Montfort Associação Cultural

11 de julho de 2005

Download PDF

Darwin confessa que evoluiu do macaco

Autor: Fábio Vanini

  • Consulente: Tânia Pereira
  • Localizaçao: Viana do castelo – Portugal

Bom dia
Sou aluna do 3º ano de Biologia Aplicada e ao ver o vosso site não pude deixar de ficar espantada ao ler “Se os homens provém dos macacos por sobrevivência dos mais aptos, como então continuaram a existir macacos? Sendo menos aptos, todos os que não se transformaram em homens deveriam ter desaparecido.”
Darwin nunca afirmou que o homem teria evoluido a partir do macaco. Esta foi uma maneira de dar a volta á teoria. O que Darwin afirmou foi que homem e macaco teriam um ancestral comum. ou seja, uma espécie que evoluiu de forma a dar várias outras espécies, entre elas o homem e as várias espécies de macacos.
Ao serem uma associação cultural julgo que deveriam informar-se e por exemplo,ler a obra de Darwin antes de fazer afirmações baseadas em argumentos falaciosos.
Com os melhores cumprimentos:

Tânia Pereira

Prezada Tânia, salve Maria!
 
    Se os homens e macacos tivessem ancestral comum, como teria defendido Darwin, que animal seria? Borboleta? Bacalhau (em homenagem aos portugueses…)?
    Pela lógica darwiniana, os ancestrais comuns de homens e macacos seriam macacos.
    Porém, como a lógica darwiniana é falha, não adianta nem ler os originais, que o problema é de fundamentos.
    Aliás, pergunto, algum estudante lê os originais de Darwin? Muito raro.
    Porém, podemos encontrar algumas informações interessantes em suas obras, como:
 
    “Quem viu um selvagem na sua terra natal não se sentirá muito envergonhado ao ter que admitir que lhe corre nas veias o sangue de um ser ainda inferior. Por minha parte eu preferiria ser um descendente daquele heróico macaquinho que enfrentou o inimigo terrível para salvar a vida de seu guardião, ou então daquele velho bugio que desceu das montanhas para arrastar consigo triunfalmente seu jovem companheiro dentre os cachorros pasmados;” (trecho de “A Descendência do Homem”, destacado por Julian Huxley e James Fischer em “O  Pensamento Vivo de Darwin”).
 
    Além da conotação racista, ao tratar o selvagem como ser inferior, há aqui nesse trecho uma clara afirmação de que o homem descende do macaco. E, o que é pior, uma afirmação do próprio Darwin.
    Portanto, quem te ensinou que Darwin não teria afirmado a descendência simiesca do homem, se atrapalhou. É melhor os darwinistas pedirem explicações ao próprio Darwin…Que falácia!
           
No Coração de Maria Santíssima,
Fábio Vanini

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Subsídio doutrinal da CNBB (CEPAD) para a fé na evolução - Orlando Fedeli

Cartas: A evolução é incontestável - Fábio Vanini

Cartas: Evolucionismo é Ciência sim, gostem ou não - Fábio Vanini

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais