Montfort Associação Cultural

21 de janeiro de 2005

Download PDF

Das Processões Divinas

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Leandro
  • Localizaçao: – Brasil

Prezado Professor Fedeli,

Fiquei muito contente com os artigos que sua associação mantêm, todos bem fundamentados.

Ao ler o artigo de sua autoria sobre as Processões Divinas, não entendi muito bem a parte da processão do Espírito Santo, em especial da frase:
“Pela ação da vontade, se dá a processão do Amor, pelo qual o amado está naquele que ama”.
Entendi bem a apreensão pelo intelecto de uma idéia, no caso do artigo, da geração do Verbo. Porém não compreendi como há a processão do Espírito Santo, nem a última parte da frase citada: como o amado está naquele que ama?

Aproveito a oportunidade e peço informação de onde posso conseguir para comprar uma versão para o português da Suma Teológica e quais obras poderiam me servir como uma introdução à ela e a outras obras de Santo Tomás de Aquino, já que tenho pouco conhecimento sobre filosofia e teologia tomista e escolástica.

Desde já agradeço pedindo que as bençãos de Nossa Senhora caiam sobre o seu trabalho,
Leandro

Muito prezado Leandro, salve Maria.

Muito obrigado por seus elogios a nosso trabalho. Reze para que Nosso Senhor abençoe nosso apostolado em defesa da Fé Católica.

Quando conhecemos alguama coisa, formamos dela uma idéia em nossa mente. Assim, Deus, conhecendo-Se, gera eternamente em sua inteligência o Verbo, imagem perfeita de Si mesmo.

Na processão da Vontade não se dá nenhuma geração, pois que, quando queremos algo, apenas nos voltamos para o ser amado, com um impulso para ele. Em Deus, portanto, a processão volitiva não concebe imagem, mas é apenas uma inclinação da Vontade divina para Deus, enquanto amado. Esse “movimento” da Vontade de Deus amante para Deus enquanto amado, é a processão do Espírito Santo (escrevo o didaticamente, para facilitar sua compreensão).

São Tomás diz que todo amado está no amante e vice versa, porque, quando amamos, a pessoa amada “reside” em nosso querer, e nós “residimos” nela, pelo nosso querer, que permanece sempre, continuamente, tendo-a em vista. O amor une os que se amam e os torna semelhantes (de novo, exponho o problema já explicado no site, de modo mais didático, para torná-lo mais compreensível).

Há uma tradução da Suma Teológica em português feita por Alexandre Correia, que teve uma reedição anos atrás, mas está esgotada há muito tempo. Talvez o senhor possa encontrá-la em alguma biblioteca ou loja de livros usados. Consta que será reeditada, no futuro. Mas sabe-se lá quando…
Há uma edição da Suma Teológica em latim-espanhol, em 16 volumes, da editora BAC de Barcelona que é muito interessante. O texto espanhol é de fácil entendimento para nós brasileiros.

Esperando te-lo elucidado, e sempre pronto a atendê-lo com prazer, me subscrevo
in Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Mais Sobre o Uso do Véu - Ivone Fedeli

Cartas: Bondade e maldade, amor e ódio - Orlando Fedeli

Oração e Vida Espiritual: Liturgia do Vigésimo Segundo Domingo depois de Pentecostes

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais