuradores, até ao tempo determinado pelo pai: assim também nós, quando éramos crianças, éramos servos dos elementos do mundo. Quando, porém, chegou a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, feito da mulher, nascido sob a lei, a fim de remir aqueles que estavam sob a lei, para que recebêssemos a adoção de filhos. E, porque sois filhos, mandou Deus aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Abba: isto é: Pai. Portanto, já nenhum de vós é servo, mas filho; e, se é filho, também é herdeiro da parte de Deus.
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 2, 33-40.
Naquele tempo: José e Maria, Mãe de Jesus, estavam admirados das coisas que d’Ele se diziam. Simeão, abençoou-os, e disse a Maria, sua Mãe: “Este Menino trará a queda e o ressurgimento de muitos em Israel, e será uma bandeira de contradição. E uma espada trespassará a tua alma, a fim de se descobrirem os pensamentos escondidos nos corações de muitos.” Ora, havia também uma profetisa chamada Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser; estava em idade muito avançada, e tinha vivido sete anos com o seu marido, desde a sua virgindade. Tendo permanecido viúva até aos oitenta e quatro anos, nunca se afastava do Templo, servindo a Deus, noite e dia, com jejuns e orações. Sobrevindo ela nesta mesma ocasião, louvava o Senhor, e falava d’Ele a todos os que esperavam a Redenção de Israel. Em seguida, depois que cumpriram tudo, segundo o que mandava a lei do Senhor, voltaram para a Galileia, para a cidade de Nazaré. Entretanto, o Menino crescia e robustecia-se, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava n’Ele.
Traduções das leituras extraídas do Missal Quotidiano por Pe. Gaspar Lefebvre OSB (beneditino da Abadia de Santo André) – Bruges, Bélgica: Biblica, 1963 (com adaptações).
Comentário ao Evangelho do dia feito por
Pe. Leonhard Goffiné (1648-1719), cônego regular premostratense
Manual do Christão, pág. 270 – Rio de Janeiro: Casa Central dos Padres Lazaristas, 1951.
Por que tanto se admiravam Maria e José?
Não lhes vinha, a Maria e José, a admiração e pasmo de lhes ter o velho Simeão anunciado coisa alguma ignorada que dissesse ao divino Infante que bem lhes tinha Deus declarado o seu segredo; admiravam, porém e gozavam-se por ver que Deus revelara a Simeão e a outros justos o mistério do Salvador recém-nascido. Alegremo-nos, também nós, quando vemos que chegou algum nosso irmão ao conhecimento das divinas verdades, e apresemos, pelos meios a nosso alcance, seu progresso na ciência da salvação.
Para ruína de quem veio Cristo Senhor nosso?
Para ruína e condenação daqueles que, ou não querem usar ou abusam das suas graças e ensinos, que não querem nEle acreditar, ou se acanham de confessá-lo publicamente como Redentor que reconhecem; daqueles, enfim, que não se ajustam sua vida à sua fé; dos tais pior e mais grave será o pecado do que o seria, se não se encarnasse o Filho de Deus.

Publicações relacionadas

Notícias e Atualidades: Peregrinação 2013 do Summorum Pontificum a Roma

Oração e Vida Espiritual: Quarto Domingo do Advento: Liturgia Tridentina

Oração e Vida Espiritual: Livretos para a Semana Santa no Rito Tridentino

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais