Montfort Associação Cultural

25 de novembro de 2004

Download PDF

Conservação do corpo de João XXIII

Autor: Orlando Fedeli

  • Consulente: Valter
  • Localizaçao: – Brasil

Caro Prof. Orlando Salve Maria!

Espero encontra-lo restabelecido de sua enfermidade!

Muito bem meu caro Prof., recebi a resposta do e-mail que enviei-lhe a alguns dias atrás e ao e-mail também enviado um pouco antes.

Realmente o Sr. Respondeu alguns dos meus questionamentos mas ainda não me convenceu do seu, como diz o senhor, inacertamento com relação às criticas que o Sr faz a alguns movimentos dentro de Nossa Mãe Igreja Católica!.

Quero lhe dizer que também creio que a doutrina Católica, seja a única, eu disse única, e absolutamente verdadeira, não sei de onde o Sr., parecer tirar conclusões e insinuações de que eu não acredito nisto ou que esteja seguindo outra doutrina que não seja esta. Quero lembra-lho de que não estou fazendo-lhe afirmações gratuitas como o Sr menciona em sua resposta. O que estou lhe questionando é o modo pelo qual parece ser o Sr., conhecedor de toda a verdade.

Caro prof., não conheço a publicação em que o Sr. diz comprovar o neo modernismo, termo usado pelo senhor, do Concilio Vaticano 2º, mas gostaria de lhe ser sincero, alias muito sincero, acredito que o Sr não tenha a capacidade de avaliar em todo o seu conjunto, da maneira que parece querer avaliar, o que foi decidido no referente Concílio.

Outra coisa não estou lhe atacando só estou lhe questionando, ataque quem faz é o Sr, aos movimentos que nascem todos os dias na Santa Madre Igreja. O Sr., conhece o trabalho do Pe. Roberto da ” Toca de Assis”, o Sr. conhece o trabalho do Pe. Leo da ” Comunidade Betania” , o Sr., conhece o movimento ” Regnun Christ” e os ” Legionário de Cristo”, o Sr. conhece a comunidade “Copiosa Redenção” do Pe. Hilton…, etc, etc.,? Gostaria que o Sr., se ainda não conhece esses movimentos, conhecesse todos esses trabalhos e olhasse ao seu redor e comparece com o que o Sr. fez até agora para mudar tudo isso que critica, gostaria ainda de lembra-lhe que o “Espirito Santo sopra quando e onde quer” e volto a dizer ” a árvore se conhece pelos frutos” , diga-me quais são seus frutos?

O Sr. também pressupõem que tentaria lhe perguntar ou lhe questionar sobre a infalibilidade papal, meu caro professor não queira colar palavras em minha boca! Eu sei muito bem onde o Santo Padre não falha em sua infalibilidade, ele não falha em questões de fé e moral, fora isso ele é falível como qualquer um de nós. E a posição a qual eu defendo do Santo Padre é aquele Papa que dorme somente de 3 a 4 horas diárias, aquele Papa que após um longo e exaustivo dia de trabalho, é encontrado de madrugada abraçado ao sacrário chorando e rezando e ajudando a Cristo a carregar nos ombros os meus e os seus pecados e os pecados de todo o mundo, aquele Papa que faz essas coisas, enunciadas acima, e que é atacado pelos que se dizem Católicos e que o criticam mas não são capazes de pedir que se reze uma ave-maria por ele, aquele Papa que com seus mais de noventa anos não deixa de fazer longas viagens de evangelização por todo o mundo, aquele Papa que tentaram assassinar e que foi salvo pelas mãos da Virgem Maria…, em fim por esse Papa que nunca, eu disse nunca, foi atacado pelo Pe. Jonas Adib que o ama e o defende, esse mesmo Pe. Jonas dos “livrecos”, como afirma o Sr.

Quanto a questão da TFP: caro prof., não foi através de suas denuncias dos erros da TFP que eu tenho conhecimento dos mesmos, nunca antes ouvira falar de sua existência, é aqui parecer que o Sr. novamente se acha o conhecedor de tudo e aquele que a tudo responde não havendo outro além de vossa senhoria! E me parece nesse caso quem esta confundindo jacaré com lagartixa é o Sr. E quanto a entrevista concedida, na revista Arautos, pelo Pe. Jonas é a possível cooperação entre a Canção Nova e os Arautos do Evangelho isto so mostra que pelo menos o Sr, João Cla tem a humildade suficiente de se rebaixar ao nível dos mortais pecadores e vim colaborar na batalha contra o inimigo de Deus. Quero lembra-lhe que o mesmo João Cla teve, também, a dignidade de se ajoelhar diante do Santo Padre João Paulo II e lhe beijar o anel Papal e reconhecer com este gesto sua representativadade divina na Terra. Caro prof. não preciso avisar o Pe. Jonas de quem é João Cla ele, o Padre Jonas, tem santidade suficiente para discernir com quem ele faz parcerias e com quem ele anda. Caro prof. quanto a questão do incorrupção do corpo de Sua Santidade o Papa João XXIII muito me admira o Sr. usar de um livro escrito por um ex-padre, — alias o termo é usado erradamente pelo Sr., ex-padre, não é o correto pois após sua ordenação um padre o será por toda a eternidade–, um homem que não foi capaz de cumprir com seu juramento perante Deus não tem, eu disse não tem, capacidade e nem moral para escrever ou falar qualquer coisa pertinente à Santa e Madre Igreja Católica pois ele não foi capaz de defende-la como um homem compromissado com ela e lembra-lhe as palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo que “… todo aquele que pega no arado para arar a terra e olha para traz não é digno de mim…”. Além disso o Sr. está afirmando, através de alguém que não tem autoridade moral para falar a respeito do que aqui discutimos, que o corpo que está em exposição em Roma é um falso milagre ou uma fraude!

Caro prof. ainda desejo lhe informar que não mencionei que rezo o santo rosário, que comungo todos os dias, que me confesso regularmente ou ainda que me considero o um grande pecador por farisaísmo, como insinua vossa senhoria, mas para que não houvesse de sua parte um julgamento de alguém que esta lhe fazendo questionamentos sem que pelo menos tente viver aquilo que defende e que acredita.

Caro prof. ser humilde não que dizer ser um tolo ou um bobo que tudo aceita e que nada questiona ou que não defende seus ideais. Também quero lhe dizer que nunca fui da TFP, embora conheça pessoas da mesma, nem faço parte de Renovação Carismática Católica e sei que existem muitos erros dentro de todos os movimentos de Nossa Santa e Amada Igreja só que, pelo menos para mim, não é atacando-os, como o Sr., o faz, e que conseguiremos fazer com que esses erros sejam corrigidos. Lembro-lhe que São Pedro negou ao Senhor Jesus Cristo por três vezes e isso não fez dele menos santo.

Gostariam, por ultimo, de que o Sr., me respondesse se foi ou não membro da TFP, além de lhe informar que quem tem raiva é satanás e que em nenhum momento lhe mandei ficar quieto em seu canto nem engolir qualquer coisa.

Finalmente gostaria de ainda lembra-lhe as palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo que “… todo aquele que pega no arado para arar a terra e olha para traz não é digno de mim…”.

Por último, caro prof., talvez não tenha o cabedal de conhecimento que o Sr diz ter mas de uma coisa eu tenho certeza e Jesus condenou aos mestres da Lei por enxergarem o cisco no olho do próximo mas não verem o cisco que estava em seus próprios olhos.

Que a Paz de Jesus e o Amor de Maria estejam com o senhor e a sua família!

Valter Luiz Campos

Prezado Valter, salve Maria !

Sua carta me lembrou duas coisas: primeiro, um salmo que diz: Colocarei um acusador à sua direita; segundo, a rainha da Branca de Neve Depois, lhe explico o caso da Rainha e de seu espelho.

Quanto ao “acusador”, lembro-lhe — e perdoe-me lembrar qualquer coisa a você, que tanto sabe– que é o demônio que está constantemente nos acusando, ainda quando fazemos o bem.

Claro que o demônio tem muito do que me acusar, e de que “eu me confesso a Deus todo poderoso, à Bem Aventurada sempre Virgem Maria, etc.”
Mas não a você.

Sua carta revela apenas a raiva que você nutre contra minha pessoa. De sua carta escorre raiva pessoal, senão de cada palavra, pelo menos de cada linha. E você procura manifestar preocupação com minha saúde? Mas isso sim é que lembra o fariseu. De amigos preocupados com minha saúde como você, Deus me livre.

Se sou incompetente a ponto de não saber que um ex padre mantém o caráter sacerdotal, ainda que reduzido pela Igreja ao estado leigo, para que me consulta ? (Aliás, jamais afirmei ter ” um cabedal de conhecimentos”. Isso é invenção sua. Foi o seu espelho quem lho contou).

Você, que conhece a “incompetência” e a má fé de Hebblethwaite como historiador, apesar de ser ele imensamente considerado — como historiador — nos meios eclesiásticos e científicos, por que me escreve ?

Se você tem certeza de que o corpo de João XXIII não foi embalsamado, prove que ele não determinou seu embalsamamento por decreto e por testamento ! Esses são documentos históricos oficiais. Prove que ele não foi embalsamado. Prove que esses documentos oficiais são falsos.

(Mando-lhe anexados abaixo documentos provando que não houve milagre nenhum na conservação do corpo de João XXIII, mas que foi pura ação química e nunca milagre. Refute-os se puder, ou volte atrás de suas ilusões de sacristia) Você, que reza Ave Marias por João Paulo II (como você lembra o … “publicano”, aproveitando toda oportunidade para fazer conhecer sua caridade incomum !) como sabe você se eu rezo, ou não, pelo Papa? Se seu conhecimento vai até ao que se passa no íntimo de minha alma, por que me interroga ?

Se você conhece até que não rezo uma Ave Maria sequer, pelo Papa, como me interroga sobre meus frutos, duvidando que eles existam?

Por acaso você pensa que cairei em sua esparrela, falando de “meus frutos”, para depois você me acusar de farisaímo ? Você se revela bem …”publicano” , meu caro humílimo Valter.

Meus frutos, se os tenho, Deus os conhece. Não são nem de sua conta, nem de seu julgamento. Mas até inimigos — não tão imparciais como você — me reconhecem alguns.

Se você tanto ama o Papa e o conhece tão profundamente, como sua “competência” afirma que João Paulo II tem mais de 90 anos, — quando ele nasceu em 1920 -? Se voce já sabe tanto, por que vem despejar sua raiva, escrevendo-me ?

Se você confessa que não leu meu trabalho sobre o Vaticano II, como afirma que não tenho competência para tratar desse tema? .

Pode ser até que eu não tenha, de fato, a competência que você me exige, mas você só poderia dar essa sentença depois de ter lido o meu trabalho. Não antes.

Se você conhece a TFP e Scognamiglio sem ser por meu intermédio, por que me pergunta se pertenci a essa entidade ?

Se você acha que sou eu o fariseu que vejo cisco no olho alheio sem perceber a trave que tenho nos olhos, por que vem me perguntar como vejo isto ou aquilo ?

Você só me faz perguntas, para depois me atacar ? E isso também lembra o humilde “publicano”, que fazia perguntas a Cristo, para depois acusá-Lo Meu caro, você só quer ofender.

Eu disse que você me fez lembrar a Rainha da historinha da Branca de Neve, aquela que falava com um espelho. E que acreditava no que seu espelho mágico lhe dizia.

Você também parece ter um espelho no qual você se vê humilde e caridoso — e competente. E publicanamente humilde e competente.

Estranho espelho que inverte cisco e trave, e que o faz ver suas virtudes e as daqueles com os quais você simpatiza com lente de aumento.

Mas, quando você me contempla, você parece trocar de espelho.

Meu caro, adeus passe bem. Mas, se sou fariseu, você que é bom publicano, passe bem longe de mim.

In Corde Jesu, semper,
Orlando Fedeli


DOCUMENTOS ANEXOS SOBRE A CONSERVAÇÃO QUÍMICA DO CORPO DE JOÃO XXIII
Rádio Vaticano

http://www.vaticanradio.org/portuguese/brasarchi/2001/RV22/01_22_58.htm
POR QUE O CORPO DO PAPA JOÃO XXIII CONSERVA-SE INTACTO 38 ANOS APÓS A SUA MORTE?
Cidade do Vaticano, 03 jun (RV)Se o corpo do Papa João XXIII permanece incorrupto 38 anos depois de sua morte, não se trata de um milagre, nem tampouco obra de uma embalsamação bem feita. Que não se trate de um milagre, foi o próprio Arcipreste da Basílica Vaticana, Cardeal Virgilio Noè, a confirmá-lo, ao anunciar o rito de trasladação dos restos mortais do Pontífice e sua exposição aos fiéis.
E a excluir que se trate de embalsamação _ pelo menos no sentido clássico do termo _ foi o Prof. Gennaro Goglia, de 78 anos de idade, numa entrevista concedida ao semanário Família Cristã, em sua edição italiana.
Foi o Prof. Gennaro que, na noite de 3 de junho de 1963, recebeu o encargo por parte da Santa Sé, de tratar do corpo do Pontífice falecido. Ele submeteu o corpo do Papa João XXIII a um tratamento à base de formalina, para preservá-lo de uma inevitável decomposição. Mas não se tratou de uma embalsamação.
O médico revelou que naquela noite, colocou em prática, no corpo do falecido Pontífice, um método de conservação estudado em Lausanne, Suíça, juntamente com o Prof. Winkler, uma autoridade nesse campo.
A técnica _ explica o Prof. Goglia _ consistia na inserção, no corpo, de um líquido especial cuja fórmula eu criei, sem deixar sair nem mesmo uma gota de sangue.” Os 10 litros foram preparados no Instituto de Anatomia. Foram colocados num galão de plástico com uma pequena torneira, dotada de um longo tubo com uma agulha na extremidade.
Quando o Prof. Goglia iniciou o tratamento, o rosto do “Papa Bom” ainda continha resíduos do óleo utilizado pelo escultor que modelou sua máscara mortuária. O óleo é utilizado a fim de que o material de modelagem não grude na pele.
Erguermos o galão sobre o tripé _ explica ainda o Prof. Goglia _ fizemos uma pequena incisão no pulso esquerdo do Papa e inserimos a agulha. Meu medo é que saísse sangue, ou que a pele se rompesse. Eu temia derramar o sangue de um Papa que já então era considerado um santo. Mas tudo correu bem e às 5h00 da manhã de 4 de junho a operação estava concluída.
O líquido _ acrescenta o médico _ havia preenchido todos os capilares, bloqueando o processo de degeneração. Injetamos o líquido também no abdome do Papa, praticamente destruído pelo câncer, para eliminar todas as bactérias, e assim concluímos o tratamento.”
Nos dias sucessivos, o Prof. Goglia retornou ao Vaticano para controlar o estado de conservação do corpo, no curso das diversas trasladações que sofreu. Eis porque, 38 anos depois, os restos mortais do “Papa Bom” cuja santidade já era conhecida ainda em vida, se conservam intactos. (AF)

Segunda-feira, 4 de Junho de 2001
http://jbonline.terra.com.br/jb/papel/internacional/2001/06/03/jorint20010603006.html
João XXIII volta à Basílica
Corpo intacto após 38 anos é milagre de um médico.
Cidade do Vaticano – AFP
CIDADE DO VATICANO - Em cerimônia que um repórter classificou de “”surrealista”", o corpo exumado e restaurado do papa João XXIII, morto em 1963, foi transportado ontem num caixão de vidro para nova sepultura na Basílica de São Pedro, onde poderá sempre ser visto pelos fiéis.
(…)
Líquido - Quando o corpo de João XXIII, beatificado no ano passado, foi exumado em janeiro, em estado quase perfeito de conservação, falou-se muito em milagre. Na verdade, tudo se deve ao competente trabalho do professor Gennaro Goglia, o médico que embalsamou secretamente o cadáver com um líquido especial.
Goglia, então especialista em anatomia na Universidade Católica de Roma, agora com 78 anos, se lembra perfeitamente: um carro do Vaticano o apanhou em casa na noite de 3 de junho de 1963, horas depois que o papa morrera de câncer no estômago. Nem à família ele disse aonde ia.
Nos aposentos papais do Palácio Apostólico, Goglia teve de esperar uma hora, enquanto o escultor italiano Giacomo Manzu fazia uma máscara de bronze do morto. Depois, embalsamou o corpo, injetando um líquido desenvolvido por ele e cuja fórmula ainda tem: são nove ingredientes, entre os quais álcool etílico, formalina, sulfato de sódio e azotato de potássio.

Esposta la salma di Papa Giovanni
http://www.ilnuovo.it/nuovo/foglia/0,1007,52717,00.html
Domenica a San Pietro sarà esposto il corpo del Papa buono. Per proteggerlo un”urna in bronzo con vetri antisfondamento del pesodi 450 chili. La salma fu trovata intatta per una sostanza iniettata subito dopo la morte.
di Paolo Emiliano
ROMA – Un”urna in bronzo e cristalli anti-proiettile e anti-sfondamento del peso di 450 chili proteggerà la salma di Giovanni XXII, che domenica sarà esposta a San Pietro. Il corpo del “Papa buono” è stato riesumato e trovato intatto, grazie a uno speciale liquido con cui fu trattata la salma subito dopo l”accertamento della morte. Dunque nessun miracolo.
E a 38 anni esatti da quel momento il Santo Padre ha voluto rendere omaggio alla memoria di Roncalli, richiamando i fedeli per il 3 giugno sul sagrato della basilica vaticana, proprio per venerare il corpo di Giovanni XXIII.
La salma sarà esposta per tutto il pomeriggio e poi posta sotto l”altare di san Girolamo, dentro la basilica, come è avvenuto per altri successori di san Pietro. Dunque tutto è pronto in Vaticano per accogliere le migliaia di pellegrini, si dice circa 50 mila, che arriveranno a Roma, soprattutto dalla provincia di Bergamo dove Roncalli nacque.
La cerimonia avrà inizio alle 9,30 a san Pietro con la processione dell”urna dalla Porta della preghiera alla quale parteciperà tutto il clero della basilica vaticana. Passaggio dall”Arco delle campane, attraversamento della piazza fino all”obelisco, arrivo all”altare papale sul sagrato della basilica dove avrà inizio la Messa per la solennità di Pentecoste celebrata da Giovanni Paolo II.
Il cardinale Noè, arciprete della basilica vaticana nei giorni scorsi è tornato a sottolineare che non può essere considerato “”un fatto miracoloso”" legato alla santità riconosciuta dalla Chiesa a Roncalli (beatificato lo scorso 3 settembre) il fatto che la salma sia stata trovata intatta. “”Anche il corpo di Bonifacio VIIIha detto il porporatodopo 300 anni venne trovato intatto, ma nessuno pensava neanche lontanamente che fosse santo… e d”altra parte passati 100 anni di lui non restava più nulla. E” semplicemente un fatto legato al modo in cui il corpo è stato conservato”".
Nel caso di Roncalli, ha precisato Noè, tutto è stato predisposto in modo che anche nell”urna delle valvole di azoto possano preservare la salma anche in futuro da eventuali infiltrazioni d”aria o dall”azione della luce e il corpo è stato trattato “”con gli interventi essenziali, per evitare complicazioni naturali”" ma senza alcun intervento straordinario. La salma di Giovanni XXIII è rimasta intatta grazie a un liquido speciale inventato dal medico Gennaro Goglia, all”epoca in forza all”istituto di anatomia del Gemelli ed esperto nel trattamento dei cadaveri
Goglia ha raccontato aFamiglia Cristianacome usò il liquido, che aveva messo a punto personalmente e aveva  sperimentato nei due anni precedenti. Giunto in Vaticano con un  “”bidone di plastica con un rubinetto all”estremità, un lungo tubicino e un ago”", il giovane medico trovò  il volto di papa Giovanni ancora unto dall”olio usato da Manzù per impedire che la creta per il calco funebre aderisse alla  pelle.“Issammo il bidone con liquido su un trespoloracconta  Gogliapraticammo un piccolo taglio nel polso destro e infilammo l”ago. Avevo paura che potesse uscire il sangue, che  il liquido potesse provocare rotture nella pelle: pensavo con  terrore dove avremmo potuto gettare il sangue di un papa che era già considerato santo. Ma tutto procedette bene”.
(1 GIUGNO 2001; ORE 13:45)

O POVO – JORNAL DO CEARÁ
IGREJA
Corpo de João XXIII vai ser exposto domingo
http://www.noolhar.com/opovo/internacional/42041.html
O corpo embalsamado do papa João XXIII será exposto domingo na Praça de São Pedro, na Cidade do Vaticano, na missa que João Paulo II celebrará ante milhares de devotos do falecido papa, proclamado beato no ano passado, informou ontem o cardeal Virgilio NoŠ.

O corpo de João XIII, protegido por um féretro de vidro antibalas, será exposto depois da cerimônia, sob o altar de São Gerônimo, na basílica de São Pedro. O cardeal Noé confirmou ontem que o rosto de João XXIII está intacto, 38 anos depois de suas morte. Assinalou que não se trata de um milagre e que o corpo foi preparado para ser conservado.

O médico Gennaro Goglia, que embalsamou o corpo, contou os detalhes da operação. João XXIII deixou instruções precisas sobre a questão, para evitar que se repetisse o que aconteceu com seu predecessor, Pio XII, cujo corpo, mal embalsamado, começou a se decompor antes das exéquias solenes na Basílica de São Pedro. A última vez que um papa foi exposto ante os fiéis foi há meio século, quando o corpo de São Pio X foi transportado para Veneza, cidade de que foi patriarca até sua eleição, em 1903.

João XXIII, o 261º papa da história e cujo nome era Angelo Giuseppe Roncalli, nasceu em 1881 e morreu em 1963, quatro anos e meio depois de sua eleição ao trono de São Pedro. O Concílio Vaticano II, convocado por João XXIII em 1962 e concluído em 1965 sob o reinado de Paulo VI, marcou a história da Igreja católica do século XX.


REVISTA ÉPOCA
http://epoca.globo.com/edic/20010611/soci_4a.htm
Edição 160 11/06/2001
RELIGIÃO
Mito em plena forma
Legista italiano revela a técnica adotada para manter intacto, 38 anos depois da morte, o corpo de João XXIII
 
Alberto Pizzoli/AFP
 
 
O cadáver de João XXIII foi preparado com substâncias químicas antes do funeral (à esq.). O corpo está preservado até hoje (à dir.)
Quarenta mil fiéis reconheceram o semblante sereno, celebrizado em fotos, num desfile no Vaticano na manhã do domingo 3. O corpo embalsamado do papa João XXIII cruzou a Praça São Pedro no esquife de vidro, emocionando a multidão que comemorava o dia de Pentecostes. Vestido com túnica branca, capa e gorro vermelhos, o cadáver confirmou o extraordinário relato dos legistas que o exumaram. A história veio à tona há dois meses. Imune ao tempo, João XXIII preserva a aparência do octogenário bonachão. Seu papado durou quatro anos e sete meses (1958-1963), o suficiente para o pontífice aproximar a Igreja do povo. Convocou o Concílio Vaticano II, que, entre outras mudanças, aboliu o latim nas missas e permitiu o uso de idiomas locais.
Responsável pela conservação do corpo, o médico italiano Gennaro Goglia, de 78 anos, perfilava-se na multidão da praça. Goglia decidiu revelar na semana passada a técnica de embalsamamento que utilizou. Injetou no corpo 5 litros de um coquetel de substâncias conservantes, entre as quais álcool, sulfato de sódio e nitrato de potássio. “Devo admitir: aquele trabalho foi um pouco macabro, diz o professor de anatomia da Universidade Católica de Roma. O legista optou por não retirar o sangue. “Poderia cair em mãos erradas e ser vendido como relíquia, afirma. O cadáver foi enterrado num caixão lacrado. Isso ajudou a deter a decomposição. Com a exumação, recebeu nova preparação química, e o rosto, escurecido, ganhou uma camada de cera. De acordo com Goglia, o próprio chefe da Igreja, pouco antes de morrer, pediu-lhe que cuidasse do funeral. Ficara impressionado com as exéquias do antecessor, Pio XII, cujo corpo começou a exalar mau cheiro durante o velório de cinco dias.

TAGS

Publicações relacionadas

Cartas: Denzinger / Monsenhor / Abbé de Nantes - Orlando Fedeli

Artigos Montfort: A lição do dia 28 de Outubro – beatificação de mártires espanhóis

Vídeos: Paidéia – Parte 2 - Marcelo Andrade

Para comentar esta publicação

O site Montfort não permite a inclusão de comentarios diretamente em suas publicacões.

Para enviar comentários, sanar dúvidas, obter informações, ou entrar em debate conosco, envie-nos sua carta.

Saiba mais