Montfort Associação Cultural

4 de janeiro de 2005

Download PDF

Crimes e ideologias políticas

Autor: Marcelo Andrade

  • Consulente: Fernando R. Pires
  • Localizaçao: Gravataí – RS – Brasil

Após ler alguns artigos do excelentíssimo Marcelo de Andrade, pergunto-me como alguém que cita frases de um Papa, pode vir a criticar ideologia política qualquer?

A igreja católica, aquela que propagou a inquisição, roubou e assassinou, não somente na idade média, mas também na contemporânea. Alguém que tem nestes suas inspirações e ideologias, não conhece o passado daquilo que defende, não tem o mínimo direito de opinar seja sobre o nazismo ou socialismo.

Seria o socialismo a maior praga do século XX? Mas e quanto o capitalismo, quantos este matou direta ou indiretamente? Foram milhões, por uma causa tão hipócrita ou mais que a do socialismo, a liberdade, mas para quem? Para os países desenvolvidos às custas daqueles chamados de terceiro-mundo. Liberdade, não, mentiras nas quais a ignorância faz-nos acreditar, e pessoas como este, Marcelo de Andrade, vem escrever suas idéias conservadoras e hipócritas. Não podemos julgar ninguém, Che Guevara ou Adolf Hitler, nenhum esteve correto em sua totalidade, mas lutaram por ideais que consideravam certos. E hoje, que não lutamos mais?

Hitler seria um monstro? Para aqueles sem o conhecimento real da história, influenciados pela manipuladora mídia, seria. Mas se tivéssemos o mínimo conhecimento sobre as verdadeiras condições sociais da Alemanha naquela época, saberíamos que ele não esteve tão errado. Os judeus, litaralmente, escravizavam o seu povo.

E para termos a consciência de como a história é manipulada, basta perguntarmo-nos quantos já morreram em guerras, e quantos foram indenizados por isso. Nenhum, apenas os judeus são até hoje indenizados.

Deixo minha indignação em relação a certos artigos do Marcelo de Andrade, é preciso ter uma visão séria daquilo que vamos opinar, não apenas idéias já formuladas.

Sr. Fernando R. Pires:

Colocarei à parte suas ironias e provocações contra mim e responderei as suas observações.

Sua acusação de que a Igreja Católica matou e roubou merece repúdio. A Igreja Católica, única fundada por Cristo, é Santa. Quem pode errar são os membros da Igreja, nunca Ela como tal.

Acusa-se o Tribunal da Inquisição de ter errado. Ora, o abuso não tolhe o uso. Se os erros de um tribunal forem motivo para extingui-lo, então teremos de acabar com todos os tribunais do mundo. A inquisição – capítulo da história a respeito do qual mais tolices são ditas – foi um tribunal feito para julgar aquilo que, na época, era crime também segundo as leis do Estado: a heresia. Quem executava as penas era o Estado. A respeito, sugiro-lhe a leitura de obra do Prof. João Bernardino Gonzaga.

Sempre na história a Igreja Católica foi perseguida e acusada de crimes que nunca cometeu. Hoje em dia não é diferente. Quem ataca a Igreja Católica, ou é ignorante ou está de má-fé.

Hitler levou a Alemanha a uma guerra absurda. Mais de 50 milhões de pessoas pereceram na Segunda Guerra Mundial, boa parte devido a ele. E o nazismo, essa doutrina assassina e racista, tem de ter a recusa de todos. Quanto aos judeus, é intolerável o anti-semitismo, pois racismo é pecado. Mesmo que os judeus estivessem errados, Hitler não tinha direito de matá-los e o fez sem julgamento nenhum!!! O senhor acha isso certo? Enviar crianças a campos de extermínio? E não foram só os judeus: ciganos, negros e deficientes físicos também foram levados aos campos de concentração. Ou isto está certo : os campos de concentração, o nazismo e os milhões de mortos na Segunda Guerra, ou Hitler é um monstro. O senhor escolha a melhor opção.

Che Guevara não passou de um terrorista arrogante em defesa de uma causa que não tem nada de nobre, o socialismo. A mídia insiste em transformá-lo em um mito e as pessoas acreditam.

Quando criticamos o socialismo não estamos defendendo o capitalismo neo-liberal. Entretanto, que o socialismo é macabro, só não vê quem não quer. Por onde passou, ele deixou um rastro de crimes: Rússia, China, Camboja etc…

O senhor entrou em contradição porque disse: “não podemos julgar ninguém”, e, ao mesmo tempo, julgou a Igreja criminosa: “aquela que roubou e assassinou”, o que é grave. Por que Hitler não merece julgamento e a Igreja sim? Por que eu não tenho o direito de afirmar uma verdade – de que o socialismo é criminoso – e o senhor tem o “direito” de acusar injustamente a Igreja? Por que dois pesos e duas medidas?

O importante não é lutar por uma causa que achamos justa, mas sim, por uma causa que seja justa. A verdade é objetiva, ao contrário do que o falso liberalismo e a mídia pregam. Já o senhor, que diz que a mídia é manipuladora, acaba caindo nessa mentira.

Realmente o senhor tem razão ao dizer que a história é manipulada. E a prova é justamente esta: transformam criminosos em heróis (Che Guevara, Lenin, Mao, Fidel) e querem que a Igreja, que é Santa, seja pecadora.

Estou à disposição para maiores esclarecimentos, mas por favor: com o sr. mesmo diz, “é preciso ter uma visão séria daquilo que vamos opinar, não apenas idéias já formuladas” pela mídia e pela história manipulada.

Marcelo Andrade

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Poder econômico - Orlando Fedeli

Notícias e Atualidades: Governo chinês faz ofensiva contra religião

Documentos da Igreja: Decretum Contra Communismum

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais