Montfort Associação Cultural

9 de fevereiro de 2014

Download PDF

Domingo, 09/02/2014: Leituras e Comentário ao Evangelho

Fonte: Missa Tridentina na Paróquia São Sebastião, Campo Grande

5º DOMINGO APÓS EPIFANIA

 

2ª Classe – Paramentos Verdes
Para ler/baixar o Próprio desta Missa, clique aqui.
Santos do diaSão Cirilo de Alexandria., Santa Apolônia.

Epístola de São Paulo Apóstolo aos Colossenses 3, 12-17.
Irmãos: Sendo vós escolhidos de Deus, santos e queridos, revesti-vos de entranhas de misericórdia, de benignidade, de humildade, de modéstia, de paciência; sofrendo-vos uns aos outros, e perdoando-vos mutuamente, se algum tem razão de queixa contra o outro, assim como o Senhor vos perdoou a vós, assim também vós deveis perdoar aos outros. Mas, sobre tudo isto, tende caridade, que é o vínculo da perfeição; e triunfe em vossos corações a paz de Cristo, à qual também fostes chamados para formar um só corpo; e sede agradecidos. Que a palavra de Cristo habite em vós abundantemente, de tal modo que vos instruais e admoesteis uns aos outros, em toda a sabedoria, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando, sob a ação da graça, em vossos corações, a Deus. Tudo o que fizerdes, em palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus Cristo, dando por Ele graças a Deus Pai.
Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 13, 24-30.
Naquele tempo: Propôs Jesus ao povo esta parábola: “O reino dos céus é semelhante a um homem que semeou boa semente no seu campo. Porém, enquanto os homens dormiam, veio o inimigo, e semeou joio no meio do trigo, e foi-se. Tendo crescido a erva e dado fruto, apareceu então também o joio. Então os servos do pai de família foram ter com ele, e disseram-lhe: ‘Senhor, porventura não semeaste tu boa semente no teu campo? Donde veio, pois, o joio?’ E ele disse-lhes: ‘Foi o inimigo quem fez isto.’ Os servos disseram-lhe então: ‘Queres que vamos arrancá-lo?’ Ele respondeu-lhes: ‘Não; para se não dar o caso de acontecer que, arrancando o joio, arranqueis também o trigo: Deixai crescer uma e outra coisa até à ceifa, que no tempo da ceifa direi aos segadores: colhei primeiramente o joio, e atai-o em molhos para o queimar; o trigo, porém, recolhei-o no meu celeiro.”
Traduções das leituras extraídas do Missal Quotidiano por Pe. Gaspar Lefebvre OSB (beneditino da Abadia de Santo André) – Bruges, Bélgica: Biblica, 1963 (com adaptações).
Comentário ao Evangelho do dia feito por
Beato John Henry Newman (1801-1890), padre, depois bispo e cardeal; fundador da Congregação do Oratório na Inglaterra
Sermões pregados em várias ocasiões, n°9, 2.6 (disponível no site Evangelho Quotidiano, apud Per Ipsum)
“Deixai um e outro crescer juntos, até à ceifa”
Há escândalos na Igreja, coisas repreensíveis e vergonhosas; nenhum católico poderá negá-lo. Ela sempre incorreu na censura e na vergonha de ser mãe de filhos indignos; ela tem filhos que são bons e tem muitos mais que são maus. [...] Deus poderia ter instituído uma Igreja pura; mas previu que o joio semeado pelo inimigo permaneceria com o trigo até à ceifa, até ao fim do mundo. Afirmou que a Sua Igreja seria semelhante a uma rede de pescador “que apanha toda a espécie de peixes”, que apenas são separados à noite (Mt 13,47ss). Indo mais longe, declarou que os maus e os imperfeitos seriam em maior número que os bons, “porque muitos são os chamados, mas poucos os escolhidos” (Mt 22,14); e o Seu apóstolo diz que “aqueles que foram reservados segundo a escolha da graça, foram salvos” (Rm 11,5). Percebe-se assim que, na história e na vida dos católicos, há sempre muito para servir os interesses dos contraditores. [...]
Mas não baixamos a cabeça com vergonha, escondendo o rosto entre as mãos: levantamos as mãos e o rosto em direção ao Redentor. “Assim como os olhos dos servos se fixam na mão dos seus senhores [...], assim também os nossos olhos estão postos no Senhor nosso Deus, até que Ele tenha piedade de nós” (Sl 122,2). [...] Apelamos a Ti, justo juiz, pois és Tu que olhas para nós. Não fazemos caso dos homens enquanto Te tivermos [...], enquanto tivermos a Tua presença nas nossas assembleias, o Teu testemunho e a Tua aprovação no nosso coração.

Publicações relacionadas

Oração e Vida Espiritual: Quarta-feira de Cinzas – Leituras e Comentário à Liturgia

Oração e Vida Espiritual: Terceiro domingo após a Páscoa: Liturgia e comentários

Oração e Vida Espiritual: Quinto Domingo após a Páscoa: Liturgia Tridentina

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais