Montfort Associação Cultural

1 de setembro de 2004

Download PDF

Construções góticas

Autor: Gabriela Quintale

  • Consulente: Nelcy
  • Idade: 33
  • Localizaçao: Rio de Janeiro – RJ – Brasil
  • Escolaridade: Pós-graduação concluída

As construções góticas marcam um período muito belo na história do cristianismo, pois coincidem com a mudança do Deus punitivo para o Deus Pai (vide catedral de Notre Dame de Paris).

Tida como arte sombria, o gótico é, na realidade, um salto rumo à sensibilidade e beleza divinas em contraste com o estilo romano vigente na época.

Tenho um projeto de registrar em fotografia as construções nesse estilo no Estado do Rio de Janeiro, mas não sei como obter os endereços. Vocês poderiam me ajudar?

Agradeço imensamente.

Cara Nelcy, salve Maria,

É com muito gosto que respondo à sua questão colocada a nós a respeito das construções góticas.

Em primeiro lugar devo colocar que infelizmente não há no Brasil lugar onde você possa encontrar arquitetura gótica como a que podemos observar na Europa principalmente na França. O período da história ao qual você se refere é anterior ao descobrimento do Brasil e quando os portugueses para cá vieram, trouxeram com eles já o barroco, predominante e praticamente o único grande estilo arquitetural no Brasil. Logo os neoclássicos e em seguida os modernistas tomaram conta de nossa paisagem arquitetônica.

O que podemos observar aqui é no máximo as construções chamadas Neogóticas, como a catedral da Sé de São Paulo ou a capela do Parque do Caraça em Minas Gerais que não têm nem de longe a beleza do original.

Preza-me também esclarecer que o estilo artístico anterior ao Gótico é o ROMÂNICO e não o Romano como você mencionou. O estilo romano é o estilo dos pagãos antes de Cristo e o românico aproveitou-se de seus elementos de construção e aplicaram em Abadias e Mosteiros, ou seja, nas construções da Igreja Católica que serviram de base para o Gótico, havendo, então, um desenvolvimento e não um rompimento na arte.

Aliás, como você mesma pôde observar, as Catedrais são o grande expoente da arte Gótica e nada têm de sombrio (vide Catedral de Notre Dame de Paris, Saint Chapelle em Paris, Reims, Chartres e demais catedrais com seus esplendorosos vitrais coloridos e, portanto, com a claridade e toda a estética da luz medieval). Agora eu que pergunto: o que você quer dizer com “mudança do Deus punitivo para o Deus Pai?”.

Deus é um, como sua Igreja é uma: a Igreja Católica. Deus também não tem sensibilidade como você menciona (“sensibilidade e beleza divinas”) porque Deus não tem corpo, não pode, portanto, mudar sendo em um instante punitivo e em seguida acolhedor. Seu interesse por tais construções demonstra bom gosto de sua parte, mas creio que você deveria primeiramente desvencilhar-se destas expressões “século vinteanas” para melhor poder compreender a grandeza não só da arte, mas de todo um período da história onde as pessoas amavam este Deus que é Imutável.

Havendo interesse de sua parte podemos esclarecer outras dúvidas como as que mencionei aqui.

Cordialmente

Gabriela De Laquila

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Música Barroca - Orlando Fedeli

Cadernos de Estudo: As três revoluções na Arte - Orlando Fedeli

Cartas: Rock: Dois lados da mesma moeda - Orlando Fedeli

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais