Montfort Associação Cultural

19 de janeiro de 2009

Download PDF

Dia Nacional da Santidade da Vida Humana

Às vésperas da subida ao poder do 44. presidente dos Estados Unidos, Barack Hussein Obama, o atual presidente George W. Bush proclama um dia especialmente dedicado à defesa da vida humana. Estaleceu o dia 18 de janeiro como Dia Nacional da Santidade da Vida Humana, a ser comemorado em todo o país. É um clara oposição ao que deve ser a política do novo presidente que promete acabar com as atuais restrições federais ao aborto e às pesquisas com células-tronco embrionárias (dentre outras “aberturas”). Trascrevemos a seguir nossa tradução do pronunciamento de Bush:


Dia Nacional da Santidade da Vida Humana, 2009

Proclamada pelo Presidente dos Estados Unidos da América

Toda a vida humana é um dom de nosso Criador que é sagrada, única e merecedora de proteção. No Dia Nacional da Santidade da Vida Humana, nosso país reconhece que cada pessoa, incluídas todas aquelas que estão por nascer, tem lugar especial e propósito neste mundo. Tambem ressaltamos nossa determinação de divulgar esta mensagem de consciência ao clamar pelos que são fracos e sem voz entre nós.

O dever mais básico do governo é proteger a vida dos inocentes. Meu governo assumiu o compromisso de estabelecer uma cultura de vida ao promover energicamente as leis de notificação de adoção e paternidade, ao opor-se ao financiamento federal de abortos no exterior, ao promover a abstinência entre os adolescentes e ao financiar programas de apoio à gravidez de risco. Em 2002, tive a honra de promulgar a Lei de Proteção das Crianças Nascidas Vivas (Born-Alive Infants Protection Act) que estende proteção legal às crianças que sobreviveram à uma tentativa de aborto. Promulguei uma lei em 2003 para banir a prática cruel de aborto por parto parcial e esta lei representa nosso compromisso para construir uma cultura da vida nos Estados Unidos. Também me orgulho de promulgar em 2004 a Lei de Não-Nascidos Vítimas da Violência (Unborn Victims of Violence Act) que permite às autoridades acusar uma pessoa que causou a morte ou lesão à uma criança no ventre como uma acusação em separado, acrescida à outras acusações relacionadas à mãe.

Os Estados Unidos são uma nação solidária e nossos valores devem guiar-nos enquanto aproveitamos os benefícios da ciência. Em nosso entusiasmo por novos tratamentos e curas, nunca devemos abandonar nosso sentido fundamental da moral. Podemos alcançar os grandes avanços que todos aspiramos venerando o dom da vida.

A santidade da vida está gravada no coração de todos os homens e mulheres. Neste dia e durante todo o ano, nós aspiramos em estabelecer uma sociedade em que toda criança é bem-vinda à vida e protegida pela lei. Também encorajamos a nossos compatriotas americanos que se juntem à nossa justa e nobre causa. A história nos diz que prevaleceremos pois é uma causa radicada em nossos mais profundos princípios e que apela aos melhores instintos de nossos cidadãos.

AGORA, PORTANTO, EU, GEORGE W. BUSH, presidente dos Estados Unidos da América, em virtude da autoridade que me concede a Constituição e as leis dos Estados Unidos, pela presente proclamo o dia 18 de janeiro de 2009 como o Dia Nacional da Santidade da Vida Humana. Faço um chamado a todos os norte-americanos para que reconheçam este dia com as cerimônias pertinentes e destaquem nosso compromisso com o respeito e a proteção da vida e da dignidade de todo o ser humano.

EM TESTEMUNHO DO QUAL, subscrevo-me pela presente neste décimo quinto dia de janeiro do ano de Nosso Senhor de dois mil e nove, e ducentésimo trigésimo terceiro ano da Independência dos Estados Unidos da América.

GEORGE W. BUSH
(texto original em http://www.whitehouse.gov/news/releases/2009/01/20090115-1.html )

TAGS

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais